História de ataques ao Mosteiro de São Bento

Já contamos aqui a história do Mosteiro de São Bento. O que muita gente não sabe é que esse local, marcante em nossa cidade, já passou por muitos ataques e dificuldades.


Com mais de meio século de tradição no mercado imobiliário da Cidade do Rio de Janeiro, a Sérgio Castro Imóveis exalta locais que visam a valorização da cultura e história da Cidade Maravilhosa.

A construção do Mosteiro começou em 1617. Contudo, devido aos constantes bombardeios dos navios holandeses à região do local, as obras só foram retomadas em 1659. Além dos holandeses, os franceses também viviam bombardeando e saqueando o templo religioso, que ainda estava em construção.

ilustração retrata invasões francesas ao Brasil

Em 1729 houve um incêndio que acabou com praticamente todo o Mosteiro de São Bento.

Não dava para culpar os engenheiros e trabalhadores da época. Era difícil terminar o trabalho com tantos e seguidos ataques de europeus”, conta o historiador Milton Teixeira.

A construção definitiva do Mosteiro de São Bento, contando com detalhes de acabamento e decoração, só se deu em 1800.

Neste período, o fogo era amigo. Foi a Família Real Portuguesa, após sua chegada ao Brasil, quem passou a “atacar” o Mosteiro de São Bento, o deixando abandonado, transformando em um espaço militar com poucos recursos e deslocando os religiosos para outros locais.

Durante a República, o Mosteiro voltou a ser um espaço religioso, para monges e acontecimentos católicos. Tudo parecia, enfim, em paz quando novos ataques surgiram.

Revolta da Esquadra em ação

Em 1910, durante a Revolta da Esquadra, o Mosteiro de São Bento foi bombardeado algumas vezes pelos marinheiros.

No ano 1922, no dia da Revolta do Forte de Copacabana, o Mosteiro também foi alvo de ataques por parte do movimento tenentista.

Revolta do Forte de Copacabana

O Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), em 1938, tombou o Mosteiro de São Bento (que está inteiro) e, desde então, já recebeu duas reformas de restauração para abençoar ainda mais nossa cidade com sua beleza e história.

Deixe seu comentário

Felipe Lucena487 Posts

Felipe Lucena é jornalista, roteirista e escritor. Filho de nordestinos, nasceu e foi criado na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Apesar da distância, sempre foi (e pretende continuar sendo) um assíduo frequentador das mais diversas regiões da Cidade Maravilhosa.

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password