Corrupção de Cabral também é culpa da imprensa - Diário do Rio de Janeiro

Corrupção de Cabral também é culpa da imprensa

0

S√©rgio Cabral √© corrupto, esse deveria ser o maior segredo de liquidificador do Rio de Janeiro. As viagens, a Casa de Mangaratiba, as rela√ß√Ķes prom√≠scua com Cavendish da Delta e com Eike Batista, tudo era sabido, qualquer investiga√ß√£ozinha poderia ir desenrolando esse fio da ladroagem, mas isso nunca foi feito.

Enquanto Cabral tungava os cofres estaduais e comprava j√≥ias para Adriana Ancelmo, os jornais s√≥ falavam do sucesso da UPP (que fracassou), de suas boas rela√ß√Ķes com o governo federal e que nunca antes na hist√≥ria um governador tinha se relacionado t√£o bem com o prefeito da capital. Que tanto o governador quanto Eike, se juntavam n√£o para neg√≥cios escusos mas sim para trazer o Rio de Janeiro para um per√≠odo de gl√≥ria.

As acusa√ß√Ķes de enriquecimento il√≠cito contra Cabral tem quase 20 anos, como mostra agora o jornal O Dia. Mas por que s√≥ agora descobrem Cabral? Se aqui no Di√°rio do Rio, formado por este editor e por poucas pessoas que ajudam, j√° sabia destes fatos, por que um Globo, Dia¬†ou mesmo Record nunca colocou seus jornalistas para fazer uma investiga√ß√£o mais profunda? Afinal, √© um dos pap√©is da imprensa a cont√≠nua fiscaliza√ß√£o do Poder P√ļblico e eles teriam “bala na agulha” para investigar e pagar seus advogados (infelizmente aqui n√£o temos or√ßamento nenhum).

Ao deixar de lado um de seus importantes papéis, a imprensa carioca decepciona novamente seus leitores. E a situação é terrível, a cada dia que passa menos jornais existem na cidade. Mesmo na mídia digital sobram poucos e com dificuldade. E assim, novos Cabrais podem surgir nos próximos anos.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Quintino Gomes Freire
Diretor de mídias sociais na Agência B5, palestrante, publicitário, Defensor do Carioca Way of Life e Embaixador do Rio. Começou o Diário do Rio em 2007 e está a frente dele até hoje o levando ser um dos principais portais sobre o Rio de Janeiro.

Comente