“Mermão, o bagulho tá doido!”

Como vocês sabem, sou carioca de alma, apaixonada por essa cidade!
Mas confesso que levei um certo tempo pra entender o significado de cada gíria e ainda hoje me surpreendo muito com algumas expressões!
O carioca é um povo tão maravilhoso, que fala um dialeto próprio, cheio de swing e simpatia e eu não tô falando da banda hein? Rá!

Se eu pudesse eleger qual gíria me representa, escolheria logo duas: CARACA! e FODA!
Acho que são as duas palavras que mais falo desde que me mudei para o Rio, há 12 anos!
CARACA e FODA servem pra tudo, dependendo da entonação!
Se surpreendeu com algo?
Caraaaacaaaa! Que foooodaaa!
Se desapontou com algo?
caraca. foda.

Daí, como o carioca é criativo e tem 5325676486787374 milhões de gírias diferentes, vamos listar aqui 19 expressões carioquíssimas, no volume I do nosso Pequeno dicionário Carioquês!
Mas Flu, tem muito mais!!!
– Eu sei povo!
Depois a gente faz o volume 2, 3 enquanto existir palavras! Combinado?

1- A gente já começa pedindo uma moralzinha!

2- É gratis! Opa!

3- Serve pra espanto, surpresa ou desapontamento, dependendo da entonação!

4- Belê, belezura, belezinha!

5- Qual é, só que diferente!

6- Sinônimo de “cara”, geralmente usado na Zona Norte.

7- Sinônimo de “cara”, geralmente usado na Zona Sul.

8- Quando você concorda com o que foi falado!

9- Quando a gente fica preocupado com algo ou com alguém ou não entendeu alguma situação.

10- Pilar da linguagem carioca! É tipo a versão carioca do “trem” mineiro.

11- dedo de seta, linguarudo, delator!

12- Geralmente expressa descontentamento.

13- sem problemas, tranquilo, de boas, por favor.

14- Vai embora, sai, cai fora!

15- Indica tanto um elogio quanto uma dificuldade, depende da entonação!

16- Muito legal, show de bola!

17- Aquilo que não deu certo.

18- Momento certo pra iniciar uma ação!

19- Pode indicar dificuldade, ou algo bom, ou algo impressionante!

Curtiu?
Conta aqui nos comentários quais gírias você usa no dia a dia! Quem sabe a sua sugestão aparece no volume 2 do nosso Pequeno Dicionário Carioquês?
Aproveita e segue a gente lá no instagram! Dá essa moral aê!!!

55 COMENTÁRIOS

  1. qual foi família
    blz
    ta ligado
    mo paz
    ficou top esse artigo mo paz se tiver mais brota air
    falou
    e ninguem mais usa pica nas calaxias e nem irado usa no luga de pica nas galaxias usa ficou top
    e no luga de irado usa ficou batendo …kkkkkk È isso aí eu 15 anos e é isso que os jovem usa hj em dia
    falou tchau

  2. Gíria DEDEU….
    Falada entre os garotos cariocas nas décadas de 1950/60.
    Tem uma propaganda da Volkswagen, em que um um funcionário japonês diz mais ou menos…
    ” Bom pra dedeu ”
    ” Forte pra dedeu ‘

  3. Tem uma que é muito engraçada: tu tá de sacatrás ? Tá de sacatrás ? Quer dizer : tá de sacanagem? Tá de sacanagem ,né mermão? Obs : e aquela da antiga : ” tomô um perdido ? Tomei um perdido .. O mesmo que : foi roubado ou fui roubado…

  4. Respondendo o que é Fé, e O Fé ,na minha comunidade.

    Fé-Fé = valeu ,valeu, (Chegando na roda de amigos só de passagem,dando só um alô, um olá)

    Fé = abreviado de fé em Deus ( Fé, fui = indo embora ,despedindo dos amigos)

    Ô fé = aquele cara que geral respeita,éconsagrado no meio de todos, bem chegado.

    Show,galera ,fé, fui …

    Show = valeu
    Muito show= Shoe de bola= muito bom

  5. Essa não é gíria, mas é muito falado no Rio de.Janeiro. “Bolsa de Supermercado” referente a sacola… De fato quê sacola e bolsa vem de “saco”(Origem Portugal).
    Tanto no dicionário formal como no informal, diz: Saco não tem alças. Sacola e um saco com alças. Bolsa um saco que é usado como carteira feminina para portar objetos e dinheiro.

  6. Fala, sou de Sampa mas tem uma gíria ou expressão que é usada atualmente que é a palavra “fé” ou “o fé”. Queria saber como é usada elas e o que significa. Valeu!

  7. Esqueceram, dentre outras, o FUI , que geral no Brasil está usando! Essa gíria foi criada na década de 90 pelo movimento Funk carioca! E e o CARACA tenho 56 anos e sempre usei! É usado em casos de espanto ou admiração!

