Eleição de Presidente do Vasco novamente com rolos do Eurico Miranda

Ontem, 07/09, era um dia a decidir o fim (ou não) de um ciclo na gestão do Vasco. Concorriam às eleições pro clube as chapas do Eurico Miranda (reeleição), Julio Brant(unida com a de Alexandre Campello) e Fernando Horta (que desistira no meio, como já falaremos). No entanto, essa decisão foi adiada e agora está nas mãos da Justiça! Explicamos:

No dia 30/10, uma decisão judicial determinou que os votos dos sócios inscritos entre Novembro e Dezembro de 2015 deveriam ser computados em uma urna a parte, sub judice. Os fundamentos para tal foram os indícios de irregularidade no cadastramento desses sócios: CPFs repetidos, dezenas de pessoas indicando o mesmo endereço e a não comprovação no fluxo de caixa da receita proveniente desses novos sócios. A ação foi impetrada pelo candidato Fernando Horta (vice presidente clube à época dessas inscrições, vale ressaltar).

Dos 475 votos computados nesta urna específica (a de nº 7), 428 foram para a chapa do Eurico Miranda, 42 para a de Brant e 4 para a de Horta. Um verdadeiro escárnio estatístico, a próprio prova da suspeita de fraude. Contabilizada esta urna, a vitória seria de Eurico Miranda. Sem ela, de Brant. Essa duplicidade, inclusive, gerou uma cena curiosa: ambas as chapas comemorando o resultado ao fim da apuração.

Abstraindo-se essa questão, a eleição foi histórica e recordista em votos. A campanha nas ruas ao redor de São Januário, sobretudo em frente ao portão principal, estava muito intensa, com os votos sendo disputados um por um, com uma forte polarização entre as chapas de Brant x Eurico, tendo o Horta correndo por fora. Pelo meio tarde, tendo em vista o fraco desempenho apontado na boca de urna, Fernando Horta abriu mão de sua candidatura e declarou apoio a Julio Brant. Em êxtase, as militâncias dessas chapas trocaram material e adesivos entre si, com ânimos renovados. Isso deve explicar, por ex., o porquê de Brant ter feito praticamente o dobro de votos de Eurico na última urna do dia.

Agora é aguardar o desfecho dessa história. Não é a primeira vez que, numa disputa com Eurico Miranda, a judicialização se faz necessária, mas Brant, com amplo apoio da torcida, se mostra confiante e afirma: “Me considero presidente do Vasco”. #AnulaUrna7

Deixe seu comentário

Pedro Duarte Jr.5 Posts

Aluno de Direito, 23 anos. Preside o Diretório Central dos Estudantes da PUC-Rio

0 Comentários

Deixar um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password