Hoje, sexta (12/10), começaram os programas eleitorais do 2º turno para presidente e governador do Rio em 2018. Mas vamos ao que importa, os programas eleitores de Wilson Witzel (PSC) e Eduardo Paes (DEM) já começaram com troca de acusações entre os 2 candidatos.



O de Witzel que, ao que parece, errou ao trocar de produtora da do PSC (o que gerou desconforto no partido). O programa começa mal, com um jingle longo, e logo depois trata a atacar Paes e o MDB, o que todo mundo já está cansado de saber. O maior problema é não ter usado para se apresentar, já que um dos principais ataques de seus adversários é o fato de ser desconhecido, como bem citou Bruno Kazuhiro em sua coluna de ontem.

Já o vídeo de 5 minutos de Paes, obviamente é mais bem produzido, até por sua campanha ser mais rica. Ele usou o tempo para mostrar sua biografia política, atacar Witzel com a questão de ter saído de uma vara criminal no Espírito Santo por medo do crime organizado, e terminou com propostas para a segurança, economia e corrupção.

Mas, como bem mostrou esta eleição, Tv não importa muito.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui