Venda de bebidas no entorno do Maracanã está liberada!

Não sou um grande fã de futebol, mas entendo que o evento não é só aqueles 90 minutos, e ver 20 camaradas correndo atrás de uma bola enquanto outros 2 tentam evitar que ela passe por eles. É torcer, é ir, comer e, claro, beber uma cerveja junto! Então sempre fui contra a ideia de proibir a venda de bebidas alcoólicas no entorno do Maracanã.

Por isso fico muito contente com a aprovação do Decreto Legislativo n° 1285/2017, de autoria do vereador Rafael Aloisio Freitas (PMDB), que autoriza a venda de bebidas alcoólicas em dias de jogos no entorno do Estádio Mário Filho – Maracanã. A medida foi promulgada na última sexta-feira (20) pelo presidente do Legislativo Carioca, vereador Jorge Felippe (PMDB), e já está em vigor.

A venda de bebidas alcoólicas no entorno do Maracanã estava proibida desde janeiro de 2009, quando o então prefeito Eduardo Paes (PMDB) emitiu o Decreto 30.417. O objetivo era pacificar os eventos e mitigar a recorrente prática de vandalismo, atos de violência e perturbação da ordem pública sob a influência de bebidas alcoólicas. A proibição ocorria exclusivamente nos dias de jogos e no período compreendido entre duas horas antes e duas horas posteriores ao evento.

Autor da medida que libera a venda de bebidas, o vereador Rafael Aloisio Freitas destacou que o entorno do Maracanã era o único local do Rio de Janeiro em que existia a proibição do comércio e consumo de álcool. Também afirmou que havia uma contradição entre o antigo decreto do Poder Executivo e a Lei Estadual nº 7.083/2015, que regulamenta a venda e o consumo de bebidas alcoólicas dentro dos estádios de futebol e permite o comércio de cerveja desde a abertura dos portões para acesso do público ao estádio até o final da partida.

De acordo com o parlamentar “a proibição não é a melhor forma de resolver o problema de nossa violência urbana, mas sim uma forma de punir as pessoas de bem, que consomem bebidas alcoólicas antes de assistirem às partidas de futebol realizadas no estádio, além de causar diversos prejuízos ao comércio local.”

Deixe seu comentário

Quintino Gomes Freire8908 Posts

Diretor de mídias sociais na Agência B5, palestrante, publicitário, Defensor do Carioca Way of Life e Embaixador do Rio. Começou o Diário do Rio em 2007 e está a frente dele até hoje o levando ser um dos principais portais sobre o Rio de Janeiro.

0 Comentários

Deixar um comentário

Login

Welcome! Login in to your account

Remember me Lost your password?

Lost Password