O Natal está aí e, com ele, vêm os tradicionais presentes que as pessoas recebem umas das outras.

Pensando nisso, e trazendo a situação para o âmbito esportivo, o DIÁRIO DO RIO lista os ”presentes de Natal” ideais para cada um dos 4 grandes times do futebol carioca, isto é, sugestões de jogadores com possibilidades reais de serem contratados pelos respectivos clubes e que agregariam qualidade aos elencos. Confira.

BOTAFOGO: Rafael e Fábio (laterais)

Embora tenham sido revelados pelo rival Fluminense, os gêmeos Rafael (lateral-direito) e Fábio (lateral-esquerdo), de 29 anos, são assumidamente botafoguenses.

NA Europa desde 2008, quando ambos foram contratados sob muita expectativa pelo Manchester United, da Inglaterra, os irmãos jogam atualmente na França, no Lyon e no Nantes, respectivamente.

Tanto Rafael quanto Fábio têm contrato com seus respectivos clubes até junho de 2021 e já declararam que gostariam de jogar no Botafogo quando ficarem livres no mercado. Porém, como não são titulares absolutos em suas equipes, por que esperar até lá para isso se concretizar?

Rafael e Fábio assitindo a jogo do Botafogo no Estádio Nilton Santos – Foto: Reprodução/Internet

Apesar das dificuldades financeiras que enfrenta o Botafogo, valeria, neste caso, a vontade dos atletas de defenderem a camisa alvinegra.

Se em 2019 o time botafoguense conviveu com críticas em relação às atuações de seus laterais, tanto na direita quanto na esquerda, Rafael e Fábio certamente chegariam para acabar com isso.

FLUMINENSE: Fred (atacante) e Thiago Silva (zagueiro)

Aqui, fazemos questão de trazer 2 ídolos da torcida tricolor.

Bicampeão brasileiro (2010 e 2012), Fred, de 36 anos, é considerado por muitos como o maior ídolo recente do Fluminense e um dos principais de toda a história do clube.

Contratado em 2009, deixou as Laranjeiras somente em 2016 e atualmente é jogador do Cruzeiro, com quem tem contrato até o final de 2020. O time mineiro, porém, rebaixado à Série B no ano que vem e enfrentando uma enorme crise financeira, provavelmente não dificultaria sua saída, devido ao alto salário do atacante.

Em relação à performance dentro de campo, Fred, devido à idade, já não é mais o mesmo centroavante brilhante de sua passagem anterior pelo Fluminense, mas certamente, como se diz na gíria, ainda ”dá um caldo” e acrescentaria qualidade ao elenco tricolor.

Fred sendo carregado após o título brasileiro de 2012, em partida diante do Palmeiras – Foto: Reprodução/Internet

Outro jogador que também teve passagem relevante pelo Flu, sendo campeão da Copa do Brasil (2007) e vice da Libertadores (2008), e até hoje é reverenciado pela torcida tricolor, é o zagueiro Thiago Silva.

Atualmente com 35 anos, o ”Monstro” – apelido carinhosamente dado pelos torcedores do Fluminense ao atleta – defende atualmente o Paris Saint Germain e tem vínculo com o time francês até o final de junho de 2020. Ou seja, já está às vias de poder, perante a lei, assinar um pré-contrato com qualquer outra equipe.

Thiago Silva comemorando gol sobre o Boca Juniors, na Libertadores 2008 – Foto: Reprodução/Internet

Teoricamente, neste caso, a chegada de Thiago às Laranjeiras seria muito mais plausível de acontecer após o fim de seu contrato com o PSG, e não seria difícil esperar por isso.

Tanto Fred quanto Thiago Silva já demonstraram publicamente vontade de retornar ao Fluminense para encerrar suas respectivas carreiras. E isso parece estar mais perto do que nunca.

Fred e Thiago Silva podem ser companheiros de Fluminense num futuro próximo – Foto: Reprodução/Internet

VASCO: Germán Cano e Alex Teixeira(atacantes)

Se em 2018 o Vasco teve um Maxi López brilhando no Campeonato Brasileiro, em 2019 o Cruzmaltino penou no quesito ”centroavante” durante todo o ano. Tanto o próprio argentino, que deixou o clube em maio, quanto Tiago Reis e Ribamar, não conseguiram se firmar na posição. Por vezes, Marrony, que é segundo-atacante de origem, teve que desempenhar a função.

Para 2020, visando não passar o mesmo sufoco deste ano, uma das principais prioridades da diretoria vascaína, logo de cara, é a contratação de um centroavante que chegue para ”resolver” o problema. E o nome mais falado, no momento, é o do argentino Germán Cano, que recentemente deixou o Independiente Medellín, da Colômbia, e está livre no mercado.

Desconhecido de boa parte do público brasileiro, Cano tem 31 anos e 1,76m. Destro, tem como características principais o chute ”seco” e certeiro e o bom posicionamento para concluir as jogadas.

Germán Cano celebrando gol pelo Independiente Medellín – Foto: Reprodução/Internet

Além disso, diferentemente dos centroavantes que passaram pelo Cruzmaltino em 2019, citados anteriormente, Germán Cano não é fixo de área, isto é, sabe se movimentar pelos flancos, e tem certa velocidade. Acredita-se que agregaria bastante qualidade ao ataque do Vasco.

E para municiá-lo, seja jogando como meia-armador ou pelas pontas, onde começou a carreira e se destacou, o sonho de consumo dos torcedores cruzmaltinos é Alex Teixeira.

Revelado pelo Vasco em 2009, Teixeira joga atualmente no Jiangsu Suning, da China. Seu contrato se encerra em dezembro de 2020.

Alex Teixeira comemorando gol pelo Vasco em 2009 – Foto:Reprodução/Internet

Para retornar agora ao Vasco, Alex, de 29 anos, teria que “suar” para convencer os chineses a liberá-lo, tarefa esta considerada difícil para o momento.

O jogador é muito desejado pelos torcedores, ainda mais depois do “boom” no número de sócios. Quando seu contrato terminar, daqui 1 ano, a expectativa por seu retorno será enorme. Resta saber se isso pode ser antecipado para já.

Alex Teixeira em visita recente a São Januário; jogador pode voltar para o Vasco em breve – Foto:Reprodução/Internet

FLAMENGO: Permanência de Gabigol e/ou chegada de Neymar (atacantes)

Neste caso, como o Flamengo de 2019 é muito encaixado e praticamente não há espaço para chegadas ao time titular, o principal “presente de Natal” para a torcida seria a permanência de Gabigol, que tem contrato com o Rubro-Negro somente até o dia 31/12.

Se no Vasco o time teve sérios problemas em relação a seu centroavante na temporada, no Flamengo foi o oposto. Fazendo jus a seu apelido, Gabriel Barbosa foi artilheiro tanto do Campeonato Brasileiro (25 gols) quanto da Libertadores (9 gols), sendo peça fundamental – junto com Bruno Henrique – para os 2 títulos rubro-negros.

Vinculado à Inter de Milão, Gabigol criou muita identificação com o Flamengo e, ao que parece, deseja permanecer. Porém, não será tarefa fácil para o Rubro-Negro, devido à enorme valorização que o atacante teve em 2019. Será necessário muita conversa com os italianos para convencê-los a emprestar novamente Gabriel – o que parece improvável – ou para vendê-lo por um preço que o Fla possa pagar. Certamente, será uma novela e os capítulos já são muito aguardados.

Gabriel Barbosa comemorando um de seus gols na final da Libertadores 2019 – Foto: Reprodução/Internet

Caso não consiga permanecer com Gabigol e queira presentear a torcida com um reforço – trocadilhos à parte – de outro patamar, o nome da vez para o ataque rubro-negro é o de Neymar. Isso mesmo, você não está lendo errado.

O atacante brasileiro, atualmente com 27 anos e jogador do PSG, tem contrato com o time francês até junho de 2022.

“Memes” de Neymar com a camisa do Flamengo já circulam nas redes sociais – Foto: Reprodução/Internet

Porém, devido à sua passagem pela França não ser como o esperado, em todas as janelas de transferência recentes seu nome é cogitado para deixar o clube. Na última, inclusive, em meados de 2019, por muito pouco não acertou seu retorno ao Barcelona, da Espanha.

Como é um jogador internacionalmente ainda muito valorizado, um retorno de Neymar ao futebol brasileiro para já pode soar como “loucura”, mas não é. Devido ao grande sucesso recente do Flamengo e ao aporte financeiro que tem o clube, a contratação, por empréstimo de 1 ano, não seria impossível.

No Brasil, jogando num clube organizado e num time muito encaixado, Neymar teria plenas condições de retomar seu ótimo futebol e ainda teria no mínimo mais 1 ano e meio de contrato com o time francês, que poderia, em 2021, aproveitá-lo ou vendê-lo. Seria um contexto similar à contratação de Gabigol no início de 2019.

Vale destacar que Gabigol e Neymar são jogadores de características diferentes. Enquanto o primeiro é mais centroavante, o segundo joga pelos lados do campo. Os 2, inclusive, se completariam caso jogassem juntos.

Com isso, caso Neymar fosse contratado para substituir Gabigol, o jeito de jogar do Flamengo mudaria um pouco. Mas sem perder qualidade técnica, pelo contrário.

E aí, torcedor botafoguense, tricolor, vascaíno e rubro-negro, aprova os possíveis “presentes de Natal”? Hohoho.

3 COMENTÁRIOS

    • Cada um com seus ídolos e bons exemplos, né baba ca!?

      Pra uns, sonegar não é nada demais. Que um jogador queira sempre ser o escolhido. Que o lugar dele esteja marcado. Mas a verdade é que Neymar não é bom exemplo pra ninguém.

  1. Neymar como presente?
    SE o Flamengo trouxer Neymar, eu arrumo outro Time para torcer!!!

    Assim como parei de usar o perfume da Guy Laroche (e nunca mais comprei nada da marca) desde quando ela resolveu colocá-lo para fazer propagando e também sua assinatura no frasco.

    Prefiro o Cristiano Ronaldo!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui