Lugares do Rio que (quase) ninguém conhece - Centro Cultural da Marinha | Diário do Rio

Lugares do Rio que (quase) ninguém conhece – Centro Cultural da Marinha

15

Centro Cultural da Marinha por Andrea Micheloni

Estava lendo o blog do Cardoso, quando vi esta grande dica dele sobre visita ao Centro Cultural da Marinha, em um post sobre a forma que negligenciamos nossa história militar. Pois ele faz o seguinte comentário:

Você sabia que no Espaço Cultural da Marinha, no Rio de Janeiro, há um monte de material resgatado de naufrágios, uma barca usada por Dom João VI, o submarino-museu Riachuelo e o navio-museu Bauru, abertos para visitação pública, di grátis?

Manja aqueles filmes da 2a Guerra, Midway, Tora-Tora-Tora? Quer ver como é um destróier de escolta totalmente restaurado, ambientado como seria em uso, em 1944? É só entrar.

O Laurindo Pitta é um rebocador de alto-mar de 514 toneladas da Marinha Brasileira usado na 1a Guerra Mundial, na Costa da África. Construído em 1910, ele não só continua funcionando muito bem, obrigado, como faz passeios pela Baía de Guanabara, a preços ridiculamente baratos.

Quem estiver procurando dicas para se distrair, de 3a a Domingo, é um passeio que recomendo. E não é tão apertado assim dentro do submarino Riachuelo. Afinal de contas, eu consegui entrar!

Eu me senti envergonhado, nunca fui ao Centro Cultural da Marinha! Taí botar na minha agenda, preciso ir.

O Centro Cultural da Marinha fica na: Av. Alfredo Agache, s/n, Centro, próximo à Praça XV. Funciona de3 a feira a domingo, das 12h às 17h. A entrada é franca, mais informações pelos telefones: 2233-9165 e 2104-6992

Foto retirada do Flickr de Andrea Micheloni.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Quintino Gomes Freire
Diretor de mídias sociais na Agência B5, palestrante, publicitário, Defensor do Carioca Way of Life e Embaixador do Rio. Começou o Diário do Rio em 2007 e está a frente dele até hoje o levando ser um dos principais portais sobre o Rio de Janeiro.

Comente