Eleições 2014: Quem são os candidatos a governador do Rio de Janeiro?

Eleições 2014: Quem são os candidatos a governador do Rio de Janeiro?

15

Palácio GuanabaraParece que falta muito tempo para as eleições para governador do Rio de Janeiro, quando finalmente nos livraremos do ausente Sergio Cabral (PMDB). Mas não, não falta, elas acontecem em outubro de 2014 e os candidatos tem de se movimentar para ganhar o apoio de seus partidos.

Lindberg Farias – PT

Um dos candidatos mais certos até o momento é o senador Lindbergh Farias (PT), ao menos ele garante que quer ser governador do Rio de Janeiro. Mas há algumas pedras no caminho do ex-prefeito de Nova Iguaçu, uma delas é que o PT pode vender sua candidatura pelo apoio do PMDB a presidente.

Se não for isso tem a decisão do TJ-RJ em outubro que o condenou por improbidade administrativa, o tornado inelegível por 5 anos, ele recorreu e pode ser reformada. Mas sempre correrá o risco da decisão ser contrária e quem apoiaria um candidato com risco de se eleger e não levar.

Ainda há a Prefeitura de Nova Iguaçu, que foi ocupada por seu rival Nelson Bornier (PMDB). Aliado de Cabral não vai poupar esforços para colocar caroço no angu de Lindberg.

Farias pode até ser candidato mas provavelmente vai ser deixado de lado pelo PT. Mas fácil ganhar “um cala a boca”, uma secretaria ou a criação de mais um Ministério do que ser candidato. Mas até 2014 muita água vai rolar.

Pezão – PMDB

Outra candidato certo é o vice-governador e governador de facto do Rio de Janeiro, Pezão. A sua candidatura seria tão acertada entre os caciques do PMDB que tem sido dito queSergio Cabral renunciaria em 2013 para, neste acerto, impedir uma possível tentativa de reeleição de Pezão em 2018, liberando espaço para uma candidatura de Eduardo Paes (PMDB).

Há quem diga que o Secretário de Segurança Pública, José Mariano Beltrame, pudesse ser o candidato do partido. Acho difícil, ele próprio não se admite como candidato e o dificilmente o PMDB iria se sacrificar por sua candidatura. A não ser, é claro, que ele esteja muito bem nas pesquisas, aí é outra história.

Garotinho – PR

Anthony Garotinho (PR) quer voltar a ser governador do Rio de Janeiro, ele estava para tentar a candidatura em 2010, mas que foi morta antes de ser lançada, acabando por ser candidato a deputado federal e eleito. Agora volta a traçar o mesmo caminho.

Tem gente que gosta de dizer que ele está morto politicamente, é uma falsa ideia. Ele foi o deputado mais votado do estado, reelegeu a esposa prefeita em Campos, também elegeu o prefeito da 2ª cidade mais populosa do Rio de Janeiro, São Gonçalo.

Se candidato, em uma eleição com a mistura que parece que vai ter, Garotinho é um candidato com muita chance.

PSDB e Democratas

O PSDB e o Democratas devem voltar a formar sua aliança, especialmente em razão da eleição presidencial de 2014 em que o provável candidato Aécio Neves (PSDB) tem chances bem razoáveis) Entretanto ambos os partidos ainda não tem candidatos declarados.

Recente coluna de Ilimar Franco em O Globo dizia que o PSDB procurava alguns nomes para a candidatura ao governo do Rio de Janeiro. Entre os nomes estavam:

  • José Serra (ex-prefeito, ex-senador e ex-governador de São Paulo)
  • Álvaro Dias (Senador pelo Paraná)
  • Pedro Malan (Ministro da Fazenda do governo FHC)
  • Armínio Fraga (Presidente do Banco Central do governo FHC)
  • Edmar Bacha (um dos pais do Plano Real)
  • Luciano Huck (isso, esse mesmo)

Dos nomes do PSDB só não acho viável José Serra, mesmo com as piadas que o pessoal tem feito Luciano Huck poderia ser um governador muito melhor que Cabral, mas não acho que ele seria candidato, é muito difícil se livrar do que ganha hoje como apresentador, além de suas empresas.

Já os nomes de Malan, Fraga ou Bacha, são excelentes. São os responsáveis pela estabilidade econômica do Brasil. Fariam muito bem ao Rio, em especial em um momento que precisa deixar de ser dependente dos royalties.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Quintino Gomes Freire
Diretor de mídias sociais na Agência B5, palestrante, publicitário, Defensor do Carioca Way of Life e Embaixador do Rio. Começou o Diário do Rio em 2007 e está a frente dele até hoje o levando ser um dos principais portais sobre o Rio de Janeiro.

Comente