Eleitos no Rio de Janeiro em outubro foram diplomados hoje | Diário do Rio

Eleitos no Rio de Janeiro em outubro foram diplomados hoje

5
LinkedInWhatsApp

DiplomaOk, você pode não concordar com os eleitos mas a democracia mais uma vez se mostrou e hoje foram diplomados os 70 deputados estaduais, os 46 deputados federais, os 2 senadores, seus 4 suplentes e o Governador e vice-governador. Assim encerrando todo o processo eleitoral.

 

O evento aconteceu no Theatro Municipal e foi conduzido pelo presidente do TRE-RJ Nametala Jorge. O interessante é que até ontem estava-se em dúvida se alguns nomes como Garotinho seria diplomado, o partido dele, o PR, inclusive temia que perdesse a vaga de deputado federal do Paulo Feijó para o PTdoB, já que este partido tinha liminar que garantia a contagem de votos de uma candidatura indeferida dando a eles uma vaga na Câmara. O TSE decidiu que candidatos sem registro deferidos não podem ter seus votos computados.

A ALERJ passou por uma renovação de quase 50%, dos 70 eleitos 26 foram eleitos pela primeira vez e 5 (Samuel Malafaia, Ricardo Abrão, Marcus  Vinícius, Nilton Salomão e Atila Nunes) tiveram passagem em outras legislaturas. Mutias alterações foram registradas ainda na composição das bancadas partidárias. A mudança mais significativa veio do PDT, que hoje tem seis parlamentares e passará a ter 11. O PMDB, partido do governador reeleito Sergio Cabral Filho, também terá seu número de deputados modificados, mas para menos: de 19 cadeiras ocupadas hoje, a legenda contará com 12 nos próximos quatro anos. O PHS, que conta com um deputado na Casa, ficará sem representante no próximo mandato. Mas o Parlamento ganhará a representação de três  partidos que, hoje, não figuram entre seus componentes: PRTB, PV e PRP.

 

Dos novos eleitos, 12 são vereadores em exercício de mandato, sendo quatro da capital, dois de São Gonçalo, dois de Nova Iguaçu, um de Petrópolis, um de Belford Roxo, um de Niterói, e um de Duque de Caxias.

 

A posse efetiva dos deputados será no dia 1o de fevereiro, quando também escolherão o novo Presidente da casa, hoje com Jorge Picciani (PMDB) que perdeu a eleição para o Senado. A disputa está entre dois nomes do PMDB, Paulo Melo e Domingos Brazão.

 

Abaixo, a lista dos deputados para próxima legislatura, por votação:

 

Wagner Montes (PDT)

Deputado mais votado, com 528.628 votos, o apresentador de televisão irá exercer seu segundo mandato no Parlamento estadual. Nos últimos quatro anos, esteve à frente da Comissão Permanente de Segurança Pública.

Marcelo Freixo (PSol)

Eleito para seu segundo mandato com 177.253 votos, Marcelo Freixo é niteroiense e professor de História. Em seu primeiro mandato, ficou conhecido por presidir a Comissão Permanente de Direitos Humanos e a CPI que investigou a atuação de milícias no estado.

Samuel Malafaia (PR)

Irmão do Pastor Silas Malafaia, da Assembleia de Deus, retorna à Casa após atuação parlamentar durante o mandato 2003/2006, quando foi corregedor da Assembleia, presidente da Comissão de Saúde e vice da Comissão de Prevenção ao Uso de Drogas.

 

Paulo Melo (PMDB)

Após receber 121.684 votos, o parlamentar chega ao seu sexto mandato. Nos últimos quatro anos, foi líder do Governo e presidente da Comissão Permanente de Constituição e Justiça. Também presidiu a CPI do Propinoduto, no mandato 2003/2006.

 

Clarissa Garotinho (PR)

Quinta deputada mais votada, Clarissa chega à Alerj após ter recebido 118.863 votos. Antes, exercia mandato de vereadora no município do Rio de
Janeiro. É filha do ex-governador do estado Anthony Garotinho.

 

Alexandre Corrêa (PRB)

Pastor da Igreja Universal do Reino de Deus, Corrêa é estreante no Parlamento fluminense e nunca exerceu cargos eletivos. Ligado ao senador reeleito Marcelo Crivella (PRB-RJ), Alexandre Corrêa chega à Assembleia Legislativa após receber 112.676 votos.

 

Pedro Augusto (PMDB)

Radialista, Pedro Augusto irá exercer seu quarto mandato como deputado estadual, após receber 111.407 votos nas urnas. Devoto de Nossa Senhora Aparecida, regularmente ele promove romarias ao santuário de Aparecida do Norte, em São Paulo.

 

Rafael Picciani (PMDB)

Filho do presidente da Assembleia, deputado Jorge Picciani (PMDB), Rafael é estreante no Parlamento. Presidente da Juventude do PMDB na capital, ele foi o terceiro mais votado da bancada, com 96.034 votos. Antes de ser eleito, atuava como empresário.

 

Domingos Brazão (PMDB)

Eleito para o quinto mandato de deputado estadual, com 91.774 votos, Domingos Brazão, nos últimos quatro anos, foi vice-líder de seu partido, presidente da Comissão Permanente de Saneamento Ambiental e membro das comissões de Minas e Energia e Constituição e Justiça.

 

Cidinha Campos (PDT)

Eleita para seu quarto mandato com 89.553 votos, Cidinha, que também é apresentadora de TV, atuou nos últimos dois mandatos como presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da Casa. Ex-radialista, foi duas vezes deputada federal.

 

Carlos Minc (PT)

Chegando ao sétimo mandato com 87.210 votos, Minc foi ministro do Meio Ambiente na gestão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Autor de mais de 150 leis, esteve à frente da Comissão de Ciência e Tecnologia.

 

Edson Albertassi (PMDB)

Eleito com 83.254 votos para seu quarto mandato, o deputado tem atuação predominante no Sul fluminense, no município de Volta Redonda. Por duas legislaturas exerceu a função de presidente da Comissão Permanente de Orçamento.

 

Edino Fonseca (PR)

Pastor da Assembleia de Deus e magistrado inativo do Tribunal Regional do Trabalho, Edino Fonseca foi eleito com 77.061 votos para seu terceiro mandato. Nos últimos quatro anos foi presidente da Comissão de Normas Internas.

 

Dionísio Lins (PP)

Eleito para seu segundo mandato com 75.707 votos, o parlamentar presidiu a Comissão Permanente de Combate à Pirataria. Dionísio também atuou como vereador na cidade do Rio de Janeiro e como presidente do Instituto de Pesos e Medidas (Ipem).

 

Christino Áureo (PMN)

Eleito com 74.336 votos, irá exercer seu segundo mandato. Com formação em medicina veterinária, Christino tem atuação voltada para o fomento da agricultura no estado. Foi secretário estadual de Agricultura em três governos consecutivos.

 

Pedro Fernandes (PMDB)

Dentista por formação, está indo para seu segundo mandato após receber 69.571 votos. Foi presidente da Comissão Especial para o Cumprimento das Leis por dois anos, quando sugeriu a redução do número de normas em vigor. É também autor de leis em defesa dos obesos.

 

Lucinha (PSDB)

Foi vereadora no Rio de Janeiro por quatro mandatos – no último pleito, foi a mais votada da cidade. A tucana estreia no Parlamento fluminense após receber 67.034 votos. Tem reduto eleitoral na Zona Oeste da capital, em particular nos bairros de Santa Cruz e Campo Grande.

 

Andreia do Charlinho (PDT)

Mulher do prefeito de Itaguai, Charles Busatto, o Charlinho. Atuou como secretária de Educação no município e na cidade de Mangaratiba. Foi eleita com 62.559 votos, a terceira mais votada do seu partido.

 

Sabino (PSC)

Ex-prefeito de Rio das Ostras, começou na política lutando pela emancipação do município. Eleito com 62.522 votos, irá para o seu segundo mandato. Presidiu a Comissão Permanente de Segurança Alimentar e as Comissões Especiais de Aquicultura e Pró-Adoção.

 

Graça Matos (PMDB)

Eleita com 61.294 votos, irá exercer seu quinto mandato. Nas duas últimas legislaturas, atuou como primeira secretária da Casa. Com trabalho predominante no município de São Gonçalo, é mulher do deputado federal Edson Ezequiel (PMDB-RJ).

 

Dica (PMDB)

Com atuação política em Duque de Caxias, Dica irá assumir seu quarto mandato após receber 59.220 votos. Entre suas leis, destaca-se a que determina a informação de quitação em faturas de cartões de crédito e de concessionárias de serviço público.

 

Flávio Bolsonaro (PP)

Eleito com 58.322 votos, irá exercer seu terceiro mandato. Nos últimos quatro anos presidiu a Comissão Permanente de Defesa Civil. Tem atuação voltada prioritariamente para a área de Segurança Pública e defesa do servidor deste setor.

 

Rafael do Gordo (PSB)

Vereador em São Gonçalo, é filho do também vereador da mesma cidade Eduardo Gordo (PTdoB). Rafael chega à Assembleia Legislativa para seu primeiro mandato após receber 55.831 votos. É autor da lei que proibiu as “pulseirinhas do sexo” em São Gonçalo.

 

André Correa (PPS)

Irá assumir seu quarto mandato após receber 55.484 votos. Foi secretário estadual de Meio Ambiente e é autor da lei que proíbe a prática do nepotismo no estado. Nos últimos quatro anos presidiu a Comissão de Economia, Indústria e Comércio.

 

Márcio Panisset (PDT)

Eleito para seu segundo mandato com 55.027 votos, o pedetista é médico e irmão da prefeita de São Gonçalo, Aparecida Panisset. Foi secretário municipal de Saúde daquela cidade. Na Alerj, esteve à frente da Comissão Permanente de Saúde.

 

Marcos Abrahão (PTdoB)

Com atuação política predominante no município de Rio Bonito, o deputado irá exercer seu terceiro mandato. Recebeu 52.525 votos. É coautor da lei 5.315/08, que criou o Conselho Estadual de Economia Solidária.

 

Marcos Soares (PDT)

Eleito com 52.099 votos, irá exercer seu segundo mandato no Parlamento fluminense. Advogado, é filho do missionário R.R. Soares, líder da Igreja Internacional da Graça de Deus. É autor do projeto de lei que cria a campanha permanente de educação postural nas escolas.

 

André Lazaroni (PMDB)

Eleito com 49.839 votos, irá exercer seu terceiro mandato. Advogado, especialista em Direito Ambiental, nos últimos quatro anos esteve à frente da Comissão de Defesa do Meio Ambiente. Também presidiu a Comissão de Obras da Alerj.

 

Fábio Silva (PR)

Eleito para seu terceiro mandato, com 47.939 votos, o deputado Fábio Silva é advogado e apresentador de programas na Rádio Melodia. É autor da Lei 4.850/06, que proíbe o consumo de bebidas alcoólicas em ônibus de trajeto intermunicipal.

 

Comte Bittencourt (PPS)
Irá exercer seu terceiro mandato, após receber 45.541 votos. Nas duas últimas legislaturas presidiu a Comissão de Educação da Casa, e comandou a elaboração do Plano Estadual de Educação. Tem atuação política predominante no município de Niterói.

 

Marcelo Simão (PSB)

Após receber 45.046 votos, o parlamentar irá exercer seu segundo mandato de deputado estadual. Com atuação política predominante em São João de Meriti, atuou como presidente da Comissão Permanente de Transportes nos últimos quatro anos.

 

Alessandro Calazans (PMN)

Com base política em Nilópolis, o parlamentar irá para seu quarto mandato, após receber 44.549 votos. Nos últimos quatro anos, presidiu a Comissão de Política Urbana e Habitação. É autor da lei que trata da destinação de carros avariados ou furtados.

 

Miguel Jeovani (PR)

Estreia no Parlamento fluminense, após receber 44.135 votos. Tem atuação predominante no município de Araruama, na Região dos Lagos, onde é empresário do ramo de supermercados. Jeovani nunca exerceu cargos eletivos.

 

Gustavo Tutuca (PSB)

Filho do prefeito de Piraí, Arthur Henrique, o Tutuca. Estreante na Assembleia Legislativa, recebeu 44.015 votos. Também atuou como secretário municipal de Administração. Na Alerj, pretende lutar pela inclusão digital.

 

Bernardo Rossi (PMDB)

Bacharel em Direito e vereador do município de Petrópolis por dois mandatos, onde foi presidente da Casa. Vai exercer seu primeiro mandato de deputado estadual, após receber 43.607 votos. Na Alerj, pretende lutar pela educação profissionalizante.

 

Iranildo Campos (PR)

Irá para seu terceiro mandato de deputado estadual, após receber 42.398 votos. Já atuou como presidente da Comissão de Defesa da Criança, Adolescente e Idoso. Foi vice-prefeito e secretário municipal de Saúde de São João de Meriti.

 

Chiquinho da Mangueira (PMDB)

Conhecido por ter sido idealizador do projeto de esporte ligado à comunidade da Mangueira, na Zona Norte do Rio, o deputado irá para seu terceiro mandato, após receber 39.740 votos. Também foi presidente da Suderj e secretário de Estado de Esportes e Lazer.

 

Roberto Dinamite (PMDB)

Artilheiro do Vasco nas décadas de 70 e 80, irá assumir seu quinto mandato, após receber 39.730 votos. Representante do estado na União Nacional dos Legislativos Estaduais (Unale), é autor da lei 5.172/07, que cria mecanismos de tratamento a crianças com hipertensão arterial.

 

Márcio Pacheco (PSC)

Eleito para seu primeiro mandato, recebeu 39.537 votos. Cantor, advogado e ligado à Igreja Católica, é vereador na capital do estado, onde atua como presidente da Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência.

 

Paulo Ramos (PDT)

Irá atuar em seu quarto mandato, após receber 39.023 votos. Também exerceu dois mandatos como deputado federal, tendo participado da Assembleia Constituinte. Presidiu da Comissão Permanente de Trabalho e foi vice da Comissão de Servidores.

 

Rodrigo Neves (PT)

Irá assumir seu segundo mandato. Obteve 38.856 votos. Nos últimos quatro anos presidiu a Comissão de Assuntos Municipais. Sua estreia na política foi como vereador no município de Niterói, onde exerceu dois mandatos.

Coronel Jairo (PSC)

Egresso da Polícia Militar, irá exercer seu terceiro mandato. Recebeu 38.791 votos. Foi 1º vice-presidente da Casa entre 2007 e 2010. É autor da Lei 4.331/04, que obriga a instalação de circuito interno de video em casas noturnas.

 

Graça Pereira (DEM)

Com atuação política predominante no bairro da Ilha do Governador, irá exercer seu quarto mandato. Recebeu 38.746 votos. É autora da Lei 5.707/10, que obriga o cancelamento imediato de carteiras de habilitação de pessoas falecidas no estado.

 

Ricardo Abrão (PDT)

Chega à Alerj para exercer seu segundo mandato de deputado estadual – cargo que ocupou no mandato 2003/2006. É filho do ex-prefeito de Nilópollis, Farid Abrão David. Foi eleito após receber 37.742 votos.

 

Gilberto Palmares (PT)

Após receber 36.519 votos, o petista irá exercer seu terceiro mandato de deputado estadual. Ligado a movimentos sindicais, nesta legislatura, Palmares presidiu a CPI das Barcas e foi responsável pela Escola do Legislativo Fluminense.

 

Marcus Vinicius (PTB)

Presidente estadual do seu partido, Marcus Vinicius recebeu 35.508 votos. Foi suplente na legislatura 2007/2010, e assumiu o mandato em 2008. Tem base política no município de Petrópolis, região Serrana do Rio.

 

Altineu Cortes (PR)

Com base eleitoral predominante em São Gonçalo, o deputado irá exercer seu terceiro mandato. Obteve 35.176 votos. Nos últimos quatro anos foi presidente da Comissão Permanente de Defesa da Pessoa Portadora de Deficiência.

 

Gerson Bergher (PSDB)

Eleito com 35.069 votos, o decano da Alerj chega ao seu quarto mandato. Marido da vereadora da capital Teresa Bergher (PSDB), também foi vereador da capital, tendo sido presidente da Casa. Na Assembleia, esteve à frente da 2ª Secretaria da Mesa.

 

Waguinho (PRTB)

Estreante na Casa, Waguinho foi vereador e presidente da Câmara Municipal de Belford Roxo, de onde é funcionário de carreira. Durante sua gestão, conseguiu a diminuição salarial dos vereadores. Foi eleito com 34.820 votos.

 

Aspásia Camargo (PV)

Vereadora do Rio de Janeiro por dois mandatos, este será seu primeiro como deputada estadual, após receber 34.733 votos. Na Câmara, presidiu a CPI da Desordem Urbana. Professora universitária, Aspásia também é pesquisadora da Fundação Getúlio Vargas.

 

Luiz Paulo (PSDB)

O tucano irá assumir seu terceiro mandato como deputado estadual, após receber 34.502 votos. Ex-vice governador do Estado, Luiz Paulo também atuou como secretário municipal de Obras e de Urbanismo do Rio. Foi corregedor da Casa entre 2008 e 2010.

 

Claise Maria Zito (PSDB)

Mulher do prefeito de Duque de Caxias e ex-deputado estadual, José Camilo Zito, Claise estreia na Assembleia Legislativa após receber 33.664 votos. Atuou como secretária municipal de Assistência Social e Direitos Humanos em Caxias.

 

João Peixoto (PSDC)

Representante do município de Campos, irá assumir seu quarto mandato, após receber 33.203 votos. Pecuarista, ele liderou seu partido na Alerj. Também atuou como secretário municipal de Agricultura e como vereador.

 

Felipe Peixoto (PDT)

Vereador em Niterói por três mandatos – tendo sido o mais votado nas últimas eleições municipais –Peixoto estreia no Parlamento fluminense, após receber 32.855 votos.Construiu sua carreira dentro do movimento estudantil.

 

Samuquinha (PR)

Estreante na Assembleia Legislativa do Rio, Samuquinha é filho do radialista Samuca, do programa Patrulha da Cidade, e já exerceu, por três vezes, mandato de vereador no município de Duque de Caxias. Nestas eleições, conquistou 32.563 votos.

 

Roberto Henriques (PR)

Ex-vice prefeito de Campos dos Goytacazes, ex-prefeito interino e ex-secretário de Governo daquele município do Norte fluminense. Em seu primeiro mandato como deputado estadual, Henriques recebeu 32.369 votos.

 

Nilton Salomão (PT)

Irá exercer seu quarto mandato na Casa, após receber 31.249 votos. Entre 2007 e 2010 foi suplente da sua coligação. Tem base política em Teresópolis, e é autor de leis voltadas para a terceira idade e o tratamento de diabetes.

 

Zaqueu Teixeira (PT)

Delegado, foi chefe de Polícia Civil durante a gestão de Benedita da Silva no Governo estadual. Irá exercer seu primeiro mandato como deputado estadual, após receber 30.583 votos. É representante do município de Queimados.

 

Inês Pandeló (PT)

Representante de Barra Mansa, irá exercer seu terceiro mandato, após receber 28.798 votos. Liderou seu partido e presidiu a Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Alerj. Também foi prefeita do seu município.

 

José Luiz Nanci (PPS)

Médico anestesiologista, ele atuou como vereador por cinco mandatos em São Gonçalo, Região Metropolitana, com atuação voltada para a Saúde. Irá estrear no Parlamento fluminense, após receber 28.798 votos.

 

Bebeto (PDT)

O jogador de futebol, tetracampeão do mundo em 1994 e baiano de nascimento, irá exercer seu primeiro mandato como detentor de cargo eletivo no Parlamento fluminense. No último pleito, ele conquistou 28.328 votos.

 

Luiz Martins (PDT)

Eleito para a Assembleia Legislativa do Rio com 26.002 votos, o pedetista irá exercer seu primeiro mandato como deputado estadual. Foi assessor da prefeita de Nova Iguaçu e ex-deputada estadual Sheila Gama.

 

Myrian Rios (PDT)

Atriz e apresentadora de programas de rádio e TV na emissora católica Rede Canção Nova, Myrian Rios recebeu 22.169 votos para seu primeiro mandato como deputada estadual. Ela pretende atuar em defesa da Educação.

 

Geraldo Moreira (PTN)

Com atuação política predominante no município de Duque de Caxias, irá exercer seu quarto mandato, após receber 21.987 votos. Atuou nas comissões de Defesa dos Direitos Humanos e de Emendas Constitucionais e Vetos.

 

Átila Nunes (PSL)

Após ter recebido 21.366 votos, o deputado passará a ser recordista em números de mandatos, com 11 no currículo. Tem atuação voltada para questões de defesa do consumidor e de combate à intolerância religiosa.

 

Enfermeira Rejane (PCdoB)

Vice-presidente do Conselho Regional de Enfermagem, ex-presidente do Sindicato dos Enfermeiros e diretora da CUT no Rio. Em sua estreia no Parlamento fluminense, após receber 21.033 votos, pretende atuar em favor de sua categoria profissional.

 

Thiago Pampolha (PRP)

Mais jovem parlamentar da nova legislatura, Thiago é estreante na política e recebeu, nestas eleições, 19.329 votos. É empresário e tem sua base de atuação política na Zona Oeste da capital, em bairros como Bangu e Santa Cruz.

 

Xandrinho (PV)

Advogado e vereador em Nova Iguaçu durante três mandatos. Atuou como líder do Governo durante o mandato do ex-prefeito e senador eleito Lindberg Farias (PT-RJ). Foi eleito deputado estadual com 16.151 votos.

 

Rosângela Gomes (PRB)

Bacharel em Direito e vereadora em Nova Iguaçu por dois mandatos, onde esteve à frente da Comissão dos Direitos da Mulher. Para seu primeiro mandato como deputada estadual, Rosângela teve 10.586 votos.

 

Janira Rocha (PSol)

Eleita com 6.442 votos, irá exercer seu primeiro mandato na Alerj. Servidora do INSS e membro do Sindsprev, é uma das fundadoras do seu partido no estado. Ligada à ex-senadora Heloísa Helena, pretende trabalhar pela valorização dos jovens

Quintino Gomes
Defensor do Carioca Way of Life, morou em Jacarepaguá a vida toda, trabalhou na Zona Oeste, na Zona Norte, Centro e Zona Sul. O pai é português e a mãe carioca da Gema, do Bairro de Fátima
Quintino Gomes

Latest posts by Quintino Gomes (see all)

LinkedInWhatsApp

5 Comentários

  1. Pingback: Tweets that mention Eleitos no Rio de Janeiro em outubro foram diplomados hoje | Diário do Rio de Janeiro -- Topsy.com

  2. Desejo aos deputados eleitos e diplomados,sucesso em suas legislaturas,e que usam dos seus conhecimentos, entendimento e sabedoria nos seus atos políticos,para que a justiça venha fluir nas decisões e votações nesta casa de Leis, em favor dos menos favorecidos e em especial às famílias do nosso Estado do Rio. ” Quando o justo governa, o povo se alegra. E na multidão de conselheiro há sabedoria” A unidade política e o respeito ao erário público, é o laço mais forte que aproxima o povo dos seus representantes. Que o Senhor Deus os abençoe e os guardes na elaboração dos seus Projetos de Lei tanto no seu texto e contexto.É a diferença que faz a diferença diante de um povo que quer a atenção para si de seus representantes, pois foi com amor,carinho e esperança, que depositaram sua confiança nas urnas para viverem dias melhores na sua vida e na de seus descendentes.Parabens! – João Netto-Ex-vereador de Magé-RJ.Diplomado no Parlamento político de Israel,em Kessent em agosto de 1995.

  3. Aos integrantes e responsáveis pelas transparências das notícias e comunicações deste conceituado blog, um feliz 2011, cheio de prosperidade e realizações, e que no percurso do ano vindouro,possamos nos enriquecer ainda com as informações que hão de vir através do vosso trabalho,pois temos consciência que informação é PODER em todo aspecto que norteia a vida do cidadão.Abrs João Netto-Ex-Ver.Magé-RJ.

Leave A Reply