Abragência dos Juizados Especiais Cí­veis no Rio de Janeiro

Publicidade

.: JUIZADOS ESPECIAIS :..

Horários de funcionamento:

GERAL: 10:00H à s 18:00H

Bairros de abrangência de cada Juizado Especial Civel do Rio de Janeiro RJ

I JUIZADO ESPECIAL CIVEL

AV. ERASMO BRAGA, 115 – 2.ANDAR, SALA 211 (LAMINA II) CENTRO

3133-1903/3991

E-mail: cap01jeciv@tj.rj.gov.br

Abrangência:

Santo Cristo/Caju/Saude/Gamboa

II JUIZADO ESPECIAL CIVEL

AV. ERASMO BRAGA 115 113/C CENTRO

3133-2191/2977

E-mail: cap02jeciv@tj.rj.gov.br

Abrangência:

Centro/Cidade

III JUIZADO ESPECIAL CIVEL

AV. ERASMO BRAGA, 115 – 3.ANDAR – SALA 313 (LAMINA II) CENTRO

3133-3269

E-mail: cap03jeciv@tj.rj.gov.br

Abrangência:

Rio Comprido/Estacio/Cidade Nova/Catumbi

IV JUIZADO ESPECIAL CIVEL

RUA DO CATETE, 244 4. ANDAR CATETE

2245-1754

E-mail: cap04jeciv@tj.rj.gov.br

Abrangência:

Botafogo/Cosme Velho/Catete/Gloria/Flamengo/Laranjeiras/Urca

V JUIZADO ESPECIAL CIVEL

RUA FIGUEIREDO DE MAGALHAES, 94 LOJA, SOBRELOJA E SUBSOLO COPACABANA

2549-2179

E-mail: cap05jeciv@tj.rj.gov.br

Abrangência:

Copacabana/Leme

VI JUIZADO ESPECIAL CIVEL

RUA HUMAITA 275 FACULDADE DA CIDADE HUMAITA

2538-2793/2331(FAX)

E-mail: cap06jeciv@tj.rj.gov.br

Abrangência:

Gavea/Leblon/Lagoa/Jardim Botanico/Humaita/Ipanema/Vidigal/Sao Conrado

VII JUIZADO ESPECIAL CIVEL

AV. ERASMO BRAGA 115 114/115 – C CENTRO

3133-3262

E-mail: cap07jeciv@tj.rj.gov.br

Abrangência:

Sao Cristovao/Mangueira/Benfica

VIII JUIZADO ESPECIAL CIVEL

CONDE DE BONFIM 255 LOJA 116 TIJUCA

3978-7150

E-mail: cap08jeciv@tj.rj.gov.br

Abrangência:

Tijuca/Alto da Boa Vista/Praca da Bandeira

IX JUIZADO ESPECIAL CIVEL

RUA SAO FRANCISCO XAVIER 524 PAVILHAO JOAO LYRA FILHO, PILOTIS -BL. F – UERJ MARACANA

2587-7832/7831

E-mail: cap09jeciv@tj.rj.gov.br

Abrangência:

Vila Isabel/Andarai/Maracana/Grajau

X JUIZADO ESPECIAL CIVEL

R. LUCENA COM R. PROFESSOR PLINIO BASTOS S/N. FORUM OLARIA

3976-5797/5765

E-mail: leo10jeciv@tj.rj.gov.br

Abrangência:

Ramos/Manguinhos/Olaria/Bonsucesso

XI JUIZADO ESPECIAL CIVEL

RUA LEOPOLDINA REGO 754 2. ANDAR PENHA

2560-4357/2573-4687(FAX)

E-mail: leo11jeciv@tj.rj.gov.br

Abrangência:

Penha/Circular da Penha/Bras de Pina/Cordovil/Parada de Lucas/Vigario Geral/Jardim America

XII JUIZADO ESPECIAL CIVEL

MANUEL VITORINO 553 PIEDADE

25972538

E-mail: cap12jeciv@tj.rj.gov.br

Abrangência:

Jacare/Agua Santa/Encantado/Pilares/Piedade/Abolicao/Quintino Bocaiuva/Higienopolis/Maria da Graca/Inhauma/Engenho da
Rainha/Tomas Coelho/Del Castilho

XIII JUIZADO ESPECIAL CIVEL

RUA SANTA FE 42/50 MEIER

2581-0815

E-mail: mei13jeciv@tj.rj.gov.br

Abrangência:

Todos os Santos/Cachambi/Engenho de Dentro/Sao Francisco Xavier/Rocha/Meier/Riachuelo/Sampaio/Lins de
Vasconcelos/Engenho Novo

XV JUIZADO ESPECIAL CIVEL

AV. ERNANI CARDOSO 152 TERREO MADUREIRA

2583-3454/3455

E-mail: mad15jeciv@tj.rj.gov.br

Abrangência:

Madureira/Cascadura/Bento Ribeiro/Marechal Hermes/Engenho Leal/Turiassu/Campinho/Vaz Lobo/Rocha Miranda/Osvaldo
Cruz/Cavalcante/Honorio Gurgel

POSTO DE ATENDIMENTO DO XV JUIZADO ESPECIAL CIVEL

AV. EDGARD ROMERO, 807 – TERREO – UNIVERCIDADE MADUREIRA

Abrangência:

Madureira/Cascadura/Bento Ribeiro/Marechal Hermes/Engenho Leal/Turiassu/Campinho/Vaz Lobo/Rocha Miranda/Osvaldo
Cruz/Cavalcante/Honorio Gurgel

XVI JUIZADO ESPECIAL CIVEL

ESTRADA DO GABINAL, 313 RIO SHOPPING FREGUESIA-2.PISO, SALAS 205,206 E 207 JACAREPAGUA

2443-8603

E-mail: jpa16jeciv@tj.rj.gov.br

Abrangência:

Praca Seca/Taquara/Vila Valqueire/Freguesia/Anil/Tanque/Curicira/Gardenia Azul/Cidade de Deus/Pechincha/Jacarepagua

XVII JUIZADO ESPECIAL CIVEL

AV. SANTA CRUZ, 1.631 FACULDADES INTEGRADAS CASTELO BRANCO REALENGO

2401-4909 R.254/2406-7754

E-mail: ban17jeciv@tj.rj.gov.br

Abrangência:

Campo dos Afonsos/Bangu/Deodoro/Realengo/Vila Militar/Magalhaes Bastos/Padre Miguel/Senador Camara/Sulacap

XVIII JUIZADO ESPECIAL CIVEL

RUA CARLOS DA SILVA COSTA 141 BL. 04 – 1 ANDAR CAMPO GRANDE

24168800 RAMAIS – 8816(CARTORIO) – 8817(FAX) – 8920(SALA DE AUDIENCIA)- 8819(CONCILIACAO) – 8809(GABINETE)

E-mail: cgr18jeciv@tj.rj.gov.br

Abrangência:

Campo Grande/Santissimo/Senador Vasconcelos/Inhoaiba/Cosmos

XIX JUIZADO ESPECIAL CIVEL

RUA OLAVO BILAC S/N. FORUM SANTA CRUZ

3395-2355 R: 241(CARTORIO) E R: 234(NUCLEO DE 1. ATENDIMENTO).

E-mail: scr19jeciv@tj.rj.gov.br

Abrangência:

Santa Cruz/Paciencia/Sepetiba

XX JUIZADO ESPECIAL CIVEL

PRAIA DE OLARIA, S/N. FORUM – COCOTA ILHA DO GOVERNADOR

3396-2812 R. 251 (CART) 233 (FAX)

E-mail: ilh20jeciv@tj.rj.gov.br

Abrangência:

Zumbi/Cacuia/Pitangueiras/Praia da Bandeira/Cocota/Bancarios/Taua/Galeao/Monero/Portuguesa/Jardim Guanabara/Cidade
Universitaria/Freguesia/Jardim Carioca

XXI JUIZADO ESPECIAL CIVEL

AV. ERASMO BRAGA, 115 – 4. ANDAR – SALA 406 CENTRO

3133-4488

E-mail: cap21jeciv@tj.rj.gov.br

Abrangência:

Ilha de Paqueta

XXII JUIZADO ESPECIAL CIVEL

ESTRADA DO CAMBOATA, 2.300 LOJAS 115/117 – SHOPPING GUADALUPE GUADALUPE 3106-3696

E-mail: pav22jeciv@tj.rj.gov.br

Abrangência:

Anchieta/Ricardo de Albuquerque/Guadalupe/Parque Anchieta

XXIII JUIZADO ESPECIAL CIVEL

RUA DO CARMO 34 FACULDADE CANDIDO MENDES CENTRO

2533-4496/2533-5135(GAB/FAX)

