Como se proteger da exposição solar

O horário de verão chegou e com ele tem início aquele período de dias mais longos, praias sem fim, atividades ao ar livre e exposição solar maior do que o normal. Infelizmente, com a redução da camada de ozônio (causada por gases tóxicos lançados pelo homem à atmosfera, principalmente o Clorofluocarbono), a radiação ultravioleta passa a nos atingir com cada vez mais intensidade. E é justamente essa radiação que contribui para o fotoenvelhecimento, manchas e para o câncer de pele, um dos tipos de câncer mais frequentes no país. Na coluna de hoje vou explicar de que forma atuam as radiações e quais cuidados devemos adotar nesta época do ano.

Bom, para começar, acho importante salientar que a luz solar possui diversos tipos de radiação, dentre elas as radiações ultravioleta A e ultravioleta B. A radiação UVA tem comprimento de onda mais longo e penetra profundamente nas camadas da pele. Além de sua intensidade não variar muito ao longo do dia, a radiação UVA tem a capacidade de ultrapassar a barreira de nuvens, atingindo a superfície da terra mesmo em dias nublados. Por conseguir atingir a derme, ela estimula o bronzeamento quando nos expomos ao sol. É a principal radiação responsável por mutações nas células que levarão ao câncer de pele. Já a radiação UVB tem comprimento de onda mais curto, atingindo apenas as camadas mais superficiais e sua intensidade é maior no verão e nos períodos entre 10 e 16 horas. É a radiação responsável pelas queimaduras solares e vermelhidão, contribuindo para o fotoenvelhecimento, mas também para o temido câncer de pele.

Como então se proteger de todos esses danos? O mais importante é o uso de filtro solar diariamente. A escolha do filtro solar vai depender de vários fatores, dentre eles o fototipo (pele negra, pele clara), tipo de pele (oleosa, normal, seca), rotina de exposição solar, ou seja, é muito importante conversar com seu Dermatologista para que ele indique o filtro ideal para você. É importante escolher um filtro solar de alta proteção contra as radiações UVB (medido pelo FPS) e UVA (medido pelo PPD). Além disso, o filtro solar deve ser passado em quantidade adequada no rosto e corpo e ser reaplicado a cada 2 horas, caso você esteja em ambiente de muita exposição.

Mas só o filtro solar é suficiente? Não! O uso de acessórios como óculos escuros, chapéus e roupas com proteção UV, auxiliam na proteção contra as radiações. É necessário também evitar exposição solar entre 10 e 16 horas e, de preferência, sempre ficar protegido pelo guarda-sol.

Então aproveite o Verão! Sol é vida! Se exponha com responsabilidade, para manter a saúde da sua pele. Faça sua consulta anualmente e siga as orientações de seu Dermatologista! Não abra mão da sua saúde. #PeleÉSaúde

#DicaDaCaru: a quantidade correta de protetor para rosto e pescoço é de uma colher de chá. Na prática, passe duas boas camadas de um bom filtro solar e tenha certeza que estará bem protegido!

Gostou do tema de hoje? Ficou com alguma dúvida? Me manda uma mensagem! Vai ser um prazer te responder.

E você? Já cuidou da sua pele hoje?

Facebook – https://www.facebook.com/dra.carumoreno/
Instagram – @dra.carumoreno
E-mail: contato@carumoreno.com.br
Contato: (21) 2132-7303
Av. Embaixador Abelardo Bueno, 01 – Barra da Tijuca – Dimension Office Park, Bloco Ayrton Senna 1, sl 409.

 

Deixe seu comentário

Ana Carulina Moreno2 Posts

Dermatologista pela Universidade de São Paulo (USP) e Membro da SBD. Dermatologia clínica, cirurgia e cosmiatria. Trata desde doenças agudas e crônicas até questões de estética facial e corporal.

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password