O Carnaval e o corte de verbas pela Prefeitura - Diário do Rio de Janeiro

O Carnaval e o corte de verbas pela Prefeitura

0

O prefeito Marcelo Crivella resolveu cortar 50% da verba,que anualmente a Prefeitura concede para o famoso desfile do Grupo Especial ,alegando que todos devem contribuir em um momento de crise e que o montante é necessário para viabilizar as creches municipais.

Sinceramente, não me parece uma decisão adequada, levando em consideração a importância do evento para a cidade do Rio de Janeiro e, sobretudo, o grande retorno institucional de tais desfiles, que são veiculados em mais de 100 países em função de sua importância no Carnaval Mundial. Uma redução da verba pode ser discutida com a LIESA mas o corte da metade,s em consulta prévia, às vésperas do evento -faltam menos de 7 meses – pode trazer danos para o turismo carioca que já amarga uma crise por falta de promoção e da insegurança cada vez maior da Cidade Maravilhosa.

Entendo que o luxo dos desfiles pode ser reduzido e que as escolas podem buscar mais patrocinadores, como tem acontecido mas uma decisão unilateral do Poder Publico e a alegação da entidade que representa as Escolas de dizer que o desfile corre o risco de ser suspenso nada contribuem para a politica municipal de Turismo, hoje ainda desconhecida do trade turístico.

O momento é de buscar uma solução. Quem sabe o Conselho de Eventos da Prefeitura, que até agora não disse para o que veio, fora ideias esdrúxulas de eventos até hoje sem um calendário real propõe alguma solução? E bom lembrar que o empresário Boni que fazia parte do mesmo já saiu, alegando falta de diretrizes e autonomia.

O presidente da Riotur já se dispôs a buscar soluções para viabilizar o evento. Esperamos que ele possa trazer uma solução para a crise gerada, já que a empresa municipal de Turismo tem importância fundamental no planejamento e execução do evento.

O Carnaval do Rio é uma marca da Cidade,que precisa ser preservada e trabalhada adequadamente. Precisamos urgentemente de um Museu do Carnaval e de uma estrutura de informações turísticas, fotos e vendas de suvenires na Passarela, fora do Carnaval.

E um momento de repensar talvez o formato do evento e abrir uma discussão profícua….

Bayard Boiteux

Bayard Boiteux

Gerente de Turismo at Preservale
Professor universitário, escritor, pesquisador que acredita na democracia, na diversidade e luta por um mundo melhor através da educação
Bayard Boiteux
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Comente