O Rio de Janeiro mostrou que pesquisa não vale tanto, na verdade, não vale nada. O juiz Wilson Witzel (PSC), com pouquíssimo tempo de Tv e durante toda a eleição aparecendo com menos de 5%, na reta final dispara e chega a mais de 40%, tomando o lugar no 2º turno de Romário (Podemos), Indio da Costa (PSD) e Tarcísio Motta (PSol). Enquanto isso, Eduardo Paes (DEM) que figurou nas últimas pesquisas acima dos 25%, terminou abaixo dos 20%.

Agora, Witzel e Paes vão disputar o 2º turno e em confrontos diretos. Enquanto o ex-juiz contará com o provável apoio do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), Paes terá de contar com seu gogó, mas terá muita dificuldade, o candidato zebra precisa apenas ganhar 10%. E ainda poderá vir com o discurso da ética, o qual está longe de Paes, muito longe.



O ex-prefeito do Rio terá de contar com os votos do PSol, PT, PDT e Romário, os de Indio devem caminhar com Witzel mesmo. Será que Paes vai conseguir fazer essa costura? Tem de lembrar que agora o tempo é igual e, o ex-juiz, que era um desconhecido, será visto por todos.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui