O sotaque carioca | Diário do Rio

O sotaque carioca

179

Minha namorada é fã de um grande dublador brasileiro, Guilherme Brigs, ele é a voz do Freakzoid, do Cosmo (Padringos Mágicos), do diabinho da propaganda do Stillo, e ela me enviou um texto de Brigs em seu blog, sobre sotaques.

Ele comenta sobre algumas empresas, em especial do Sul e de São Paulo, não contratavam dubladores cariocas. Então Brigs faz um belo texto sobre a diferença entre os sotaques de várias regiões brasileiras e a razão por trás disso.

O dublador chama então a atenção para a razão de nosso chiado:

O modo chiado de falar os S,X,CH dos cariocas é simplesmente resultado de ter sofrido uma total influência do português dos colonizadores, da Côrte Portuguêsa… Parem umas duas horas para assistir a programação de uma emissora portuguêsa e vocês verão que os Érres e Ésses são os mesmos!!! E porque falamos português, como criticar quem reproduz o modo como se expressam aqueles que foram justamente mais influenciados por eles?

Ainda assim, com nosso carioquês tão próximo do português do velho continente, não consigo entender patavinas do que meu pai e meus tios conversam… sério, é uma língua diferente.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Quintino Gomes Freire
Diretor de mídias sociais na Agência B5, palestrante, publicitário, Defensor do Carioca Way of Life e Embaixador do Rio. Começou o Diário do Rio em 2007 e está a frente dele até hoje o levando ser um dos principais portais sobre o Rio de Janeiro.

Comente