Foto: Leonardo de França/Brasil de Fato

No Rio de Janeiro, o Bolsa Família presenciou um movimento de expansão entre 2011 e 2014. Após um breve período de retração entre 2015 e 2017, o número de famílias atendidas voltou a crescer. No ano de 2020, a média anual de atendidos no RJ pelo foi de mais de 900 mil. Tal valor é o mais alto da série histórica, que tem início em 2011. Os dados são do Ministério da Cidadania e foram analisados pelo Instituto Rio 21.

Média anual de famílias que receberam o Bolsa Família, por ano. Fonte: Ministério da Cidadania. Elaboração: Instituto Rio21.

O ano que exibiu maior encolhimento foi o de 2017, no qual a quantidade de famílias beneficiárias diminuiu em 4% em relação ao período anterior. Em contraste, os anos em que o programa sofreu maior ampliação foram 2012 e 2018, ambos apresentando um crescimento de 8% em relação ao ano anterior.

Taxa média anual de crescimento do número de famílias que receberam o Bolsa Família, por ano. Fonte: Ministério da Cidadania. Elaboração: Instituto Rio21

Em maio deste ano, 5.654 famílias foram atendidas pelo programa Bolsa Família a cada 100 mil habitantes no Estado do Rio de Janeiro. A taxa do Rio fica logo abaixo da nacional, que é de 6.940 famílias a cada 100 mil habitantes. A unidade federativa que apresentou o maior número de famílias atendidas, considerando o tamanho da população, foi o Piauí, com um índice de 14.047 famílias a cada 100 mil habitantes.

Quantidade de famílias que receberam o Bolsa Família em maio a cada 100 mil habitantes, por UF. Fonte: Ministério da Cidadania. Elaboração: Instituto Rio21

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui