Foto: Divulgação

Com previsão inicial de instalar microchips em cem cães, o Pet Day Downtown quase dobrou a meta do evento, aberto às 10h deste domingo (12). Por volta das 13h, o IJV (Instituto Jorge Vaitsman) já havia usado sua primeira carga de cem microchips e precisou abrir uma segunda caixa, com mais cem. Ao todo, 180 cães foram microchipados.

Centro de medicina veterinária da Prefeitura do Rio de Janeiro, o IJV havia feito a primeira microchipagem pública em dezembro de 2019. Ela é importante para identificar cães, além de registrar seus históricos de vacinações, entre outros dados.

Temos o Imóvel que você procura. Block Imóveis

O retorno das atividades deu chance a cães como Zico. A publicitária Adriana Monteiro, de 38 anos, o adotara há dois anos e meio, mas, devido às interdições, ainda não havia conseguido microchipá-lo. “Foi a chance”, comemorou Adriana, que se divide entre o Rio e São Paulo, devido ao trabalho.

Adoções e brindes

Organizado pelo parque canino Clube do Totó e pelo projeto Bishow, o Pet Day Downtown ainda teve 45 cães e gatos adotados no evento, em tendas montadas pela American Pet, além de distribuição de brindes, brincadeiras e palestras com veterinários, sobre saúde e direitos dos animais de estimação.

O evento também teve apoio de outros órgãos da prefeitura, como o Centro de Controle de Zoonoses, da Secretaria Municipal de Proteção e Defesa dos Animais e da Comissão dos Direitos dos Animais da Câmara Municipal.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui