Lugares do Rio que (quase) ninguém conhece - Centro Cultural da Marinha | Diário do Rio

Lugares do Rio que (quase) ninguém conhece – Centro Cultural da Marinha

13

Centro Cultural da Marinha por Andrea Micheloni

Estava lendo o blog do Cardoso, quando vi esta grande dica dele sobre visita ao Centro Cultural da Marinha, em um post sobre a forma que negligenciamos nossa história militar. Pois ele faz o seguinte comentário:

Você sabia que no Espaço Cultural da Marinha, no Rio de Janeiro, há um monte de material resgatado de naufrágios, uma barca usada por Dom João VI, o submarino-museu Riachuelo e o navio-museu Bauru, abertos para visitação pública, di grátis?

Manja aqueles filmes da 2a Guerra, Midway, Tora-Tora-Tora? Quer ver como é um destróier de escolta totalmente restaurado, ambientado como seria em uso, em 1944? É só entrar.

O Laurindo Pitta é um rebocador de alto-mar de 514 toneladas da Marinha Brasileira usado na 1a Guerra Mundial, na Costa da África. Construído em 1910, ele não só continua funcionando muito bem, obrigado, como faz passeios pela Baía de Guanabara, a preços ridiculamente baratos.

Quem estiver procurando dicas para se distrair, de 3a a Domingo, é um passeio que recomendo. E não é tão apertado assim dentro do submarino Riachuelo. Afinal de contas, eu consegui entrar!

Eu me senti envergonhado, nunca fui ao Centro Cultural da Marinha! Taí botar na minha agenda, preciso ir.

O Centro Cultural da Marinha fica na: Av. Alfredo Agache, s/n, Centro, próximo à Praça XV. Funciona de3 a feira a domingo, das 12h às 17h. A entrada é franca, mais informações pelos telefones: 2233-9165 e 2104-6992

Foto retirada do Flickr de Andrea Micheloni.

Quintino Gomes
Defensor do Carioca Way of Life, morou em Jacarepaguá a vida toda, trabalhou na Zona Oeste, na Zona Norte, Centro e Zona Sul. O pai é português e a mãe carioca da Gema, do Bairro de Fátima

13 Comentários

  1. pessoal o rio de janeiro tem muitos atrativos culturais,semana passada eu fui junto com a minha esposa ao centro do rio,passamos pela lapa,fomos ao aterro do flamengo e monumento da segunda guerra mundial,fomos tambem ao museu historico nacional,sensacional o passeio,vale a pena mesmo.quanto ao espaço cultural da marinha eu ja fui la e e mesmo interessantissimo,minha esposa e gaucha e diz q aqui no rio o q nao falta e opçoes de lazer e cultura para se ver,ela fala q realmente isso aqui e um privilegio nosso.entao vamos aproveitar o rio de janeiro q nos temos,aproveitem.

  2. Tira esse “Quase ninguém conhece” porque o local é visitado pra caramba. São escolas todos os dias e nos finais de semana lotam os passeios para a Ilha Fiscal e o passeio pela Baía de Guanabara. O museu é grande e a “Galeota Imperial” de D. João VI está lá – impecável.
    Além da Ilha Fiscal, o passeio de barco, que são as maiores atrações, faltou também relacionar o passio até a Ilha das Cobras e o Helicóptero da Marinha estacionado no pátio. AS crinças adoram entrar nele.

    Até 2007 no primeiro final de semana de cada mês o preço para passear de barco pela baía e da Ilha Fiscal era de R$ 4,00. Não sei quanto custa agora.

    http://flickr.com/photos/claudiolara/tags/centroculturaldamarinha/

  3. Realmente o Rio tem lugares que ninguém conhece que muitas vezes são mais atraentes que os pontos turísticos mais conhecidos.

    Um lugar sensacional que visitei este final se semana foi o Instituto Moreira Sales na Gávea. Vale a pena.

    Abs,

  4. Eu casar desde 7 anos com uma Mulher Brasil. Morro en Alemanha, Barquero di Lago di Constanca.
    Muito fascinado de Marinha Brasil e Empressoa Baio de Gunabara

    abracar

    Carlos

  5. Façam esse passeio sim, é maravilhoso!no feriado passado fui com minha família e amamos estar dentro de um submarino é indescrítível foi uma das melhores oportunidades que tivemos de lazer gratuito, até o meu caçula de apenas 4a. curtiu o passeio, bom demais…

Leave A Reply