Concessionária e prefeitura vão plantar muda de jacarandá como símbolo da parceria.

Às vésperas do início atividades do Águas do Rio, a vice-prefeita da cidade, Manuela Teixeira, e o diretor superintendente da concessionária, Pedro Freitas, se reuniram para alinhar as etapas da frente de trabalho desenvolvido pela concessionária. O início da nova fase do saneamento básico está marcado para o dia primeiro de novembro, quando também será plantada uma muda de jacarandá para simbolizar a nova parceria entre o governo municipal e a Águas do Rio.

A reunião aconteceu na sede da prefeitura de Cantagalo, na quarta-feira, onde foram apresentados o pacote de investimentos para transformar o saneamento básico do município. “Muitos moradores ainda sofrem com a falta de água regular. Outros, nem rede de água têm. É uma realidade que nós queremos mudar e temos esperança de que, a partir de agora, os moradores de Cantagalo não passem mais por esse transtorno.”, disse a vice-prefeita Manuela Teixeira.

Para que as melhorias sejam feitas a concessionária vai investir mais de R$26 milhões até o ano de 2026. O orçamento inclui a revitalização das unidades da concessionária e um pacote de soluções sociais e ambientais que vão beneficiar a população. Um dos programas da concessionária é o programa ‘Afluentes’, que tem por objetivo promover um canal aberto de comunicação entre a comunidade. Outra importante iniciativa, é o programa ‘Tarifa Social’, que permite com que as famílias de baixa renda tenham um desconto de 50% do valor da tarifa normal.

Já o Saúde Nota 10 leva para as escolas apresentações teatrais e palestras que reforçam a importância do acesso à água e esgoto tratados e o papel do cidadão na preservação dos recursos naturais. “A Águas do Rio quer estar próxima da sociedade de um modo geral, sempre com um diálogo aberto. Pensando nisso a empresa também vai manter uma loja de atendimento ao cliente na cidade para que todos possam esclarecer qualquer dúvida pessoalmente, sempre respeitando o protocolo de segurança contra o covid-19.”, garantiu Pedro Freitas, diretor superintendente da Águas do Rio.

2 COMENTÁRIOS

  1. Incompetente total é este neolítico/bolsovista, que nada conhece e quer dar uma de sabichão, senão vejamos a Iguá participou irregularmente da concorrência, pois não tem idoneidade técnica, a Águas do Rio (Aegea), está totalmente perdida e não tem competência para gerir um contrato deste, numa cidade do porte do Rio de Janeiro, onde até hoje apesar da total falta de investimentos, a Cedae conseguiu gerir e manter uma água de qualidade e fazer a coleta de esgotos em quase toda sua plenitude.
    Você infelizmente terá que engolir suas críticas, em breve, e sentir saudades da Cedae onde ela não atuar mais, mas ainda nos manteremos por muitos anos, dando suporte a estas empresas.
    Não consigo entender, porque este jornal dá tanta cobertura a esta Aegea (parece interesses pessoais).

  2. Deus abençoe a Águas do Rio, a Iguá e a outra empresa que irá ganhar o último bloco concedido. Essas empresas vão precisar de muita bênção para sobreviver ao povo fluminense (fazê-los pagar as contas emitidas), aos políticos fluminenses (equilibrar-se num emaranhado de leis idiotas e que atrapalham) e aos mais de 50 anos de incompetência da CEDAE para conseguir bater as metas de universalização de água e esgoto.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui