Foto Cleomir Tavares / Diario do Rio

Nesta quinta-feira (15/04), a Academia Brasileira de Letras abriu ao público o acesso virtual ao seu acervo, com mais de 200 itens disponibilizados digitalmente. A instituição considerou que o quadro de emergência sanitária causado pela pandemia de Covid-19, no qual a internet ganhou um papel importante, era o momento oportuno para o lançamento do acervo online.

As coleções já disponibilizadas virtualmente trazem exemplares de diversos artistas da história da arte brasileira. A coleção de pintura, com mais de 100 itens, conta com exemplares de Portinari, Dimitri Ismailovitch e Rodrigo Soares. Já a coleção de escultura tem obras de Rodolfo Bernardelli, Bruno Giorgi e Celso Antônio de Menezes, dentre 140 peças.

Os itens serão acrescentados aos poucos ao site, já que o acervo é grande. A coleção de mobiliário, que será disponibilizada em breve, totaliza mais de 400 unidades. Cada peça pertenceu a algum acadêmico, desde o fundador da ABL, Machado de Assis.

Além do acervo museológico, é possível também fazer consultas aos acervos arquivístico e bibliográfico da ABL. De acordo com a academia, o projeto se junta a todos os outros que estão disponíveis no portal da casa e que vão desde a acessibilidade até a tradução automática para mais de 100 idiomas.



Toda manhã o resumo do Rio de Janeiro

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui