Blocos foi maior ponto positivo do carnaval carioca para turista brasileiros - Diário do Rio de Janeiro

Blocos foi maior ponto positivo do carnaval carioca para turista brasileiros

0

 

Cortejo do Boitatá - Foto: Gabriel Monteiro | Riotur

Cortejo do Boitatá – Foto: Gabriel Monteiro | Riotur

Antigamente, coisa de uns dez anos atrás, o turista que vinha para o Rio procurava ou o desfile das Escolas de samba (já viram o palpite para a grande campeã?) ou os bailes, mas pelo jeito isso mudou. Para 41% dos turistas brasileiros que estiveram no Rio no Carnaval o principal ponto positivo foram os blocos, desfile nem aparece, e a praia? Ficou em 6% e, vejam só, segurança em áreas turísticas aparece em 4º, com 13%. Temos de agradecer ao pessoal do Centro Presente e similares, que realmente melhorou as áreas que estão. Outros pontos positivos foram informação turística, 34%, que costumava ser um ponto negativo, talvez melhorado com a Rio 2016 e a população anfitriã, 8%.

Negativo foram os preços altos, 36% (ora, ora, temos um xeroque rolmes aqui), afinal, é um problema que somos obrigados a conviver. Seguido pela limpeza da cidade, 22%, o que vale notar que esse já foi um ponto positivo da cidade. Comércio ambulante (14%), Mendigos (11%), táxis (9%) e transporte público (8%) foram outros pontos negativos apresentados, todos que podem ser solucionados por uma Prefeitura mais atuante,

A pesquisa, feita pela pela Associação dos Embaixadores de Turismo do RJ, Fundação Cesgranrio e Portal Consultoria em Turismo,foi realizada no Rio de Janeiro,uma pesquisa com 1500 turistas brasileiros que visitavam a cidade, de 24 a 28 de fevereiro. Coordenada pelo professor Bayard Boiteux,que dirige o Instituto de Pesquisas e Estudos do turismo do RJ,o estudo teve como objetivo obter o perfil do turista brasileiro nos festejos momescos. A mostra que pesquisou brasileiros em 10 bairros foi desenvolvida por 20 pesquisadores e tem uma margem de erro de 3,8%.

Mineiros (30%), paulistas (24%) e capixabas (15%) foram os principais turistas no Rio, seguido por gaúchos (10%), paranaenses (9%) e Brasília (5%). E sinal que quando o carnaval é bom, ninguém sai da cidade, apenas 7% vieram do Nordeste para o Rio. E o melhor, de todos estes turistas, 95% voltariam para o Rio e é verdade, mais de 50% deles não estavam na cidade pela primeira vez.

Seguem os principais resultados:

Genero
63% homens
37% mulherss

Meio de hospedagem
55% hotel
23% aluguel de aptos
12% casa de amigos
10% Airbnb

Meio de transporte para chegar ao Rio
52% rodoviário
40% aéreo
8% maritimo

Assiduidade da viagem
Primeira vez -39%
2/3 vezes – 46%
Mais de 4 vezes -15%

Procedência
30% Minas Gerais
24% São Paulo
15% Espirito Santo
10% Rio Grande do Sul
9% Paraná
7% Nordeste
5% Brasilia

Grau de satisfação
95% retornaria ao Rio
5% não retornaria

Grau de escolaridade
Nível Superior – 47%
Níivel Médio-35%
Nível Fundamental-18%

Pontos positivos
41% blocos
34% informação turística
13% segurança em áreas turísticas
8% população anfitriã
6% praias

Pontos negativos
36% preços altos
22% limpeza da cidade
14% comércio ambulante
11% mendigos
9% taxis
8% transporte publico

Faixa etária
18/28 anos-49%
29/45-32%
46/65-14%
Mais de 65-5%

Quintino Gomes Freire
Diretor de mídias sociais na Agência B5, palestrante, publicitário, Defensor do Carioca Way of Life e Embaixador do Rio. Começou o Diário do Rio em 2007 e está a frente dele até hoje o levando ser um dos principais portais sobre o Rio de Janeiro.
Quintino Gomes Freire

Latest posts by Quintino Gomes Freire (see all)

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Comente