Cariocas querem prefeito com capacidade e eficiência administrativa - Diário do Rio de Janeiro

Cariocas querem prefeito com capacidade e eficiência administrativa

190

Pedro Paulo, Indio e Osório

Se comprovada uma pesquisa GPP divulgada pelo Ex-Blog do Cesar Maia hoje a eleição para prefeito do Rio em 2016 deve ficar entre três nomes, Índio da Costa (PSD), Carlos Osório (PSDB) e Pedro Paulo (PMDB).

Chega-se a essa conclusão pelo cruzamento de diversas pesquisas que mostram as prioridades dos cariocas sobre o que esperar do futuro prefeito a ser eleito em outubro. Segundo Maia, esse cruzamento mostrou que os eleitores irão votar em algo que eles acreditam que o futuro governo poderá resolver, ao invés do que ele acredita que seja o melhor para si, como cidadão.

Ou seja, o cidadão tem como prioridade para sua vida a questão X, mas ele sabe que o governo não vai ou não tem como resolver o X, logo, ele usa como causa para o voto o que ele acha que o governo pode/vai resolver, que é o problema Z. Então ele vota pensando em Z, apesar de preferir X.

Mas então você se pergunta, Índio, Osório e Pedro Paulo? Sim, afinal, Índio já foi Administrador Regional de Copacabana e Leme, Administrador do Aterro do Flamengo e Secretário de Administração na gestão de Cesar Maia, quando Prefeito. Osório foi Secretário de Transportes do estado e do município (Pezão e Eduardo Paes, respectivamente), além de Secretário de Conservação da Prefeitura, na gestão Paes. Por fim, Pedro Paulo foi Sub Prefeito da Barra,  também com Cesar Maia e Secretário da Casa Civil e de Governo dos dois últimos mandatos de Paes. Logo, é de se esperar que todos eles tenham bastante capacidade e experiência administrativa, exatamente o que foi apontado pelo GPP, um renomado instituto de pesquisas.

Segundo o Ex-Blog de Maia, o que mais irá influenciar o voto, após a análise das pesquisas do GPP, é a “Capacidade e Eficiência Administrativa” e logo, as “Obras de Urbanização e Infraestrutura”. Em terceiro lugar, mas bem atrás, vem a questão da saúde.

Por incrível que pareça, a geração de empregos é o último tópico capaz de influenciar o voto, seguido do trânsito e da segurança pública – os principais temas do momento, já que estamos em crise econômica, o trânsito não anda e a segurança pública não existe mais. O problema da mobilidade – algo que  Prefeitura tem ingerência dieta – já é tão crônico que o cidadão carioca não espera mais uma solução a curto e médio prazo.

Depois disso tudo, candidatos como Bolsonaro e Freixo ficam para trás, sem grandes perspectivas de vitória.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Antônio Mariano

Antônio Mariano

Assessor Parlamentar at Câmara dos Vereadores
25 anos, cientista político e mestre em administração pública pela FGV. É carioca, botafoguense, Presidente da Juventude Democratas Carioca e Conselheiro da Cidade do Rio.

Comente