Pedro Fernandes Neto lança pré-candidatura a governador do Rio

O deputado estadual Pedro Fernandes (PMDB) lançou hoje sua pré-candidatura a governador do Rio. O interessante é que começa o discurso dizendo que não sabe por qual partido e apresentando como um gestor novo e com um super currículo. O que é notável, afinal ele é o mais jovem do clã Fernandes que domina a política da Zona Norte do Rio, primeiro com seu avô Pedro Fernandes, e depois com sua mãe, a vereadora Rosa Fernades.

A situação ainda piora com o tom de oposição que ele toma no seu discurso, como se não tivesse feito parte do grupo de apoio de todos os Chefes do Executivo desde que iniciou na política, seja na Prefeitura com Cesar Maia, Conde, Cesar Maia, foi candidato a vice na chapa de Solange Amaral, mas vai para Eduardo Paes e, agora, Crivella, ou no governo do Estado, pelo menos com Cabral e Pezão, do qual também foi secretário. Essa, inclusive é uma característica do seu clã, sua mãe costuma dizer que seu partido é o governo. Afinal, são eleitos sempre com o uso da máquina pública. Então não cola dizer que vem aí para mudar.

O discurso de Fernandes, inclusive, parece muito com o de outro pré-candidato, Indio da Costa (PSD). Mas esse tem a seu favor realmente ter sido oposição em alguns momentos da sua vida, inclusive a Paes, do qual foi secretário mas distancia anos antes das eleições e se coloca em uma postura mais crítica.

Entretanto, é bom ressaltar, que conheço a trajetória do agora pré-candidato Pedro Fernandes desde que ele era presidente do PFL Jovem do Rio, e ele sempre se posicionou diferente da mãe. O objetivo dele era avançar politicamente, não ser apenas um candidato de máquina e sim de opinião. Talvez essa seja uma forma dele mudar seu perfil político, ou seja apenas para ter mais votos como deputado estadual.

Os outros pré-candidatos ao governo do Rio em 2018

Além de Pedro Fernandes (PMDB) e Indio da Costa, até agora apenas se assumiu como pré-candidato Tarcisio Mota (PSol). Há também Omar Catito Peres (PDT) que se diz pré-candidato mas parece não contar com o apoio de seu partido.

Já Eduardo Paes (PMDB), que até quer sair do partido, mas até agora não se mostrou insatisfeito com a corrupção de seus colegas, tem de esperar a Lava Jato resolver se ele será ou não candidato. Enquanto isso Cesar Maia (DEM) diz não querer ser candidato, mas o seu partido, em especial seu filho Rodrigo Maia (DEM), tem insistido em sua candidatura.

Outros nomes são Bernardinho (NOVO) que diz que pode assumir essa bomba, mas tem evitado assumir a candidatura.Também comentam sobre o nome de Sergio Besserman (PSDB) mas tenho lá minhas dúvidas. E, claro, há o grande eleitor de 2018 no Rio que é a família Bolsonaro (Patriotas) que ainda não lançaram candidatos.

Deixe seu comentário

Quintino Gomes Freire8910 Posts

Diretor de mídias sociais na Agência B5, palestrante, publicitário, Defensor do Carioca Way of Life e Embaixador do Rio. Começou o Diário do Rio em 2007 e está a frente dele até hoje o levando ser um dos principais portais sobre o Rio de Janeiro.

15 Comentários

Deixar um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password