O Governo Pezão acabou, só falta ele desocupar a vaga - Diário do Rio de Janeiro

O Governo Pezão acabou, só falta ele desocupar a vaga

0

O Rio de Janeiro est√° sem governo, √© um fato! √Č sal√°rio dos servidores atrasando, √© a viol√™ncia em n√≠veis estratosf√©ricos¬†e o com√©rcio que n√£o se recupera. O estado est√° ac√©falo, temos governador apenas no nome, Luiz Fernando Pez√£o¬†n√£o governa, ele simplesmente voa at√© Bras√≠lia, nada resolve, volta ao Rio onde continua sem conseguir resolver nada. Bem, parece que¬†quer se aproveitar do cargo o m√°ximo poss√≠vel para ver se ainda consegue algumas milhas.

Como se n√£o bastasse a clara incompet√™ncia de Pez√£o, ainda temos o forte fator de que o contribuinte fluminense perdeu a confian√ßa em seu nome. Era vice de¬†S√©rio Cabral¬†(PMDB/Bangu), hoje preso por um n√ļmero incr√≠vel de acusa√ß√Ķes de corrup√ß√£o, n√£o s√≥ vice como secret√°rio de Obras e dele herdou boa parte dos secret√°rios.

N√£o √© a toa que muitos consideram que o governador Pez√£o pode cair em 2 meses. M√™s que vem ser√£o analisada as contas de 2016 e elas devem ser rejeitadas. Sendo enquadrado na Lei de Responsabilidade Fiscal, come√ßa o seu processo de impeachment. √Č irrevers√≠vel. O problema √© que a√≠ assume¬†Francisco Dornelles¬†(PP) que est√° com 82 anos e, pior, pode sobrar para o presidente da ALERJ¬†Jorge Picciani¬†(PMDB), que est√° envolvido na Lava Jato e lutando contra um c√Ęncer agressivo.

Alguns acham que isso pode demorar demais, a pr√≥pria OAB/RJ defende a interven√ß√£o federal.¬†¬†Em um editorial de novembro do ano passado j√° tinha defendido essa bandeira, afinal n√£o¬†h√° no governo estadual, ou na ALERJ, nem o m√≠nimo sinal de compet√™ncia necess√°ria para que possamos sair do verdadeiro p√Ęntano que nos encontramos no momento. E a situa√ß√£o nestes 6 meses s√≥ piorou.

Nunca aconteceu uma interven√ß√£o federal em quase 30 anos da Constitui√ß√£o de 1988 e dificilmente acontecer√° nos pr√≥ximos meses. √Č que para isso o Congresso teria de suspender qualquer projeto de Emenda Constitucional, exatamente a bandeira do Governo Temer. Chance baix√≠ssima.

O Rio poderia se salvar deste peso morto que √© Pez√£o de duas formas, se o TSE julgasse logo a cassa√ß√£o de sua chapa de 2014, o que poderia deixar as portas abertas para uma nova elei√ß√£o, nem que fosse indireta (e com press√£o da sociedade para escolher um nome t√©cnico) ou com um ren√ļncia coletiva do governador e ¬†do vice. Mas isso s√≥ aconteceria se fossem homens s√©rios e n√£o me parece o caso.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Quintino Gomes Freire
Diretor de mídias sociais na Agência B5, palestrante, publicitário, Defensor do Carioca Way of Life e Embaixador do Rio. Começou o Diário do Rio em 2007 e está a frente dele até hoje o levando ser um dos principais portais sobre o Rio de Janeiro.

Comente