Crivella e a saraivada de Fake News

As Fake News, Notícias Falsas, são um mal antigo mas nos dias hoje graças a internet ganharam muita força. As pessoas compartilham qualquer coisa, sem nem pensar duas vezes, não é atoa que é um dos principais temas de uma palestra que dou atualmente. Sempre que sai alguma notícia que é duvidosa pergunto onde leu, se não foi em um grande jornal ou uma fonte confiável (como o Diário do Rio) esqueça, provavelmente é mentira.

As fake news, normalmente, miram os governantes, como se precisasse inventar uma notícia ruim para atacá-los, o que não falta é notícia negativa para criticar um político. Pois, quem anda sofrendo bastante é o prefeito do Rio, Marcelo Crivella (PRB), na verdade estas começaram já na campanha, basta lembrar que no sábado da eleição a Veja lançou uma capa com uma “mug shot” dele, como se tivesse sido preso por um crime grave, um mero desacato.

Mas estes dias tem sido demais, já falaram que a Prefeitura do Rio financiaria um filme de Edir Macedo, tio de Crivella. Óbvio que era mentira, isso não foi publicado em nenhum meio de imprensa respeitável, a não ser um blog obscuro na UOL.

Semana passada começou uma história que a Prefeitura teria proibido a tradicional Roda de Samba na Pedra do Sal, devido a uma ação da Guarda Municipal. Outra mentira louca, mas pior ainda foi a de que Crivella determinava o fechamento de todos as Casas de Umbanda e Candomblé que não estivessem legalizados.

Como uma boa Fake News ambas tem algo fácil de acreditar, afinal, o prefeito é evangélico. Se baseia em um fato, o decreto para facilitar novos eventos da cidade.Só que o próprio decreto diz procissões e celebrações religiosas não precisam de alvará de autorização.

Essa sequência até parece algo orquestrado, prefiro pensar que é apenas a ignorância que permite esse tipo de ação. Afinal, acham que se algo assim acontecesse a Rede Globo não estaria fazendo RJ Tv com duas horas de duração criticando a ação? Claro que estaria!

Nessa mesma palestra que dou, digo para nunca compartilhar uma Fake News por um motivo simples, quem perde a credibilidade é você. Se uma notícia parece muito absurda, normalmente é, não custa chegar no G1, Folha, Estadão, O Globo… pelo menos é isso que eu aconselho a fazer.

Comente

Quintino Gomes Freire8827 Posts

Diretor de mídias sociais na Agência B5, palestrante, publicitário, Defensor do Carioca Way of Life e Embaixador do Rio. Começou o Diário do Rio em 2007 e está a frente dele até hoje o levando ser um dos principais portais sobre o Rio de Janeiro.

0 Comentários

Deixar um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password