Taxistas ou terroristas? - Diário do Rio de Janeiro

Taxistas ou terroristas?

0

lounge-do-uber-destruido

Ontem mais de 100 taxistas invadiram o lounge do Uber no Aeroporto Santos Dumont. Agrediram um motorista, a jornalista Ana Paula Renault, quebraram 2 Tvs, 2 geladeiras e depredaram 3 carros. Em março pararam o Rio de Janeiro em uma manifestação contra o Uber. Isso sem contar os tais dos buzinaços.

Pergunto aos cariocas, são taxistas ou terroristas? Destruir um local, tomar a cidade de refém, não é uma manifestação, não é um ato político, é puro terror! E, um detalhe a ser levado em conta, a Prefeitura e o Governo do Estado nada farão contra eles, continuarão a fazer os mesmos atos e ameaças.

Será que o carioca ainda se sente seguro em imaginar que um destes terroristas pode ser a pessoa que vai ser o seu motorista voltando de um bar? Ou que um dia pode dirigir para seu filho? É necessário que confiemos no táxi e essa confiança a cada dia se perde ainda mais.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Quintino Gomes Freire
Diretor de mídias sociais na Agência B5, palestrante, publicitário, Defensor do Carioca Way of Life e Embaixador do Rio. Começou o Diário do Rio em 2007 e está a frente dele até hoje o levando ser um dos principais portais sobre o Rio de Janeiro.

Comente