O Diário da Câmara Municipal do Rio de Janeiro publicou nesta quarta-feira, 25/09, a promulgação da lei de autoria do vereador Luiz Carlos Ramos Filho (Podemos) que permite cães na praia. O projeto de lei 980/2019 foi aprovado pela Câmara no final do mês de agosto. O prefeito Marcelo Crivella teve 15 dias para vetar ou sancionar o texto. Como o prazo expirou no último dia 20/09 e o Prefeito não se manifestou, o pl teve sanção tácita.

“A promulgação desta lei é uma grande vitória da causa animal. Agora vamos batalhar para que a prefeitura regulamente o mais rapidamente possível”, diz Ramos Filho, que é presidente da comissão de defesa dos animais.

O texto prevê a criação de espaços destinados aos cães na praia. Só poderão circular cães vermifugados e vacinados, os tutores deverão portar os comprovantes e retirar as fezes do animal.

“Eu sugiro que seja feito um plano piloto. Poderíamos começar com um espaço na praia de Copacabana, por exemplo, para testar. Tenho certeza de que a população vai respeitar as regras e teremos menos incidentes nas praias. vou pedir uma agenda com o prefeito para tratar da regulamentação da lei”, diz Ramos filho.

O vereador lembra que, atualmente, os cães já frequentam as praias e que o projeto vem apenas ordenar o que já é uma prática.

“Hoje, os cães não são tratados como objetos. Fazem parte da família. Precisamos adaptar a legislação a esta nova realidade. Com um espaço só para eles, se todos respeitarem as regras, teremos um ambiente muito mais democrático e harmônico, onde cada um vai respeitar o direito do outro”, afirma o vereador.

5 COMENTÁRIOS

  1. Um dono que deixa seu cachorro fazer as necessidades na areia e não recolhe é um imundo. E esse dono é o tipo de pessoa que deixa lixo jogado na praia. Por isso deveria proibir a circulação do cachorro na praia? Não! Deveriam proibir era a circulação do dono, ou melhor, de todo tipo de pessoa que não tem educação e consciência pra frequentar uma praia ou qualquer outro ambiente público.

  2. Concordo 100% com a lei. Até porque o questionamento sobre a higiene é um tanto absurdo levando-se em consideração que o ser humano é muito mais sujo que qualquer animal. Quem é mesmo que faz xixi e até cocô dentro da água? E se brincar até na areia. Quem deixa lixo na areia?

  3. Não concordo também com cachorros na areia devido às fezes e risco de atacar adultos e crianças. A praia é frequentada por famílias. A areia da praia fica cheia de fezes e urina dos animais.

  4. Não concordo com a liberação de animais na praia. E a culpa é do dono do bicho. Ninguém respeita as regras. Vai ser coco pra todo lado. Sem contar com o perigo de um animal atacar uma criança.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui