Sérgio Cabral renuncia em janeiro de 2014

Sérgio Cabral renuncia em janeiro de 2014

10

Entrevista para O Fluminense; Foto: Shana Reis; 2009O governador Sérgio Cabral (PMDB) deve renunciar mesmo. De acordo com o Painel da Folha de hoje, 22/6, Cabral avisou ontem a presidente Dilma (PT) que deixará o governo do estado no começo de janeiro.

O motivo da renúncia está bem longe de ser os protestos, é simplesmente uma jogada política, para que seu vice-governador, Luiz Fernando Pezão (PMDB), possa se tornar conhecido e competitivo para disputar a reeleição para governador em outubro de 2014. Nas pesquisas recentes Pezão está atrás de Lindbergh, Gabeira, Garotinho e Cesar Maia, praticamente empatado tecnicamente com Miro Teixeira (PDT).

A mudança não deve significar nenhuma guinada na administração, talvez alguma mudança no secretariado, já que muitos precisarão se desincompatibilizar para disputar as eleições de 2014.

Marcelo Freixo protocola Impeachment de Sérgio Cabral

Mas Sérgio Cabral vai precisar chegar até janeiro para renunciar. É que o deputado estadual Marcelo Freixo (PSol) protocolou o pedido de impeachment de Sérgio Cabral na última terça-feira. O pedido se baseia  na reportagem da revista “Veja” sobre o crescimento do  faturamento do escritório de advocacia da primeira-dama, Adriana Ancelmo, e que tem como clientes concessionárias e prestadoras de serviço que têm contrato com o governo do Estado do Rio. Não sabe? Leia aqui o post sobre o assunto.

Claro que não vai dar em nada, a ALERJ é quase totalmente formada por aliados do governador. Mas é sempre um desgaste para Sérgio Cabral.

Falando em Freixo o pessoal do Colesterol teve um bate papo com o deputado, escute:

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Quintino Gomes Freire
Diretor de mídias sociais na Agência B5, palestrante, publicitário, Defensor do Carioca Way of Life e Embaixador do Rio. Começou o Diário do Rio em 2007 e está a frente dele até hoje o levando ser um dos principais portais sobre o Rio de Janeiro.

Comente