Apreensão de armas de fogo no Estado do Rio aumentou nos últimos seis meses / Reprodução: Internet

Um levantamento realizado pela Subsecretaria de Inteligência (SSI) da Secretaria de Estado de Polícia Militar do Rio de Janeiro e divulgado na última quinta-feira (1/07), revelou que a PM apreendeu 3.458 armas de fogo no primeiro semestre de 2021. A quantidade de armas tiradas de circulação no Estado é superior à registrada no mesmo período do ano passado, 3.430. Também houve, segundo a PM, um aumento de quase 20% na apreensão de fuzis: 182, nos seis primeiros meses deste ano, contra 153 no mesmo período do ano passado.

De acordo com a SSI, os agentes da Polícia Militar prenderam 16.578 criminosos e apreenderam, no mesmo período, 2.031 adolescentes envolvidos em atividades ilícitas. A conclusão do levantamento do primeiro semestre de 2021, mostrou ainda que a PM do Rio apreendeu, entre janeiro de 2019 e junho de 2020, 18.171 armas de fogo, entre as quais 936 eram fuzis.

Ao avaliar os resultados do relatório elaborado pelo SSI, o Secretário de Estado de Polícia Militar, Coronel Rogério Figueredo, destacou a eficiência do trabalho policial no que diz respeito às apreensões de armas, além de destacar o grande desafio que os policias e a população enfrenta no cotidiano, com tantas armas circulando pelo Estado. “Retiramos de circulação quase 20 mil armas, entre fuzis, pistolas, revólveres, granadas, metralhadoras, espingardas e outras. Esse número revela o trabalho incansável dos policiais militares em defesa da sociedade, mas revela também o tamanho do nosso desafio”, disse o coronel.

Para combater o tráfico de armas, as autoridades policiais do Estado lançarão até o final de julho, o programa Cinturão de Divisas, o qual contará com “policiamento permanente, 24 horas por dia, com a instalação de 15 postos nas rodovias estaduais nos pontos de divisa entre o Rio de Janeiro e os estados da Região Sudeste – São Paulo, Minas Gerais e Espírito Santo”, segundo o secretário Rogério Figueredo.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui