Foto: Reprodução

O prefeito afastado do Rio, Marcelo Crivella, foi autorizado pelo presidente do Superior Tribunal de Justiça, ministro Humberto Martins, a acompanhar o velório e o sepultamento de sua mãe, previsto para acontecer nesta quarta-feira (30/12) em Simão Pereira, no interior de Minas Gerais.

Marcelo Crivella, que cumpre medidas cautelares em prisão domiciliar, será acompanhado por escolta, como estabelece a Lei de Execuções Penais.

Defiro o pedido a fim de que o paciente, Marcelo Bezerra Crivella, compareça ao velório e sepultamento de sua genitora, Dona Eris Bezerra Crivella, no dia 30/12/2020, das 6h às 18h, mediante escolta. Após as 18h do dia 30/12/2020, o paciente retornará imediatamente à prisão domiciliar, comunicando-se a esta Presidência o seu recolhimento“, ordenou o ministro.

A mãe de Crivella, Eris Bezerra Crivellamorreu, na madrugada desta segunda-feira (28), aos 85 anos, em sua casa no bairro de Copacabana, Zona Sul do Rio. A causa não foi divulgada.

1 COMENTÁRIO

  1. Tenho pena do pastor, roubou muito menos que o Paes e foi preso, execrado na mídia, colocaram-lhe tornozeleira eletrônica e etc. O Paes roubou muuuuuuuuuuuuuuuuuito, mas muuuuuuuuuuito mais, recomendo a leitura da delação do Alexandre Pinto e da Fetranspor, mas está aí solto, fez campanha, foi eleito e patati-patatá. Se o judiciário realmente não fosse conivente com a corrupção, o Paes estaria preso há anos e nem poderia concorrer à prefeitura, mas deixaram solto, o MP não pediu sua prisão, o sistema podre e corrupto, esse mesmo que está combatendo o presidente da república, enquanto não derrubarem JB a pandemia não vai acabar, querem a volta de todos os esquemas de propinas e corrupção de antes. Com o Crivella a mesma coisa, não deu dinheiro pra televisão, não liberou verba pública para o carnaval, não aceitou propina da Fetranspor, Odebrecht, e agora é manchete em todos os jornais como o chefe do “QG da corrupção”. Inacreditável! Em tempo: Foi um mal gestor, péssimo administrador, não tinha quadros para nomear, por isso nomeou os mesmos funcionário do E. Paes, foi seu grande erro.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui