Miguel Proença

O pianista gaúcho Miguel Proença, presidente da Funarte, estava saindo do Teatro Dulcina, do lado da Câmara dos Vereadores e tropeçou em uma pedra na calçada e como consequência quebrou o braço direito e foi operado de urgência, somente após um mês terá o sinal verde para voltar a tocar piano.

Nelson Freire

Já o pianista mineiro Nelson Freire, estava passeando na Barra da Tijuca, também em uma calçada e tropeçou em uma pedra, fraturando o úmero, o que resultou também na cirurgia que foi submetido ontem.

Dois pianistas, dois tombos, e a solidariedade da coluna aos dois grandes artistas brasileiros. Esperamos aplaudir Miguel Proença e Nelson Freire logo e desejamos pronto restabelecimento.

2 COMENTÁRIOS

  1. Bom dia!

    Excelente alerta à prefeitura do Rio e excelente para saúde dos pianistas, que por lá passeiam.

    Contudo, sugiro revisarem as manchetes antes da publicação:

    “2 pianistas, 2 tombos causado por pedras soltas nas calçadas do Rio”

    O “causado” não acompanha o plural de “tombos”.

    Fica a dica!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui