Sergio Cabral Pelo jeito a nomeação do Coronel Gilson Pitta Nunes só serviu para aumentar o descontentamento entre os oficiais da Polícia Militar, afinal, Cel. Pitta agora está com fama de traidor e de quem não cumpre a palavra. Afinal, ele teria assinado documento, junto com outros oficiais, que não aceitaria o cargo de Comandante da PM ou de Chefe do Estado Maior. Pois ele aceitou, e isso é sério, porque mostra aos outros oficiais que não pode confiar no que fala ou assina, pelo menos é a impressão que passa.

Hoje vários coronéis e comandantes de batalhão deixaram seu cargo a disposição, e pedindo o retorno do Cel. Ubiritan Ângelo e a exoneração do Secretário de Segurança Pública, José Mariano Beltrame, o que é, claro, um absurdo. Mas a sinuca de bico em que se meteu Cabral, foi partir para o confronto com os membros da PM, achando que a reclamação pelo aumento do salário é só de meia dúzia, o que não é.

Tanto não é que o Diário de Um PM, um blog que tinha dado uma pausa voltou para vocalizar a insatisfação dos integrantes da organização. Ainda há outros blogs feitos por outros PMs que repetem a mesma insatisfação com salários que agora já vai contra o próprio novo comandante, o secretário e o governador.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui