Crítica: Pizzaria Bráz, muito além do Pão de Linguiça - Diário do Rio de Janeiro

Crítica: Pizzaria Bráz, muito além do Pão de Linguiça

0

Dia destes fui, a convite, na Pizzaria Br√°z da Barra, n√£o ia h√° anos, afinal, a √ļnica coisa que me chamava a aten√ß√£o l√° era o p√£o de lingui√ßa. Era, porque depois que mudou a forma de produzir a massa, a pizza ficou um espet√°culo e entrou para meu Top 5 de pizzas do Rio.

Deixe ser claro a qual meu tipo favorito de pizza, gosto de massa grossa, e n√£o daquela fininha que acaba tendo gosto de cream cracker como a maioria prefere, e √© essa massa grossa e deliciosa que a Br√°z produz, bem, tem a fininha tamb√©m para quem prefere. E n√£o v√° achando que por ser grossa fica pesada, √© assim em muitas casas, mas no caso da nova forma de produ√ß√£o da massa da pizza, ela fica bem leve,¬†se for como eu, ou seja, um enorme glut√£o, come uma inteira “de boas“.

O segredo neste caso é que a produção artesanal é feita no dia anterior, então a massa passa um dia descansando e só vira realmente uma bela pizza no dia seguinte. E se não for consumida? Aí tem de ir no lixo! Isso pode virar um pesadelo de logística para algumas redes ou pizzarias do tamanho da Bráz, mas não é o que acontece na casa.

O mesmo cuidado est√° nos ingredientes de todos os produtos, como √© o caso das entradas desde o cl√°ssico e preferido do p√ļblico p√£o de lingui√ßa,at√© o¬†Dona Rosa¬†(massa de pizza enrolada assada e recheada com caponata, ricota, mussarela, parmes√£o e tomate em cubos). Todos produtos artesanais, a lingui√ßa por exemplo tem um longo processo de defuma√ß√£o e √© aconselh√°vel comer no dia, ainda fresca. O maior problema da Br√°z, hoje, seria esse, as entradas s√£o √≥timas, voc√™ vai querer comer todas, e se voc√™ for apenas com um acompanhante¬†fica impratic√°vel provar mais do que uma.

Como disse anteriormente a Br√°z tem uma das melhores massas de pizza da cidade, e aqui vai a escolha do paladar de cada um. A preferida do p√ļblico, por exemplo, √© a¬†Funghi, com seus cogumelos, bem, como n√£o sou f√£ passo longe. Outra que as pessoas gostam √© da a¬†Caprese, mas como cont√©m item gelado, tamb√©m n√£o √© minha praia. Eu sou da cl√°ssica¬†Margherita ou da¬†Calabresa, mas cuidado, cont√©m Erva Doce. J√° a esposa se apaixonou pela¬†Carbonara e seus peda√ßos de pancetta, virou caf√© da manh√£ dela por dois dias!!!!

Quando √© a hora da sobremesa, o principal da Br√°z √© o¬†Tiramis√ļ, novamente, todos amam mas eu fico no meu¬†Mousse de Chocolate que nunca decepciona! E claro, o cl√°ssico da casa,¬†Brigadeiro de Colher.

√Č claro que a Br√°z n√£o √© barata, longe disso! Uma pizza individual custa em m√©dia R$ 50, somando entrada, bebida e sobremesa a conta sai salgada. Mas ainda assim vale a pena, muito a pena, especialmente para quem ama pizza! N√£o tenho d√ļvidas que a Br√°z √© hoje uma das melhores pizzarias do Rio de Janeiro!

Serviço

Br√°z ‚Äď Rua Maria Ang√©lica, 129, Jardim Bot√Ęnico. Tel.: 2535-0687. (300 lugares). Hor√°rio: Segunda a quinta, das 18h30 √† 00h30; Sexta, s√°bado e domingo, das 18h30 √†s 01h30. C.c: todos. C. d.: Redeshop e Visaelectron. Manobrista.¬†

Br√°z Barra ‚Äď Av. √Črico Ver√≠ssimo, 46, Barra da Tijuca. Tel.: 2491-7170. (300 lugares). Hor√°rio: Segunda a quinta, das 18h30 √† 00h30; Sexta, s√°bado e domingo, das 18h30 √†s 01h30. C.c: todos. C. d.: Redeshop e Visaelectron. Manobrista.

Quintino Gomes Freire
Diretor de mídias sociais na Agência B5, palestrante, publicitário, Defensor do Carioca Way of Life e Embaixador do Rio. Começou o Diário do Rio em 2007 e está a frente dele até hoje o levando ser um dos principais portais sobre o Rio de Janeiro.
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Comente