A Desonestidade da Imprensa Carioca - Di√°rio do Rio de Janeiro

A Desonestidade da Imprensa Carioca

0

A Imprensa Carioca é desonesta, ou no mínimo escolhe seus inimigos e amigos e às favas com qualquer pensamento critico. E o que é pior, escondem-se em uma falsa noção de imparcialidade que não existe em lugar nenhum, nem receita de bolo.

Veja o caso dos pol√≠ticos, durante seu governo como prefeito do Rio,¬†Cesar Maia, foi escolhido como grande inimigo do Globo. Uma das maiores cr√≠ticas que recebeu foi √†¬†Cidade da M√ļsica, hoje¬†Cidade das Artes. Diziam haver super faturamento, nunca comprovado, diziam que seria um elefante branco. E o maior exemplo dessa desonestidade √© a seguinte nota publicado no blog do Ancelmo de ontem:

Até agora, a cidade das Artes do Rio foi palco de  mais de 500 espetáculos, só este ano, envolvendo cerca de 150 mil espectadores.
Houve tempo em que o espaço, espetado entre pistas de alta velocidade na Barra, parecia um elefante branco. Melhor assim.

Bem, por muito tempo ficou em obras, até porque o prefeito Eduardo Paes, sucessor e adversário de Maia, ficou segurando a obra, que estava praticamente pronta. Mas apesar disso, Paes era só elogios por parte de Ancelmo e dos jornalistas do Globo. Estes inclusive esqueceram de acompanhar da mesma forma seu governo, hoje com seu então secretário de obras, Alexandre Pinto, preso.

Da mesma forma, Ancelmo era s√≥ elogios a¬†Eike Batista, que sempre chamava de Eike “Sempre Ele” Batista para elogia-lo. E como esquecer que¬†Sergio Cabral¬†(PMDB-Benfica) tungou nosso estado e o levou a atual crise, √†s barbas da grande imprensa? O detalhe que n√£o era segredo os seus atos de corrup√ß√£o, se este editor sabia, e nada podia fazer por n√£o ter uma equipe para seguir as den√ļncias, √© de imaginar que o maior √≥rg√£o de imprensa do pa√≠s, se quisesse, poderia investigar a fundo.

E hoje nada mudou, enquanto o atual prefeito, Marcelo Crivella, é acusado até de praga pela falta de luz na quadra de escolas de samba, o atual governador, Pezão, mesmo com a forte crise no estado, e defendendo o prisioneiro Sergio Cabral, é esquecido e deixado em paz.

Precisamos de uma grande imprensa mais séria, não imparcial, mas que assuma seus acertos e erros.

Quintino Gomes Freire
Diretor de mídias sociais na Agência B5, palestrante, publicitário, Defensor do Carioca Way of Life e Embaixador do Rio. Começou o Diário do Rio em 2007 e está a frente dele até hoje o levando ser um dos principais portais sobre o Rio de Janeiro.
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Comente