Uma breve História da Urca

Urca atualmente

Uma das regiões mais emblemáticas e bonitas da cidade do Rio de Janeiro, a Urca tem um passado extremamente marcante e ligado à história do Brasil.

Por séculos, o bairro da Urca, como conhecemos hoje, não existia. As águas da Guanabara batiam diretamente nas rochas que circundam a Urca e o Pão de Açúcar. De um lado de onde hoje é o bairro da Urca, ficava a praia da Saudade e a praia Vermelha. Do outro, a praia de Fora e o Cara de Cão com a Fortaleza de São João.


Com mais de meio século de tradição no mercado imobiliário da Cidade do Rio de Janeiro, a Sergio Castro Imóveis exalta locais que visam a valorização da cultura e história da Cidade Maravilhosa.

A região onde hoje fica o bairro da Urca, que fez parte de todo o contexto que envolveu os conflitos entre portugueses, franceses e índios, servindo de base militar para os portugueses durante século XVI, começou a ganhar uma forma mais parecida com a atual somente 1870.

mapa da região próxima à Urca durante o descobrimento do Brasil

O comerciante português Domingos Fernandes Pinto planejou transformar o local num novo bairro, ou melhor, numa nova cidade, com os prédios obedecendo ‘a um novo estilo, elegante e artístico’. Em 2 de março de 1895, ele assinou contrato com a Intendência Municipal para a construção de um cais, ligando a praia da Saudade, em frente ao Instituto Benjamim Constant, à Escola de Aprendizes de Artilheiros, na Fortaleza de São João”, informa o portal Urca.Net.

Contudo, anos depois da iniciativa de Domingos Fernandes Pinto, o Exército embargou a obra. O motivo foi o receio de que o acesso à área militar daquela região fosse facilitado. Um novo contrato com a Intendência Municipal para que as obras do cais fossem realizadas foi assinado em 1919, porém, Domingos não conseguiu honrá-lo.

Esse plano ganhou uma nova chance de ser posto em prática no ano 1921. O engenheiro Oscar de Almeida Gama criou a Sociedade Anônima “Empresa da Urca” – concessionária de Domingos Fernandes Pinto -, com o objetivo de dar execução aos contratos para construção do cais, ligando a praia da Saudade à Fortaleza de São João, seguindo as normas do contrato de 1919, entre a Prefeitura e Domingos.

bairro nos anos 1940

O bairro teria o nome de Lavolina, o mesmo da fábrica de xampú de Oscar Gama; mas esse nome não pegou, prevalescendo o de Urca, o nome do rochedo, assim denominado, desde os tempos da fundação da cidade, pela semelhança com o casco de uma embarcação holandesa comum à epoca“, conta Carlos H, do Blog Curiosidades Cariocas.

Após a construção do cais, a Urca começou a ganhar status de bairro, de fato. Entre 1922 e 1923, os primeiros prédios foram erguidos e a área começou a se desenvolver como uma região residencial, com algumas empresas e próximo à área militar.

Com a área pronta para ser habitada, e o prédio do Hotel Balneário necessitando de maior proteção contra a água do mar, aumentou-se a faixa de areia, com os diques de proteção, ficando a praia com a forma que mantém até hoje“, destaca o Urca.Net.

Atualmente, o bairro da Urca segue com sua beleza e história. Sempre no embalo do mar e importante para nossa cidade e nosso país.

 

Deixe seu comentário

Felipe Lucena484 Posts

Felipe Lucena é jornalista, roteirista e escritor. Filho de nordestinos, nasceu e foi criado na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Apesar da distância, sempre foi (e pretende continuar sendo) um assíduo frequentador das mais diversas regiões da Cidade Maravilhosa.

0 Comentários

Deixar um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password