Rio de Janeiro, uma cidade poluída?

 

Ponte Rio Niterói por Rodrigo SoldonPesquisa da OMS divulgada hoje no Jornal Nacional traz um dado muito triste para cariocas orgulhosos como nós, o Rio de Janeiro é mais poluído que São Paulo. A Região Metropolitana do Rio tem uma concentração de 64 microgramas de partículas por metro cúbico de ar, contra 38 da de Sampa. E ainda supera cidades como Nova Iorque, Londres e Paris.

 

O Governo do Estado até deu algumas desculpas sobre a forma que a medição é feita no Rio é diferente da de São Paulo. Não acho que venha ao caso, é alarmante que nossa cidade hoje seja mais poluída que Cubatão, por exemplo. Especialmente se levarmos em conta o tanto de Mata Atlântica que temos espalhada por nossa cidade.

Trânsito, Poluição e 2012

Ano que vem tem eleições municipais é necessário que entre na pauta dos candidatos além da questão do trânsito, como falei aqui, uma discussão séria sobre o meio ambiente. Não no simplismo de plantar mais árvores ou multar indústrias. E sim entender que são necessárias alternativas para os carros.

 

A própria Organização Mundial de Saúde aponta a grande quantidade de carros nas zonas urbanas como uma das principais razões para a poluição das regiões metropolitanas. O trânsito está fazendo o carioca não só perder o seu tempo mas também a sua saúde.

Deixe seu comentário

Quintino Gomes Freire8878 Posts

Diretor de mídias sociais na Agência B5, palestrante, publicitário, Defensor do Carioca Way of Life e Embaixador do Rio. Começou o Diário do Rio em 2007 e está a frente dele até hoje o levando ser um dos principais portais sobre o Rio de Janeiro.

10 Comentários

  • gdevivas Reply

    11 de dezembro de 2011 at 10:26

    O Rio só mede os pontos de altíssimo trafego veicular. O mesmo nao ocorre em Sao Paulo. Por exemplo, a estacao que mede a poluicao do centrao paulistano fica dentro do Parque Pedro II, uma area verde. Esses detalhes fazem toda a diferenca. Enquanto o Rio foca o pior, Sao Paulo atenua medindo areas verdes. Sao metodologias que nao podem ser comparadas.

  • Carlos Frigerio Reply

    3 de outubro de 2011 at 02:06

    Morei em SP de 1973 a 1975 e nesse ano mudei pro RJ até 1978 por causa da poluiçao paulistana… muitos sofrimentos crônicos acabaram…. há bastante tempo que nao vi sito o RJ e nao sei como é que está agora porém, tenho ouvido criticas por vezes mui 
    to negativas à respeito dum incremento progressivo da poluiçao carioca… pode se pa
    rar isso ou pelo menos reduzir? 

  • Leandro Reply

    29 de setembro de 2011 at 16:35

    Pelo amor de Deus!

    Metodologias diferentes geram dados diferentes, o que torna o resultado da pesquisa, no mínimo, duvidoso. E não apenas no que diz respeito a Rio e São Paulo, mas a todas as outras cidades que participaram da pesquisa.

    Vocês vão me perdoar, mas qualquer pessoa que tenha passado pela universidade e tenha estudado algo sobre metodologia de trabalho científico se dá conta disso. E mesmo quem não passou, tendo um mínimo de pensamento crítico, chega a essa conclusão.

  • Roberto Silva RJ Reply

    28 de setembro de 2011 at 01:08

    Caro Giancarlo, o nível de poluição varia muito de acordo com o local em que se mora, estuda, etc… Há muitos fatores que influenciam nisso.
    Antes do comentário do Giancarlo, fiz algumas considerações sobre esse post, e seus comentários, na URL abaixo, que ficariam muito extensas nos comentários daqui.
    Convido a todos para que leiam e opinem, especialmente o autor do blog. Agradeço sua atenção.

    http://avidanaselva.blogspot.com/2011/09/rio-isso-e-so-por-que-li-postagem-sobre.html

  • Giancarlo Reply

    27 de setembro de 2011 at 23:26

    Eu me mudei de Curitiba pro RJ e minha filha tadinha sofreu muito com a poluição aqui, realmente não sei aonde que vem essa poluição, pois é uma cidade muito arborisada, talvez tem algum outro aspecto que faz com que a cidade seja poluida..Muitos carros nas ruas talvez, muitos ônibus, lixos nas ruas…Mas acho que se cada um fizer sua parte sabendo que podemos fazer algo pela cidade.

  • Jan Kruger Reply

    27 de setembro de 2011 at 11:23

    Como coloquei no post sobre o transito:
    1-Menos vagas publicas para carros nas ruas, aumentar calçadas e ciclovias.
    2-Pedágio Urbano e Imposto sobre combustível (1%)
    3-Estes para subsidiar transporte publico de maneira direta.
    4-TODOS ônibus com piso baixo e ar condicionado
     

  • Abigail Reply

    27 de setembro de 2011 at 09:03

    Pois é pessoal, até em termos de poluição ambiental estamos na “rabeira” de Sampa! É nós, todos “pimpões”, nos achando a “última bolacha do pacote” em termos de qualidade ambiental, ficamos atrás de Cubatão, uma densa área industrializada, principalmente de indústrias químicas mas, também é verdade, que o governo paulista fêz, há alguns anos atrás, um forte trabalho na região para melhorias ambientais, após o incêndio em Vila Parisi provocado por vazamento nos oleodutos da Petrobrás.
    E tem gente achando que a OMS foi subornada, divulgando esses resultados? Volto a repetir o que já escreví várias vêzes neste blog: vamos contemplar as belezas da nossa cidade, sem perder o foco nos seus diversos problemas e soluções para eles!

  • Ricardo Fontes Reply

    27 de setembro de 2011 at 04:20

    Muito estranho. O Rio de Janeiro nunca foi industrial, sempre prevaleceu a economia de serviços e o comércio. Além do mais a quantidade de áreas verdes é muito maior no Rio do que em Beijing, Xangai, São Paulo, etc. Além disso tem o mar, que é uma espécie de filtro natural. Engraçado, fui criado em São Paulo, sou carioca de nascimento, e tenho fortíssimos problemas com sinusite em São Paulo – que simplesmente desaparecem quando estou no Rio. Eu confio mais no meu nariz do que na OMS. Esta OMS está parecendo o DataFolha. Você acredita no DataFolha? Conhece quem acredita?

    Lembremos das maravilhosas caminhadas à beira-mar, com uma brisa marítima saudável. O Rio é mesmo muito saudável.

    É claro que, fazendo uma análise da movimentação do ar em São Paulo, que é um plano alto (planalto) – fica fácil compreender a dissipação bem mais fácil dos particulados no ar. Mas, no Inverno, em São Paulo, ocorrem inversões térmicas, o que retém a poluição no nível da cidade e forma uma espécie de cortina marrom, que até impede a visibilidade, prejudicando, sim a saúde.

    Muito estranho.
    Será que a OMS não aceitou um suborno?

    • Jan Kruger Reply

      27 de setembro de 2011 at 11:20

      Seu problema de sinusite provavelmente é catalizado em SP pela umidade menor, não por questões de poluição.

    • MarceloKaja Reply

      28 de setembro de 2011 at 07:56

      Cubatão tbem é rodeado de areas verdes, e é ´próximo do mar, é claro que quem vive na beira da praia na sinta essa poluição, agora já em Duque de Caxias, Nilópolis etc…..é outro ar. E não esqueçam que é citado as regi
      oes metropolitanas, e não só a cidade do Rio de Janeiro.

Deixar um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password