Crivella desapropria imóvel que ia virar emprego para quase 1.500 pessoas

Lembra quando o Diário do Rio falou sobre a antiga fábrica do Sabão Português que estava a venda e poderia virar um supermercado?  Pois é, o lugar estava sendo vendido para a rede de supermercados Assaí, de acordo com o Ancelmo, e ia virar emprego direto para 450 pessoas e indireto para 1000! Exatamente no momento que nossa cidade mais precisa.

Bem, ia, porque de todos imóveis abandonados na Avenida Brasil o prefeito Marcelo Crivella (PRB) escolheu exatamente esse para desapropriar e virar um conjunto Minha Casa, Minha Vida. Veja bem, acho a iniciativa ótima, realmente boa parte daquela região poderia virar moradia para os mais necessitados, mas logo uma que já tinha um destino e poderia gerar emprego e movimento para o local?

E olhe que estava tudo resolvido para abrir o mercado lá, já estava tudo resolvido, tinha sido feita a despoluição do solo, passado pelo Patrimônio Histórico, faltava apenas a licença de demolição da Prefeitura.

E agora? Bem, algo que já poderia estar gerando emprego com a obra de construção e depois com o mercado pronto, vai ficar em suspenso. Pois é, isso é cuidar das pessoas?

Deixe seu comentário

Quintino Gomes Freire8879 Posts

Diretor de mídias sociais na Agência B5, palestrante, publicitário, Defensor do Carioca Way of Life e Embaixador do Rio. Começou o Diário do Rio em 2007 e está a frente dele até hoje o levando ser um dos principais portais sobre o Rio de Janeiro.

0 Comentários

Deixar um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password