Breve história do bairro Rio Comprido

Avenida Paulo de Frontin nos anos 20
Avenida Paulo de Frontin nos anos 20

Essa importante região da cidade do Rio de Janeiro, de fato, tem uma história ligada a um passado “fluvial”. Entre outras memórias, o Rio Comprido tem muito a nos passar.

O nome do bairro vem de um rio que nasce na Floresta da Tijuca e deságua na Baía da Guanabara e que, em outras épocas, passava livremente na Avenida Paulo de Frontin. Hoje em dia, apenas uma pequena parte do rio pode ser vista nessa região.

[iframe width=”100%” height=”90″ src=”http://diariodorio.com/wp-content/uploads/2015/05/superbanner_66anos.swf-3.html”]
Com mais de meio século de tradição no mercado imobiliário do Rio de Janeiro, a Sergio Castro Imóveis sempre contribuiu para a valorização da cultura carioca

Por muito tempo, as atividades econômicas dessa área da cidade do Rio de Janeiro giravam em torno do Rio. Pesca e navegação eram comuns na região. Além do plantio de cana-de-açúcar, intenso no século XVIII, nas muitas chácaras presentes onde hoje fica o bairro. Contudo, a poluição, o desmatamento e o desenvolvimento foram mudando esse cenário.

O Rio Comprido foi canalizado. Hoje em dia é um mero córrego de esgoto e teve sua vazão reduzida devido ao desmatamento, um pouco provocado pelo crescimento das favelas em determinadas regiões da cidade. Todavia, em certos pontos, durante a madrugada, horário que tem pouca emissão de esgoto, as águas do Rio tornam-se cristalinas”, conta a arquiteta e pesquisadora Camila Braga.

Linha de ônibus circulando pela rua Itapiru, em 1967
Linha de ônibus circulando pela rua Itapiru, em 1967

Em outro século, já nos anos 1960, o bairro do Rio Comprido ficou famoso pelos clubes de lazer e pelas moradias elegantes, imponentes, charmosas. Entre esses clubes, destaque para o “Ponte’s Clube”, em frente à Alameda Leontina Machado, ligação entre a Av. Paulo de Frontin e a Rua Santa Alexandrina.

Décadas atrás, o bairro do Rio Comprido era considerado um dos melhores lugares para se viver no Rio de Janeiro. A qualidade de vida era muito alta”, afirma Camila Braga.

Desabamento do Viaduto da Paulo de Frotin nos anos 70
Desabamento do Viaduto da Paulo de Frotin nos anos 70

Já no final da mesma década de 1960 e no início dos anos 1970, uma grande mudança. Com a construção do Elevado Paulo de Frontin (1971), a Av. Paulo de Frontin transformou-se em uma passagem entre as zonas norte e sul da cidade e isso mudou a estrutura social do bairro, que antes era pacato e pouco movimentado e passou a ser caminho de muitas pessoas.

Atualmente, o Rio Comprido tem muita importância no mercado da moda. No bairro, encontra-se um grande Polo Têxtil, além de fábricas e áreas de criação de importantes marcas de roupas.

Os anos seguem passando e apesar das mudanças estruturais no bairro, o Rio Comprido segue como um bairro charmoso e de suma importância para a cidade do Rio de Janeiro.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Felipe Lucena477 Posts

<p>Felipe Lucena é jornalista, roteirista e escritor. Filho de nordestinos, nasceu e foi criado na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Apesar da distância, sempre foi (e pretende continuar sendo) um assíduo frequentador das mais diversas regiões da Cidade Maravilhosa.</p>

Comente

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password