99: Rio de janeiro recebe categoria exclusiva para mulheres

O 99Mulher oferece a possibilidade de motoristas mulheres atenderem apenas passageiras, modalidade registrou zero ocorrências durante testes

Imagem apenas ilustrativa | Foto: Cleomir Tavares/Diário do Rio

A partir de segunda-feira (8/3), Dia Internacional da Mulher, as motoristas cariocas parceiras da 99 poderão usar uma nova categoria exclusiva para elas – o 99Mulher. A ferramenta permite que motoristas mulheres possam escolher transportar apenas passageiras.

As condutoras poderão a qualquer momento ligar ou desligar a funcionalidade por um botão no aplicativo. A companhia checa as informações através de documentação e de verificação facial. Já as passageiras são avisadas que foi enviada uma motorista exclusiva para mulheres.

O recurso foi lançado em forma de teste pela empresa no fim de 2019 em Santos, Campinas, Goiânia, Manaus, Recife, Fortaleza, Belém e Teresina. No início do ano, foi expandido ainda em fase beta para Macapá, Cascavel, Cuiabá, Juiz de Fora, São José dos Campos, Maceió e Jundiaí. Agora, a ferramenta está disponível na cidade do Rio de Janeiro e em todas as regiões do país.

Resultados

De acordo com a empresa, mais de 78 mil corridas já foram feitas pela categoria nos últimos seis meses. Em testes de eficácia realizados em fevereiro, zero casos relacionados à segurança aconteceram em corridas do 99Mulher.

A iniciativa ajudou ainda a reduzir em 5% das ocorrências de assédio, por milhão de corridas, entre julho e dezembro de 2020. “Nossa expectativa é que o lançamento nacional diminua ainda mais os casos, especialmente contra as mulheres”, diz Pâmela Vaiano, Diretora de Comunicação da 99.

Tecnologia de ponta e atendimento humanizado

Além da nova funcionalidade, a 99 investe continuamente em tecnologia de ponta e atendimento humanizado para prevenir, proteger e acolher motoristas e passageiras mulheres. Entre elas está o Rastreador de Comentários, uma tecnologia que identifica assédios e prioriza acolhimento e suporte à vítima.

A inteligência artificial foi desenvolvida em parceria com a consultoria feminista Think Eva e rastreia automaticamente denúncias de assédio deixadas nos comentários ao fim das corridas. O sistema consegue ler esses comentários e identificar uma série de palavras e contextos que podem estar relacionados a assédios, verificando não apenas termos isolados, mas contextos onde eles estão inseridos. Hoje, são 1020 palavras e inúmeros contextos mapeados.

Com ajuda do Rastreador e de um atendimento humanizado feito às mulheres, 9 em cada 10 usuárias voltaram a usar o app após uma ocorrência. Em média, são 730 assediadores identificados e bloqueados por semana, entre motoristas e passageiros. Mais de 87% das denúncias deixadas nos comentários foram detectadas pela ferramenta em 2020, contra 80% no ano anterior.

Mais mulheres na direção

O 99Mulher, o Rastreador de Comentários e outras tecnologias como o Compartilhamento de Rota, a Gravação de Áudio e as Câmeras de Segurança da 99 são parte de um programa para oferecer independência financeira e mais segurança às motoristas, o Mais Mulheres na Direção. De acordo com a empresa, o objetivo é aumentar a base de condutoras no aplicativo, fornecendo mais segurança também para passageiros e passageiras.

Entre as ações estão cursos voltados exclusivamente às mulheres, como empreendedorismo e finanças pessoais, além de benefícios, premiações e descontos especiais para elas

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui