História da Festiva Avenida Mem de Sá - Diário do Rio de Janeiro

História da Festiva Avenida Mem de Sá

0

A história do Rio de Janeiro passa com muita presença pelas ruas da cidade. Com a festiva Avenida Mem de Sá não é diferente.

Aberta entre 1903 e 1906, a Via tinha como objetivo maior a ligação entre a Lapa e o centro histórico do Rio com a zona norte da cidade. Como o prefeito da época, Francisco Pereira Passos, estava ampliando e modernizando algumas partes do centro da cidade, era interessante que houvesse uma ligação com regiões um pouco afastadas. A cidade passou por obras bem mais complexas ao longo de sua história. A grande dificuldade na abertura da Mem de Sá foi a demolição de centenas de casa coloniais.

“Foram muitas construções demolidas para a abertura da Avenida. Mas algumas sobreviveram e mantém até hoje o estilo desse período da cidade”, conta o historiador Milton Teixeira.

O nome da Via é uma homenagem a Mem de Sá, governador do Brasil no período colonial. Mem de Sá teve um papel fundamental na expulsão dos franceses da cidade do Rio de Janeiro. Atualmente, a Avenida Mem de Sá é conhecida pela boêmia. Esse fato sempre foi uma constante na história da Via, mas as coisas, em certas épocas, não foram tão tranquilas.

“Por um tempo, a Mem de Sá foi local de prostituição, chamado ‘bas-fond’ [expressão francesa para ‘ralé’, bairros miseráveis de uma cidade], mas hoje está bem diferente. Hoje é espaço para a boa boêmia dos cariocas e turistas. Eu mesmo frequento bares da Rua e recomendo”, destaca Milton.

Com mais de meio século de tradição no mercado imobiliário do Rio de Janeiro, a Sergio Castro Imóveis sempre contribuiu para melhorias em nossa cidade, conservando o que temos de melhor

A Via dá acesso ao Circo Voador, Fundição Progresso, Bar das Quengas, Leviano e muitos outros estabelecimentos famosos na noite carioca. Para curtir a história, o clima e a boêmia carioca, a Mem de Sá é um ótimo lugar.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Quintino Gomes Freire
Diretor de mídias sociais na Agência B5, palestrante, publicitário, Defensor do Carioca Way of Life e Embaixador do Rio. Começou o Diário do Rio em 2007 e está a frente dele até hoje o levando ser um dos principais portais sobre o Rio de Janeiro.

Comente