E-mail: cap23jeciv@tj.rj.gov.br

Abrangência:

Santa Tereza

POSTO DE ATENDIMENTO DO XXIII JUIZADO CIVEL

RUA REGENTE FEIJO, 69 TERREO CENTRO

2232-1975

E-mail: cap23jeciv@tj.rj.gov.br

Abrangência:

Santa Tereza

XXIV JUIZADO ESPECIAL CIVEL

AV. LUIZ CARLOS PRESTES, S/N. BARRA DA TIJUCA

3385-8700/3385-8738

E-mail: btj24jeciv@tj.rj.gov.br

Abrangência:

Barra da Tijuca/Joa/Recreio dos Bandeirantes/Vargem Grande/Grumari/Itanhanga/Camorim/Vargem Pequena

POSTO DE ATENDIMENTO DO XXIV JUIZADO CIVEL

AV. DAS AMERICAS, KM 19 RECREIO SHOPPING – SUBSOLO/ REC.DOS BANDEIRANTES

E-mail: btj24patend@tj.rj.gov.br

Abrangência:

Barra da Tijuca/Joa/Recreio dos Bandeirantes/Vargem Grande/Grumari/Itanhanga/Camorim/Vargem Pequena

XXV JUIZADO ESPECIAL CIVEL

AV. SARGENTO DE MILICIAS S/N FORUM PAVUNA

3452-9500

E-mail: pav25jeciv@tj.rj.gov.br

Abrangência:

Pavuna/Coelho Neto/Acari/Barros Filho/Costa Barros

XXVI JUIZADO ESPECIAL CIVEL

RUA CARLOS DA SILVA COSTA 141 FORUM – BL. 01 – 1 ANDAR CAMPO GRANDE

2416-8840/2416-8839(FAX)

E-mail: cgr26jeciv@tj.rj.gov.br

Abrangência:

Guaratiba/Pedra de Guaratiba/Barra de Guaratiba

32 Comentários

  • Gisele Matias Reply

    10 de setembro de 2008 at 17:51

    Boa tarde,

    Coloquei meu celular Motorola V3 que adquiri em fevereiro deste ano (ainda na garantia) na Assistência Técnica Autorizada para consertar um PEQUENO DEFEITO no visor (visor com poucas listras na porção inferior, porém aceso com foto de fundo aparecendo normal) e o celular além de NÃO ter sido consertado e ter PERDIDO A GARANTIA por alegação da empresa de ter havido “presença de líquido”, que sinceramente desconheço, ainda voltou PIOR DO QUE ESTAVA, com o visor TOTALMENTE APAGADO. E atendentes da Motorola afirmam ser isto “normal”.

    Estou sentindo-me lesada e gostaria de saber sobre qual Juizado Procurar, se é o Juizado de pequenas Causas o mais indicado no meu caso?

    OBS: Há inúmeras reclamações pela internet com esse mesmo fato, dessa alegação da Motorola aos usuários dos serviços da Assistência Técnica de laudos por “perda de líquido” sem os celulares jamais terem sido molhados. Acredito que seja uma medida que eles tomam como “praxe” para agir de má-fé.

    Obrigada e abraços,

    Gisele Matias

  • Antonio Carlos M. Reply

    8 de setembro de 2008 at 10:55

    Moro em D. de Caxias, comprei um carro numa agencia de nome Vitoria na av. D. Helder Camara na altura de piedade, desde a data da compra venho enfrentando problemas com o carro, gostaria de entrar com um processo contra essa ag., em que juizado de pequenas causas eu devo me dirigir

  • denize neves gopfert Reply

    2 de setembro de 2008 at 23:30

    Meu pai é segurado da GEAP a mais de 40 anos, descontando em folha de pagamento, pois quando ele entrou para o serviço era PATRONAL, sem utilizar os serviços, até então. Aos 82 anos, após uma queda, êle necessita fazer uma cirurgia chamada artroplasia, isto é, tratar de uma fratura no fêmur (partiu-se em 3) necessitando implantar uma placa, um pino e seis parafusos. Para tanto, está internado desde 31/08/2008 na Fndação bela Lopes de Oliveira e a GEAP não autoriza essa cirurgia.
    O ponto principal dessae questionamento é o de que não entendemos como pode uma fundação que não tem inadimplência uma vez que os descontos para a mesma são efetuados em folha de pagamento de mais de 10.000 funcionários apenas no estado do RJ e, pelas informações que conseguimos obter, é a de que os fornecedores não estão mais entregando o(s) material(ais) necessários por receio de não receberem pois já são credores dessa fundação (GEAP) dos materiais já entregues e não receberam nenhum centavo durante o decorrer deste ano.
    Gostaríamos de receber uma orientação de como proceder para obrigar a GEAP a autorizar a cirurgia de meu pai uma vez que, não somos devedores da GEAP estando rigorosamente em dia com o pagamento de nossas obrigações junto a esta Fundação.
    Grata,
    Denize.

  • Giselle Pereira Reply

    15 de agosto de 2008 at 13:43

    Por gentileza peço que me orientem como devo proceder para abrir uma reclamação contra as Lojas Casa & Vídeo localizada em Nilópolis /Rj. Observo que também resido em Nilópolis.
    Grata.
    Giselle

  • gilmar passos Reply

    12 de agosto de 2008 at 21:26

    Gostaria de saber se posso demandar ação em qualquer JEC da capital para requerer devolução de depósito feito antecipadamente em nome de pessoa física a título de aluguel por temporada em um imóvel em Paraty/RJ.
    Houve de minha parte desistência dez dias antes da data prevista para ocupação do imóvel e, após ter pago 50% do valor total das estadias ( 3 dias) a proprietária alega ter prejuizo e por conta disto teria o direito de reter todo o valor por mim depositado.

  • fabiana do amaral Reply

    6 de agosto de 2008 at 13:26

    fui avalista do carro do meu irmao ele não pagou e eu fui negativada como faço para tirar meu nome não quero mais ser avalista dele ?
    devo processar o meu irmao?

  • ANA Reply

    26 de julho de 2008 at 10:56

    qual o juizado especial civel que abrange Vicente de Carvalho?

  • Andrea Reply

    18 de julho de 2008 at 14:29

    Boa tarde.
    Gostaria de saber o o endereço do Juizado no bairro de Campo Grande-RJ.
    Se possivel os dias e horários de atendimento

    Grata.

  • Adriana Reply

    16 de julho de 2008 at 08:19

    Bom dia.

    Gostaria de saber o endereço do Juizado em Duque de Caxias no centro.

    Grata.

  • MARIA DAS GRAÇAS Reply

    1 de julho de 2008 at 13:03

    GOSTARIA DE SABER SE POSSO METER NA JUSTIÇA UM BANCO QUE ME ENVIOU UM CARTAO DE CREDITO (MÉGA BONUS) ESTE CARTAO EU JA PAGUEI 3 FATURAS MAS NUNCA USEI , NEM TEM LIMITES.

  • j m c Reply

    3 de junho de 2008 at 18:37

    sofri um acidente no mercado e estou com a perna engessada não consigo trabalhar , caminhar e tudo mais posso entrar com um processo tenho direito posso ganhar ou é tempo perdido

  • claudio Reply

    25 de Maio de 2008 at 14:07

    Tenho uma causa ganha no trt 15 regiao e o dinheiro sera depositado em uma conta que nao tenho conhecimento creio eu a do advogado,gostaria de saber como posso fazer para receber esse dinheiro em uma conta em que eu possa confiar de que serei pago. OBRIGADO

  • rosanea schechter Reply

    24 de Maio de 2008 at 21:05

    Gostaria de saber qual o novo endereço do Juizado de pequenas causas para moradores do Leblon pque o da Faculdade da Cidade no Humaitá foi extinto, gostaria de saber o novo endereço
    obrigado

  • martha lee s. campos Reply

    19 de Maio de 2008 at 16:31

    Quero entrar com 1 acao de pequenas causas contra meu condominio, que frequentemente descumpre nossa convencao e me sinto prejudicada pois ha 23 anos proprietaria de 1 apto, me candidatei a sindica na ultima assembleia e vetaram minha candidatura ao cargo por ter 1 acao declaratoria contra o mesmo condomino em fase de decisao.
    Estive na VIII juizado especial civil de meu bairro e la o juiz em competencia nao aceita acoes contra condominio.
    Nao quero entrar com outra acao na justica comum, segundo o que la me informaram ser necessario.Nao há outro recurso?
    Cordialmente

  • Nicole Reply

    13 de Maio de 2008 at 00:39

    Meu nome é Nicole , gostaria de dar entrada em um processo contra meu cartão de crédito , que cobrou indevidamente 14 vezes a mesma parcela de uma compra que realizei. Já entrei em contato com eles inúmerasvezes , já me deram vários números de protocolos , reconheceram que a cobrança foi indevida mas até agora não depositaram o dinheiro na minha conta ( um valor de aproximadamente 2594,00 ).Sempre que ligo , me enrolam , me dão um novo número de protocolo , e me pedem prazo de mais cinco dias úteis para análise. Me sinto desrespeitada , e que estão fazendo pouco caso de mim , uma vez que tenho esse cartão há 11 anos , e principalmente porque estou precisando muito do dinheiro ; já tive que pegar empréstimo e pagar juros , por falta deste dinheiro.Quais os documentos preciso levar para dar entrada no processo , qual o horário de funcionamento de vocês ? Fecham na hora do almoço ? Caso fechem , qual é o horário de almoço ? Quanto tempo mais ou menos deve levar para eu poder receber o dinheiro? Obrigada , Nicole.

  • José Mauro Saar Reply

    17 de Abril de 2008 at 00:36

    No final do ano passado fui a uma Autorizada Motorola para consertar meu aparelho, na garantia. Diante da informação de que não havia nada com o aparelho, entrei com uma queixa no Procon e não consegui exito. Recebi a orientação, do próprio Procon, para entrar com uma ação em um juizado de pequenas causas visto que o aparelho encontra-se inativo até hoje. Gostaria de saber o que fazer e onde me dirigir.
    Moro na rua Uruguai (Tijuca – RJ)

    Att,

    José Mauro

  • Taisa Reply

    11 de Abril de 2008 at 19:25

    Gostaria de saber se no jec, posso entrar com açao em nome de uma terceira pessoa atraves de um procuracao na area de defesa do consumidor? posso representar alguem, inclusive ir nas audiencias e acompanhar o processo, nao sou formada em direito. Qual o procedimento?
    obrigada.
    Taisa

  • Ho Wen Cheng Reply

    24 de Março de 2008 at 11:28

    Sou engenheiro e trabalho na Força Aérea como civil.

    Em 2001, eu esperei no Juizado do XVI Juizado Especial Cível da Comarca da Capital – RJ / Jacarepaguá (que fica dentro do Rio Shopping na Estrada do Gabinal) para ser atendido, mas no final de três dias de espera, o atendente me mandou dar entrada a um rascunho, que eu fiz, sem ao menos ter tido o trabalho de ler para ver se está de acordo com as exigências, e por causa disso, meu processo de número 2003.816.1808-8 foi extinto. Agora, eu desejo mover uma ação contra o Juizado porque a juíza extinguiu o meu processo, que eu não concordo, e me fez perder, nos últimos dez anos, tempo, dinheiro e problemas emocionais.

    No primeiro dia, eu esperei uma tarde inteira na fila do Juizado para ser atendido, o expediente era para ser até às 17 horas, mas quando chegou a minha vez às 16 horas, uma servidora saiu e falou que eles não iam atender mais ninguém naquele dia, e ela também não me deu nenhuma senha para não ter que entrar na fila no dia seguinte.

    No segundo dia, eu tive que entrar na fila novamente, depois que eu fui chamado, eu contei a minha história para primeira atendente sentada numa mesa, e depois disso, era para eu passar para uma segunda mesa, mas eles me disseram que já não ia dar mais tempo, e que eu teria que voltar no dia seguinte.

    No terceiro dia, eu precisei entrar na fila novamente, e depois que eu fui chamado para a primeira mesa, estava um outro servidor que me pediu para contar a minha história, eu disse que eu já contei a minha história para a outra colega dele, e que era mim passar para a segunda mesa, mas ele não me ouve e continuou exigindo que eu repita toda a história para ele novamente; então eu retirei um rascunho que fiz e disse a ele que se ele quiser, ele poderá lê-lo, que está tudo escrito. Cabe lembrar que o rascunho não era um requerimento, o rascunho tinha a finalidade de me ajudar a lembrar dos pontos importantes apenas. E depois que ele viu o rascunho, ele disse que quem tem um texto pronto bastava ir lá em cima dar a entrada, e não precisava ter entrado na fila, ele falou isso sem ao menos ter olhado o texto para ver se estava certo, e a função dele alí era para ajudar as pessoas a preparar as ações.

    Eu encontrei uma porção de outros problemas, e um dos problema mais graves foi esse problema de texto, que foi o começo de tudo.

