2022 começa com a tradicional Benção dos Capuchinhos na Tijuca

A cerimônia aconteceu na Basílica de São Sebastião e contou com a presença de Dom Orani Tempesta, que rezou a Trezena de São Sebastião

Dom Orani Tempesta durante a tradicional Benção dos Capuchinhos no Santuário Basílica São Sebastião

O início de um novo ano é um momento de pedir que os nossos dias sejam melhores e mais prósperos e, é também o momento de agradecer pela vida, pela saúde e por todas as dificuldades ultrapassadas. À medida que a vacinação contra a Covid-19 avança no Rio de Janeiro, os religiosos desenvolvem mais segurança para voltar às suas atividades presencias.

Nesta sexta-feira (7), centenas de fiéis compareceram ao Santuário Basílica de São Sebastião dos Frades Capuchinhos, na Tijuca, na Zona Norte do Rio, para a tradicional Benção dos Capuchinhos, cerimônia celebrada na primeira sexta-feira de cada mês, mas que registra uma procura maior em janeiro, em razão do início de um novo ano.

Empossado pároco e reitor do Santuário, em 3 de novembro de 2019, Frei Jorge Luiz de Oliveira falou durante a celebração sobre a tradição da renovação de votos por parte dos fiéis diante do ano que se inicia.

“A primeira sexta-feira do ano tem sempre essa característica especial para a cidade do Rio de Janeiro, quando a população, os devotos e o povo vêm à Basílica de São Sebastião colocando nas mãos de Deus seus pedidos de bênçãos, de saúde, de paz, de proteção. Sobretudo diante dessas dificuldades todas que nós vivemos”, afirmou o religioso.

A primeira missa do dia foi oficiada às 5h da manhã, sendo as demais celebradas de hora em hora. A última missa foi realizada, às 18h, pelo arcebispo do Rio, Cardeal Orani Tempesta, que rezou a Trezena de São Sebastião, em preparação para a festa do Padroeiro da Cidade do Rio de Janeiro, no dia 20. As bênçãos aconteceram, sem aglomerações, com aspersão de água benta no pátio.

A Benção dos Capuchinhos, que é considerada patrimônio cultural do município, costuma atrair cerca de 40 mil pessoas. Na edição de 2022, todos os protocolos sanitários para coibir as expansão da Covid-19 foram exigidos aos fiéis.

Em 2021, em decorrência da pandemia a basílica encontrava-se fechada. Por isso, a benção com água benta foi feita através das grades da igreja. Nos últimos 2 anos, a cerimônia também foi transmitida ao vivo pelo facebook.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui