Neste Dia Nacional do Samba, apesar da pandemia que não nos deixa comemorar de fato, listamos 9 sambas que em suas letras, contam histórias do Rio.

Nos links clicáveis, você pode relembrar as letras e ouvir seu samba preferido na voz de grandes interpretes.

1- Aqueles Morros – Bezerra da Silva

A letra e musicalidade genial de Bezerra da Silva, fala sobre a urbanização da cidade do Rio de Janeiro e a formação das favelas, que começaram a compor a paisagem da cidade ainda durante a Primeira República.

2- Meu Lugar – Arlindo Cruz

Considerado um hino do subúrbio carioca, a letra que exalta Madureira e seus arredores, virou os holofotes para o bairro da zona norte carioca e arrebatou o Brasil com a versão para Avenida Brasil, novela sucesso da TV Globo.

3- Doce Refugio – Fundo de Quintal

Em “Doce Refúgio”, o grupo Fundo de Quintal, fala sobre a tradicional roda de samba que atrai cariocas e turistas, com muito samba de raiz, improviso e partido alto.
Outra tradição cantada na música é a árvore tamarineira, que fica bem na entrada do lugar. Ela é vista pelos membros do Cacique como produtora de sorte.

4- Saudades da Guanabara – Moacyr Luz

Em parceria com os célebres Aldir Blanc e Paulo César Pinheiro, a música fala da saudade de um Rio de outra época, com bem menos desigualdade social, violência e poluição.

5- Pelo Telefone – Donga / Mauro de Almeida

Primeira música gravada como “samba”, em 1916, “Pelo Telefone” descreve o cotidiano da cidade na época, incluindo o jogo de roleta no Largo da Carioca.

6- Alvorada – Cartola

A história de “Alvorada” começou numa madrugada, quando Cartola e Cachaça, descendo o morro do Pendura a Saia, na Mangueira, sentiram-se impressionados com os primeiros raios de sol que iluminavam o cenário, contrastando a beleza da cena com o sofrimento dos moradores do lugar.

7- A voz do Morro – Zé Keti

“Eu sou o samba, sou natural daqui do Rio de Janeiro…”
A canção composta em 1952 por Zé Keti, exalta o samba, ritmo característico dos morros cariocas. Considerada o maior sucesso do compositor, a música foi gravada por dezenas de artistas como Francisco Egídio, Cláudia Moreno, Jair Rodrigues, Demônios da Garoa e Luiz Melodia.

8Alma Boêmia – Toninho Geraes / Paulinho Rezende

Nos versos, o mineiro Toninho Geraes, em parceria com o compositor carioca Paulinho Rezende, exalta o universo da boemia carioca, passando pela Gamboa, Lapa, até chegar no Morro dos Prazeres em Santa Teresa.

9- Estrela de MadureiraAcyr Pimentel / Cardoso

Samba composto para inicialmente disputar o samba enredo da GRES Império Serrano em 1975, fala sobre a atriz e vedete Zaquia Jorge, a “Estrela do Subúrbio” ou “Vedete de Madureira”, porém perdeu na disputa interna da escola.
Acabou sendo regravado após o Carnaval, por Roberto Ribeiro, sob o título “Estrela de Madureira”, fazendo mais sucesso que o samba que efetivamente foi para a avenida.

Qual outro samba deveria entrar nesta lista?

Deixe sua sugestão e aproveita para compartilhar o post com os amigos!
Marque #diariodorio nas fotos da cidade e faça parte do nosso Mural de AMOR ao Rio no INSTAGRAM! Vem!

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui