História da Igreja de São Sebastião dos Capuchinhos - Diário do Rio de Janeiro

História da Igreja de São Sebastião dos Capuchinhos

0

Com mais de meio s√©culo de tradi√ß√£o no mercado imobili√°rio da Cidade do Rio de Janeiro, a Sergio Castro Im√≥veis apoia constru√ß√Ķes e iniciativas que visam o crescimento da Cidade Maravilhosa sem que as caracter√≠sticas mais simb√≥licas do Rio se percam.

Uma dos templos religiosos mais famosos da cidade do Rio de Janeiro, localizada no bairro da Tijuca, a Igreja de São Sebastião do Rio de Janeiro (dos Capuchinhos) tem uma estreita ligação com o marco zero da Cidade Maravilhosa.

Originalmente, a Igreja de São Sebastião do Rio de Janeiro localizava-se no morro do Castelo, um dos locais de constituição da cidade.

Contudo, em 1922, com a demolição do Morro do Castelo, a Igreja de São Sebastião do Rio de Janeiro também acabou posta ao chão.

altar da Igreja ainda no Morro do Castelo

‚ÄúNo mesmo Morro do Castelo viviam os frades capuchinhos. Com a demoli√ß√£o, eles precisaram ficar em outro lugar e foram para as depend√™ncias na Pra√ßa S√°enz Pe√Īa, na Tijuca‚ÄĚ, conta o historiador Maur√≠cio Santos.

A nova igreja dos frades capuchinhos ficou pronta em 1931. As obras começaram três anos antes. O projeto, principalmente a parte interior, foi inspirado no Mosteiro de Beuron, na Alemanha.

Entre os anos de 1941 e 1942, a fachada da Igreja foi alterada pelo arquiteto italiano Ricardo Buffa, também autor do altar-mor do templo.

A Igreja de São Sebastião dos Capuchinhos comporta diversos objetos históricos e artísticos importantes. Entre eles, o marco de pedra da fundação da cidade com o escudo português esculpido, a imagem original de São Sebastião da igreja antiga e a lápide tumular de Estácio de Sá, fundador da cidade.

Atualmente, além de suas atividades religiosas, a Igreja dos Capuchinhos conserva seu valor histórico fundamental para a cidade sendo um dos principais locais da festa de São Sebastião, padroeiro da cidade.

Felipe Lucena
Felipe Lucena √© jornalista, roteirista e escritor. Filho de nordestinos, nasceu e foi criado na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Apesar da dist√Ęncia, sempre foi (e pretende continuar sendo) um ass√≠duo frequentador das mais diversas regi√Ķes da Cidade Maravilhosa.
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Comente