Botecoterapia: Harmonização de Cerveja Artesanal no Arraiá

Cerveja Artesanal combina com Arraiá?
Sim e foi no que pensei, amamos cervejas artesanais e festinhas Julinas então vamos harmonizar cerveja artesanal com comidas maravilhosas.
Selecionei alguns pratos típicos dessas festa e pedi ajuda aos universitários nessa matéria, vou apresentar a vocês meu “BRODERER” professor e ídolo Thiago Ribeiro, o cara é fera e colaborou muito para nossa pauta com todo seu conhecimento e sou muito grato por isso, bora parar de falar e harmonizar o Arraiá!

Pé de moleque com American Brown Ale

Aqui a harmonização por semelhança é a chave.
O caráter de maltes torrados, caramelo e chocolate irão trabalhar em sinergia com as notas tostadas do amendoim e do caramelo.
Algumas versões deste estilo recebem adições de nozes, avelãs ou amêndoas, o que torna a experiência ainda mais interessante.
Rótulos sugeridos: Rogue Hazelnut Brown Nectar, Cerveja Secreta Nut Brown Ale.

Cocada com Russian Imperial Stout

O aroma e sabor de maltes escuros da cerveja trazem ricas notas de toffee, chocolate, cacau e café que, juntamente com a potência alcóolica do estilo, vão contrastar e equilibrar muito bem o sabor e dulçor da cocada. Uma combinação muito interessante para os dias mais frios.
Rótulos sugeridos: North Coast Old Rasputin e Wäls Petroleum.

Bolo de aipim com Irish Dry Stout

Quem não gosta de um bolo de aipim com um café?
A ideia é aproveitar as ricas notas tostadas que lembram café e expresso deste estilo para fazer uma das combinações mais abrasileiradas de todas.
Rótulos Sugeridos: Guinness Draught Stout e Baden Baden Stout.

Churrasquinho e Salsichão com Bamberg Rauchbier

Churrasquinho ou salsichão feito na churrasqueira à carvão são pedidas obrigatórias em qualquer Arraiá!
Por que então não aproveitar as notas caramelizadas e defumadas deste estilo para complementar o gosto destas carnes?
Historicamente, os maltes desta cerveja passavam por um processo de secagem com madeira de faia na cidade de Bamberg, na Alemanha, onde acabavam agregando notas turfadas e defumadas.
Rótulos sugeridos: Aecht Schlenkerla Rauchbier Märzen e Bamberg Rauchbier.

Milho verde com Munich Helles

O único momento que aceito milho nas minhas cervejas é quando harmonizo a espiga do milho com uma cerveja puro malte! Brincadeiras à parte, a delicadeza do milho pede uma cerveja mais leve, que permita que tanto o sabor da comida como o da bebida se equilibrem, sem “matar” um ao outro.
Este estilo, que apresenta notas balanceadas de lúpulos nobres e maltes claros, por já ter caído no gosto dos brasileiros é facilmente encontrado em mercados por todo país.
Rótulos sugeridos: Paulaner Original Münchner Hell, Bamberg Helles.

Maçã do amor com cervejas ácidas e com frutas (Fruit Lambics ou Berliner Weisse)

Que você já experimentou uma maçã do amor, eu tenho certeza.
Mas e uma cerveja ácida? E ainda por cima com a adição de fruta?!
Cerveja ácidas harmonizam de forma excepcional com sabores doces, tal como a casquinha caramelizada da maçã do amor.
E as frutas adicionadas a bebida ainda tem o potencial de promover uma sinergia com a maçã, criando uma verdadeira salada de frutas.
Existem diversos níveis e tipos de acidez: enquanto as Fruit Lambic possuem um caráter mais intenso, complexo e selvagem, as Berliners são mais simples e suaves.
Este último estilo tem recebido contribuições generosas de cervejarias brasileiras e já se fala em um estilo nacional próprio derivado dele, conhecido como Catharina Sour.
Rótulos sugeridos: Boon Kriek e Cerveja Blumenau Catharina Sour Sun of a Peach.

Bom como já tinha dito essa harmonização é obra do meu amigo Thiago Ribeiro e agradeço muito pela força não foi por acaso que fui até ele para pedir ajuda com esse material, mas sim pela competência e amor pela cerveja e dedicação em prol de tudo que faz pelo movimento cervejeiro.
Esse é o Grande Thiago:

Thiago Felippe Ribeiro é mestre em engenharia química pela UFRJ, homebrewer, sommelier de cervejas pelo Science of Beer Institute, Mestre em Estilos pelo Instituto da Cerveja Brasil, Técnico Cervejeiro pelo Instituto da Cerveja Brasil e Technische Universität München (TUM). Participa ativamente da cultura cervejeira carioca, integrando confrarias e participando de workshops e treinamentos no universo de cervejas especiais.

Balcão do Botecoterapia

No nosso balcão de hoje nosso querido Raoni do Canal Boteco do Raoni resolveu fazer sua harmonização de festa julina harmonizando sua cerveja com milho cozido.

Raoni o que você achou das dicas de harmonização?
Opa, muito obrigado pela dica de harmonização, Thiago Ribeiro! Já coloquei o meu milho na panela e agora é só abrir essa Paulaner!!!
Entendedores entenderão hahahahahaahahahhha

Raoni Soares é Sommelier de cervejas pelo ICB e comanda o Canal e redes sociais do Boteco do Raoni o maior comediante cervejeiro das galáxias.

 

Deixe seu comentário

Flávio Lima25 Posts

Flávio Lima é cervejeiro caseiro e administrador do Instagram Bares cariocas.
Triatleta de garfo, faca e copo com mais de 400 bares visitados, tem um imenso amor a boemia carioca do Pé sujo ao PUB.
Formado em botecoterapia e usuário de doses nada homeopáticas do líquido sagrado, segue de bar em bar evoluindo e compartilhando a cultura de boteco, em especial o maravilhoso mundo das cervejas artesanais.

0 Comentários

Deixar um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password