  8. Faltou várias: ”ih, alá”, ”rala”, ”vaza”, ”pardal”, ”peidão”, ”lerdão”, ”fubá”, ”dá o papo”, ”papo reto”, ”papo dez”, ”é o aço”, ”ficou o aço”, ”é o trem” ”ficou bala” (quando o bagulho é maneiro), – o ”bagulho” em si, já foi esquecido. ”esse bagulho” ou ”esse bagulho aí/aê” ”aí/aê”, ”brabo”, ”imbica”, ”boladão”, ”palmear” ”palmeia”, ”palmeando”, ”atividade”, ”fica na atividade”, ”fala tu”, ”chefe/chefia” ”caozeiro”, ”jogador caro”, ”manja rola” (quando um maluco fica olhando pra tua rola ou sei lá o que, porque a gente não usa essa palavra, não usamos esse bagulho pra nada: ”manja” normalmente pra nada). ”brabão”, ”cria”, ”vai ficar de verdade”, ”marola”, ”marolei”, ”marolou”, ”marolar”, ”dá o aço/o trem/”, ”largar o aço/o bala”, ”show”, ”vai ser show”, ”vai ser o bala”, ”vai ser o trem bala”, ”trem bala”, ”moral de cria”, ”marcar bobeira”, ”de bobeira”, ”marca/marca aí”, ”deu mole”, ”deu molinho/deu molinho, mané, papo reto”, ”tá ligado”, ”se ligou?” ”menor”, ”mané”, ”bafão”, ”baforar um lança”, ”baforou”, ”largadão”, ”na pista”, ”dá uma largadão”, ”segura essa pica” (quando a gente se ferra), ”porrada seca” ”porrada seca pras novinhas”, ”só porrada seca”, ”alemão”, ”paraíba”, ”bananada”, ”valeu, valeu”, ”panguar”, ”panguão”, ”pangolar”, ”panguou”, ”pangolou”, ”mongol”, ”mongolóide”, ”mongolão”, ”motobola”, ”tilt”, ”papo de cria”, ”papo de visão”, ”papo de futuro”, ”papo de irmão”, ”já é”, ”jaé, jaé” (a gente também a palavra duas vezes quando a gente embora, as vezes), ”valeu” – pra quando tu vai embora ou quando tu vê um maluco assim na rua mesmo, a gente faz um hang loose pro cara ou só levanta o dedo e fala: ”valeu”, ou pode ser até de descontentamento, tu fala um bagulho e perturba alguém, aí ele responde: ”valeu”, ou então, tu conta um caô, aí o maluco ri e fala: ”valeu”, duvidando.

    A gente usa ”valeu” pra várias coisas, pra ir embora também, ao invés do ”falou”, a gente aperta a mão de um maluco qualquer ou dos nossos amigos e dá um ”valeu”. O ”nós” e o ”é nós” também são daqui. Tem também, quando a gente conversa com alguém, a gente vai conta uma história ou vai falando uma parada qualquer mesmo e falamos: ”ah, como, brabo, hein”, – a gente usa esse como antes do final da palavra: ”comprei uma moto bolada, como…” ou então, o como no final, – o que a gente mais faz.

    Temos uma infinidade de gírias mesmo. O ”Irado” eu nunca ouvi no Rio de Janeiro, eu sou de 2001, tenho dezoito na cara e nunca ouvi no Rio, eu acho, se eu ouvi, eu não lembro. A Globo mistura gente e fazia várias séries mostrando o Rio e botavam gírias misturadas de outros lugares. Nunca vi irado aqui, o ”pica das galáxias” até já, mas geral parou de usar faz tempo isso aqui, criamos e largamos porque muita gente de fora já tava copiando os bagulhos já, mas irado, eu nunca vi.

    Tiveram várias gírias daqui que foram espalhadas para outros lugares, o certo mesmo no bagulho eram esses gírias permanecerem aqui, muita gente não sabe nem usar.

    • ”puto e bolado”, ”putão” (quando a gente trata nossos amigos), ”sem neurose”, ”sem nexo”, ”desconexo”, ”bagulho desconexo”, ”bagulho nada à ver”, ”nada a ver”, ”feião” (quando tá tudo errado, tudo estranho, meio nada à ver”, ”todo errado”, tem uma infinidade aqui.

      • ”tirou onda”, ”tirei onda”, ”aula/aulas” (é quando o corte de cabelo fica maneiro ou algum outro bagulho maneiro acontece). ”divo”, (a gente rejeita essa palavra aqui. É uma ofensa, é que nem ser todo playboy, riquinho, meio viadão ou todo bonitão. A gente não gosta disso, fora daqui isso é elogio, aqui não funciona assim, esse bagulho).

    • Tem uma que é muito engraçada: tu tá de sacatrás ? Tá de sacatrás ? Quer dizer : tá de sacanagem? Tá de sacanagem ,né mermão? Obs : e aquela da antiga : ” tomô um perdido ? Tomei um perdido .. O mesmo que : foi roubado ou fui roubado…

  9. Gostaria de saber quando a gíria Caraca surgiu no Rio. Eu sou paulista e não me lembro de ter ouvido essa giria antes de 2000, mas na novela Verão 90 da Globo ela já aparece. É tão antiga assim?

      • Nossa… o “caraca” é bem antigo… eu era pequena (7 ou 8 anos) quando falava, tenho 34. Naquela época, o “caramba” era reprovado por alguns avós.. rs diziam q era palavrão, e o “caraca” era a alternativa.

    • A Globo nem sabia e nem sabe direito as gírias que nós usamos, eles misturam várias pessoas de vários lugares diferentes e botam gírias nada a ver, não se baseia em Globo. No Nordeste, tem gírias lá que eles erram, em São Paulo também.

    • BOLADO é MUITO MAIS QUE ISSO. Artigo querendo botar banca achando bonito ser feio.

      Quem comentou também teve a manhã de ignorar a BOLADONA e o BOLADÃO.

      NEM PARADA chega perto de tudo aquilo que BOLADO, BOLADONA e BOLADÃO significam. Servem pra TUDO.

      Parada só serve para coisas.

      BOLADO, BOLADONA e BOLADÃO servem para TUDO, para TODOS, para TODO MUNDO.

      Se parada é o pilar da p*rra toda, BOLADO BOLADÃO e BOLADONA são o CHÃO do qual o pobre polar depende pra ficar de pé.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui