O teste desta vez foi em dose dupla, com as duas versões do novo Peugeot 208. A mais econômica, com motor 1.2 e 3 cilindros foi testada na viagem à serra gaúcha (RS). Já a versão esportiva turbo, chamado de 208 GT foi testada somente dentro da cidade, no Rio (RJ). Em ambos os testes as novidades surpreenderam no desempenho num todo.

Peugeot 208 1.2 de 3 cilindros

Chamado de PureTech, o motor 1.2 de três cilindros chega para substituir o antigo 1.5 de quatro cilindros. A novidade da companhia francesa rende 90 cavalos e 12,9 mkgf de torque com etanol.

De acordo com a Peugeot, em relação ao modelo anterior de 1.5, essa nova versão de 1.2 é até 37% mais econômico na cidade. Ele ainda gasta 25% menos que os concorrentes na estrada. Na viagem podemos notar que o compacto foi mesmo um campeão em autonomia, mesmo utilizando somente gasolina.

O espaço interno é contido, especialmente atrás, como em qualquer compacto. Quem é baixinho se dá bem , 1,75 m se abrigam bem no banco traseiro, mas passageiros mais altos irão sentir falta de espaço para a cabeça. Já nos bancos dianteiros não há limitação de espaço. O porta-malas leva razoáveis 285 litros que na viagem deu conta de muitas malas. No banco traseiro ele ainda levou muito bem 2 pessoas confortavelmente e ainda com uma mala no meio do banco.

O G1 já tinha listado um infográfico com os principais concorrentes desse novo Pegeout 208 1.2, veja neste link.

Mesmo com apenas 90 cv, o desempenho do 208 não desaponta. Somente em uma estrada que precise de uma ultrapassagem, ele pede a redução de marcha. Mas nada que se torne um grande inconveniente, principalmente quando a contrapartida vem em um excelente consumo. Durante o teste na viagem pela serra gaúcha ele fez em média 14,5 km/l na gasolina com o carro bem cheio.

O custo benefício do modelo pode ser um dos principais pontos positivos para venda, além de todos os itens de série e o teto panorâmico ser um diferencial da marca francesa.

Ficha técnica

  • Preço R$ 51.190
  • Motor flex, diant., transv., 3 cil., 1.199 cm3, 12V, 90/84 cv a 5.750 rpm, 13/12,2 mkgf a 2.750 rpm
  • Câmbio manual, 5 marchas, tração dianteira
  • Suspensão McPherson (diant.) / eixo de torção (tras.)
  • Freios discos sólidos (diant) / tambor (tras.)
  • Direção elétrica, 11,2 m (diâm. giro)
  • Rodas e pneus liga leve, 195/60 R15
  • Dimensões comprimento, 397,5 cm; altura, 147,2 cm; largura, 170,2 cm; entre-eixos, 254,1 cm
  • Equipamentos de série ar dual zone, teto solar, central multimídia, sensor de estacionamento

A grande chamada da campanha do novo 208 é de ser atualmente o carro de entrada “mais econômico do Brasil”, segundo a empresa.

Peugeot 208 1.6 GT

A “cereja do bolo” vem com a nova versão topo de linha. Além de ser a mais completa, ela chega com força para bater de frente com o Renault Sandero RS, o Fiat Punto T-Jet e até o Citroen DS 3.

No GT motor 1.6 THP, turboflex, de 173 cv. Além disso, acertos próprios de suspensão, direção e escapamento, além de freios redimensionados em 1,7 cm no diâmetro e 0,6 cm na espessura. As rodas traseiras recebem discos sólidos (contra tambores nas demais versões). Segundo a empresa, a aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 7,6 segundos, com máxima de 220 km/h.

Não existem opcionais para o modelo turbo, mas a lista de equipamentos é recheada desde seis airbags, até espelhamento de celular por Apple CarPlay e Android Auto.

Os freios maiores, a direção precisa e o câmbio de seis marchas com engates justinhos completam a diversão ao se dirigir o novo GT.

Ficha técnica:

  • Preço: R$ 81.990
  • Motor: 4 cilindros em linha 1.6, 16V, duplo comando variável, turbo, injeção direta;
  • Câmbio: manual, seis marchas;
  • Suspensão: pseudo McPherson (d) e eixo de torção (t);
  • Freios: discos ventilados (d) e discos sólidos (t);
  • Direção: elétrica;
  • Pneus: 205/50 R17;
  • Dimensões: 3,975 m (c), 1,702 m (l), 1,472 m (a);
  • Porta-malas: 285 litros;
  • Tanque: 55 litros;
  • Potência:166 cv a 6.000 rpm (g) e 173 cv a 6.000 rpm (e)

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui