Cara Roberta Sudbrack, não é apenas um carimbo

Hoje a internet carioca viu um post da chef Roberta Sudbrack viralizar. Em sua página no Facebook ela reclama que a Vigilância Sanitária inutilizou 160 quilos de alimentos — 80 kg de queijo e 80 kg de linguiça fresca — que ela estava usando em seu stand no Rock in Rio. Em sua reclamação diz que a Vigilância jogou foram sem motivo, como se fosse um desrespeito aos queijos e charcutaria nacional.

Muito me surpreende que uma Chef famosa e reconhecida como ela não conheça as normas vigentes na Vigilância Sanitária da cidade que trabalha há anos. E que não venha dizer que é jabuticaba, coisa que só tem no Brasil, cuidado com procedência de alimentos é levada a sério em todos os lugares do mundo, na Europa, que os chefs adoram se inspirar, a restrição é muito maior.

Os queijos e as linguiças foram inutilizadas porque os alimentos não tinham registro para comercialização dentro do município do Rio de Janeiro, o Serviço de Inspeção Federal (SIF), conforme determina a lei 8.080. Ser uma chef famosa não a coloca acima da lei, digo mais, ela deveria procurar apenas fornecedores habilitados. Ou, quem sabe, se o fornecedor é único, ajudar a conseguir as habilitações necessárias.

A chef pode se indignar pelo excesso de regulamentação, com seus fornecedores por não a seguirem. Mas se indignar porque apenas cumpriam a lei? Aí não, né…

 

Deixe seu comentário

Quintino Gomes Freire8878 Posts

Diretor de mídias sociais na Agência B5, palestrante, publicitário, Defensor do Carioca Way of Life e Embaixador do Rio. Começou o Diário do Rio em 2007 e está a frente dele até hoje o levando ser um dos principais portais sobre o Rio de Janeiro.

0 Comentários

Deixar um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password