    No dia da audiência, o Raimundo (Advogado) que estava comigo não era o meu advogado; a pessoa com quem eu tratei, e que me prometeu que vai resolver o meu problema, na verdade, não era um advogado; ele pediu que o Raimundo me acompanhe na audiência, mas esse Raimundo não sabia de nada, e portanto não sabia nem o que falar.

    se o meu processo faltou um “Pedido”, bastava me falar que eu acrescendo, mas com que direito uma juíza podia extinguir o meu processo assim, sem mais e sem menos? como se tudo que estava escrito alí não possuísse valor algum, por isso, eu quero mover uma ação contra o Juizado porque eu não concordo com a extinção do processo pela juíza.

    Em segundo lugar, eu quero a minha ação de volta. Eu demorei muito para entrar com um processo porque eu encontrei uma porção de problemas:

    O primeiro advogado me cobrou R$400 por dois certidões e ainda moveu uma ação contra mim porque alegou que eu o chamei de ladrão – o pilantra estava alí, e ele não faz nada, agora eu te pergunto, para que eu quero dois certidões?

    O segundo advogado era uma funcionária pública, e por causa disso, ela me indicou o marido que me prometeu que vai resolver o meu problema, mas só depois, é que eu fui descobrir que ele não era um advogado;

    O terceiro advogado ficou com o meu processo nas mãos dele um ano – e não fez nada, ele disse que se eu não o pagasse, ele não vai poder fazer nada; mais depois que eu lhe paguei, ele levou mais um ano só para desarquivar o processo, e no final, ele falou que o prazo para recorrer já expirou.

    Eu quero o meu processo de volta independentemente do prazo, não me interessa em saber de prazos; eu tenho um motivo, eu quero entrar com uma ação, e não me interessa em saber dos seus prazos; eu não sou nem um palhaço, e não estou aqui para pedir esmolas de ninguém.

  • Ho Wen Cheng Reply

    5 de Março de 2008 at 15:22

    Sou engenheiro e trabalho na força aérea como civil. Tenho uma queixa a fazer contra o tendimento da XVI Juizado Especial Cível, gostaria de receber uma orientação sobre o que eu posso fazer no caso relatado abaixo.

    Em 2001, eu esperei no Juizado para ser atendido, mas no final de três dias de espera, o atendente me mandou dar entrada a um rascunho, que eu fiz, sem ao menos ter tido o trabalho de ler para ver se está de acordo com as exigências, e por causa disso, meu processo de número 2003.816.1808-8 foi extinto, e com isso, eu perdi a vez no processo judicial. Desejo mover uma ação indenizatória contra o mau atendimento dos servidores públicos, perante o público, do XVI Juizado Especial Cível da Comarca da Capital – RJ / Jacarepaguá que fica dentro do Rio Shopping na Estrada do Gabinal.

    No primeiro dia, eu esperei uma tarde inteira na fila do Juizado para ser atendido, o expediente era para ser até às 17 horas, mas quando chegou a minha vez às 16 horas, uma servidora saiu e falou que eles não iam atender mais ninguém naquele dia, e ela também não me deu nenhuma senha para não ter que entrar na fila no dia seguinte.

    No segundo dia, eu tive que entrar na fila novamente, depois que eu fui chamado, eu contei a minha história para primeira atendente sentada numa mesa, e depois disso, era para eu passar para uma segunda mesa, mas eles me disseram que já não ia dar mais tempo, e que eu teria que voltar no dia seguinte.

    No terceiro dia, eu precisei entrar na fila novamente, e depois que eu fui chamado para a primeira mesa, estava um outro servidor que me pediu para contar a minha história, eu disse que eu já contei a minha história para a outra colega dele, e que era mim passar para a segunda mesa, mas ele não me ouve e continuou exigindo que eu repita toda a história para ele novamente; então eu retirei um rascunho que fiz e disse a ele que se ele quiser, ele poderá lê-lo, que está tudo escrito. Cabe lembrar que o rascunho não era um requerimento, o rascunho tinha a finalidade de me ajudar a lembrar dos pontos importantes apenas. E depois que ele viu o rascunho, ele disse que quem tem um texto pronto bastava ir lá em cima dar a entrada, e não precisava ter entrado na fila, ele falou isso sem ao menos ter olhado o texto para ver se estava certo, e a função dele alí era para ajudar as pessoas a preparar as ações.

    Eu encontrei uma porção de outros problemas, e um dos problema mais graves foi esse problema de texto, que foi o começo de tudo. Minha ação foi extinto por causa da orientação errada dos servidores do Juizado, que falam as coisas de forma inconsequente e irresponsável, por isso, desejo, em 1º (primeiro) lugar, mover uma ação contra o Juizado que me indernize pelo dano que o mesmo me causou, e da humilhação, pois nós não somos uns mendingos pedindo esmolas a ninguém.

    Em 2º (segundo) lugar, eu quero requerer a minha ação de volta. O último advogado (terceiro) ficou com o meu processo nas mãos dele por um ano, e disse que se eu não lhe pagasse primeiro, ele não vai poder fazer nada; mas depois que eu lhe paguei, ele levou mais um ano só para desativar o processo, e no final, ele disse que o prazo dado para a pessoa recorrer já expirou.

    Eu também tive problemas com o primeiro e o segundo advogados: O primeiro advogado me cobrou R$ 400 por dois certidões que só custaram R$ 60, e ainda moveu uma ação contra mim porque alega que eu o chamei de ladrão; a segunda advogada era uma funcionária pública que me indicou o marido dela, quem mais tarde prometeu que vai resolver o meu problema, foi só depois que eu lhe paguei é que eu fui descobrir que o marido dela não é advogado, depois eu ainda voltei a procurar a advogada, mas ela bateu o telefone na minha cara.

    Ho Wen Cheng

  • CARLOS DAVID Reply

    11 de Fevereiro de 2008 at 06:54

    Tenho uma cadela de pequeno porte e depois de 2 anos e meio o condominio onde moro quer que eu a tire de casa. Quando comprei, existia outro cão no predio. Na Convenção do condomínio diz que é proibido, mas já tinha um cão e só depois de 2 anos e meio que vieram pedir para trira´lo, o que eu faço nesse caso??? Desde já agradeço a atençao.

  • CARLOS DAVID Reply

    11 de Fevereiro de 2008 at 06:51

    Tenho uma cadela de pequeno porte e depois de 2 anos e meio o condominio q

  • Dayane Louback Reply

    25 de Janeiro de 2008 at 16:55

    Gostaria de saber como faço para receber o dinheiro de uma causa ganha,ja que me informaram no XI Juizado Cível que eu seria comunicada por correspondência e a mesma não chegou,espero há 120dias.No entanto um dos funcionários q me atendeu,disse para eu procurar um advogado para receber a quantia.As informações que me passaram são confusas e sou obviamente leiga no assunto. Desde ja agradeço

  • taissa Reply

    12 de dezembro de 2007 at 06:40

    Gostaria de saber com o Juizado Especial Cível que abrange Irajá – Rio de Janeiro

  • ladir rodrigues felippe Reply

    5 de novembro de 2007 at 12:10

    Com emissão em 23 de abril de 2007, recebi uma conta da Brasiltelecom com vencimento de outubro de 2004, no valor de R$159,26, cujo valor e dados das ligações longa distancia nacional para celular constam da conta recebida da telemar com vencimento de 23.04.2007, no valor de R$221,39, que devido a um acordo para parcelmento foi paga em 02.05.07, o valor de 105,69, e e a 2a. parcela paga em 28.05.2007, o valor de R$168,49.
    Acontece que em 15.09.2007, a Brasiltelecom me cobra novamente esse valor R$159,26 e, me lembra que caso não pague meu nome será incluido no serasa, spc, protesto, ações judiciais.
    Em 09.10.07, novamente sou cobrada pela EMPRESÁRIO COBRANÇA E SERVIÇOS, dessa vez, me dando desconto do valor atual de R$232,27, para R$72,63, pagável até 16.10.07, e com isso meu nome seria exluido dos orgãos de proteção ao credito. Ou seja já haviam me colocado no spc, serasa, etc. por uma conta que eu paguei a telemar e conforme entendimentos telefonicos eles disseram que a telemar não repassou o crédito, o que não é problema meu.
    E pra finalizar recebi agora o comunciado da SERASA, informando do pedido de inclusão do meu nome nos registros deles.
    Agora quero saber, como eu fico depois de 70 anos de idade, com o nome sujo , o que nunca tive até a data de hoje. Quem vai me ressarcir desses prejuízos e danos morais, sim, porque fico recebendo cartinhas de cobrança desagradáveis, principalmente por algo que já está pago.

