Breve história do bairro do Humaitá

vista de cima do bairro

Humaitá, um dos pequenos bairros cariocas com grandes histórias, tem suas memórias ligadas a fatos passados que marcaram todo o Brasil.

Durante a colonização europeia, a região onde hoje fica o bairro se chamava Itaóca. O nome era esse por conta de uma gruta existente na atual Rua Icatu, que era chamada dessa forma.


Com mais de meio século de tradição no mercado imobiliário da Cidade do Rio de Janeiro, a Sergio Castro Imóveis exalta locais que visam a valorização da cultura e história da Cidade Maravilhosa.

Como boa parte da história antiga do Brasil, a religiosidade esteve presente. Por volta dos anos 1650, a área onde hoje fica o bairro do Humaitá era de Clemente José Martins de Matos, Vigário-Geral do bispado.

Em 1667, uma capela, dedicada a São Clemente, foi construída. Atualmente, o caminho onde existiu esse templo religioso corresponde à Rua São Clemente.

antiga foto tirada no Humaitá

O nome Humaitá é originário da principal rua do bairro. A via recebeu essa batismo em homenagem aos seis monitores que, na operação “Passagem de Humaitá”, ocorrida no contexto da Guerra do Paraguai – uma das mais importantes da história do Brasil -, obtiveram êxito.

Em 1825, a região era famosa devido a grande produção de peças de cerâmica, gerando um movimentado comércio, que ajudou muito no desenvolvimento da área que no futuro viria a ser o bairro do Humaitá.

Joaquim Marques Batista de Leão, adquiriu fazendas na região. Seus herdeiros doaram diversas propriedades à Câmara, no ano 1853. As outras fazendas e chácaras da região foram loteadas também. Com isso, surgiram mais ruas e logo depois, o bairro”, conta o historiador Maurício Santos.

muitos casarões históricos no bairro

Como não poderia ser diferente em um bom bairro brasileiro, o futebol também entrou em campo. No ano de 1908, um grupo de adolescentes fundou, em um casarão situado no Largo dos Leões, o Electro Club, que anos mais tarde se tornaria o Botafogo de Futebol e Regatas.

Nos anos 1960, após a remoção da favela Mecedo Sobrino, foi criado o Parque Natural Municipal da Saudade.

Hoje em dia, o Humaitá, através da ligação de suas ruas, está praticamente integrado ao bairro de Botafogo e certamente unificado à nossa história

 

Deixe seu comentário

Felipe Lucena486 Posts

Felipe Lucena é jornalista, roteirista e escritor. Filho de nordestinos, nasceu e foi criado na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Apesar da distância, sempre foi (e pretende continuar sendo) um assíduo frequentador das mais diversas regiões da Cidade Maravilhosa.

1 Comentário

Deixar um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password