    Desde já muito obrigada
    ladir rodrigues felippe
    e-mail rrocha.2@uol.com.br

  • Marcus Fialho Reply

    16 de outubro de 2007 at 11:22

    Fui abalroado por trás por um ônibus da Viação Jurema ontem, não houve vítimas, foi feito BRAT, e já acionei o seguro que tem franquia. Moro na Barra e o acidente foi na Av Brasil. Pretendo pleitear pelo menos o valor da franquia junto à empresa, que, provavelmente, só o fará em juízo, creio eu. Posso entrar no juizado especial, no da Barra (XXIV)onde moro? devo antes efetuar uma petição à empresa solicitando valor ou entro diretamento no Juizado? Grato

  • |Maria Luiza Reply

    15 de outubro de 2007 at 09:52

    Gostaria que me informassem o endereço da Décima Circunscrição – 5ª Zona no Engenho Novo para tirar a segunda viada minha certidão de nascimento.
    Desde já agradeço a atenção
    Maria Luiza

  • leonardo aqino Reply

    8 de outubro de 2007 at 11:07

    Boa tarde, meu nome é Leonardo, tenho 21 anos e tenho uma dúvida. Em fevereiro desse mesmo ano comprei um carro numa agência, modelo Gol G3 ano 2002. Paguei a vista, o valor de R$20.900.00 (vinte mil e novecentos reais). O caso é que assim que adquiri o veículo, o próprio dono da agência insistiu para que colocasse gás no carro e me deram a garantia obrigatória de 3 meses para qualquer defeito de motor e caixa. Empolgado coloquei o KIT GNV no mês seguinte, sendo que o pagamento foi realizado em 18 prestações fixas de R$144,00 (cento e quarenta e quatro reais). Não deram contados dois meses, para que surgissem diversos problemas de motor no veículo, tento o gasto relativado em R$4.000,00 reais. Ressaltando ainda que a documentação do carro estava irregular, não podendo ser feito a transferência para meu nome. Em defesa deles, alegaram que a agência que haviam comprado o carro não tinha liberado a documentação necessária para que pudesse ser feita a transferência do veículo e que a placa de Vila velha-ES. Cansado de tal transtorno e indignado com a atitude e procedência da agência, fui devolver o carro o que me causou mais dor de cabeça, pois minha mãe havia ligado para eles no dia anterior e passaram pra ela que eles devolveriam o dinheiro que minha mãe havia pago no carro mais todas as despesas gastas no veículo, chegando no dia posterior a história havia sido mudada. Alegaram que, o carro já havia sido rodado e o motor mexido, pois havia sido colocado gás (ressaltando que haviam 3 meses de garantia e que, eles próprios pressionaram para que pudesse ser posto o gás assim que o carro saísse da agência)Não podendo pagar mais do que R$18.500,00 (dezoito mil e quinhentos reais). Perdemos o nosso dia todo negociando e, depois de tal constrangimento decorrente de todos os fatos posteriores o carro foi vendido por R$20.000,00 (VINTE MIL REAIS) e não tive tempo de retirar o KIT GNV ficando assim com as parcelas pendente em nome de minha avó de 83 anos de idade. Gostaria de saber se posso pleitear com alguma ação judicial alegando danos materiais e morais e transferir as parcelas do KIT GNV para a agência.
    Atenciosamente Leonardo.

  • MONICA Reply

    1 de outubro de 2007 at 19:30

    GOSTARIA DE SABER SE EM NILOPOLIS TEM JUIZADO DE PEQUENAS CAUSAS OU PROCON, E ONDE É, QUAL O ENDERECO.
    PRA ASSUNTOS DE DEFESA DO CONSUMIDOR. EU MORO EM ANCHIETA, MAS A LOJA QUE ESTA ME PREJUDICANDO É EM NILOPOLIS. COMO DEVO PROCEDER? gRATA DESDE JA.

  • Gelson Tavares Reply

    21 de agosto de 2007 at 06:20

    Gostaria de saber qual o procedimento para solicitar um promotor p̼blico. Moro no Bairro das Laranjeiras РRJ.
    Grato
    Gelson

  • Altair Joaquim Adolpho Reply

    26 de julho de 2007 at 09:26

    Perdi o numero do processo que dei entrada no ano de 2006, que esta na vara 23 do juizado especial civel de santa tereza.

  • Cristiane Reply

    27 de junho de 2007 at 14:04

    Gostaria que me informassem aonde fica localizado o XXVII Juizado Especial da Capital, pois preciso entrar com um pedido de desarquivamento.
    Desde de já.
    Agradeço.

Deixar um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password