Foto: Banco de Imagem | Texto: Gustavo Natario e Leon Lucius


Os carros estacionados em locais proibidos não poderão mais ser rebocados na presença do proprietário ou motorista. É o que determina o projeto de lei 2.090/16, do deputado Samuel Malafaia (DEM), aprovado em discussão única pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), nesta quinta-feira (17/06). A medida seguirá para sanção ou veto do governador Cláudio Castro.

A medida valerá mesmo quando o veículo estiver guinchado ou em cima do reboque e, caso o motorista comprove que a liberação do automóvel não foi permitida, o proprietário não será obrigado a pagar a diária de permanência no depósito público. A medida prevê como provas fotografias e vídeos do momento do içamento do veículo.

Os motoristas ainda estarão sujeitos às penalidades do estacionamento irregular. “O objetivo é minimizar os transtornos causados por estacionamento irregular, pois muitas vezes o condutor não percebe que parou em local proibido. E se o veículo não estiver guinchado, nem em cima do reboque o motorista pode retirá-lo, por que quando está no reboque, ainda no local da infração, ele não pode fazer o mesmo?”, questionou o autor na justificativa do texto. As informações sobre a medida deverão ser visíveis no caminhão de reboque.

1 COMENTÁRIO

  1. Lei maluca, neste ponto deveríamos copiar os Estados Unidos como forma de melhorar a desordem urbana que abunda neste RJ: permitir que empresas privadas guinchem carros comprovadamente estacionados em local proibido. Hoje há tecnologia pra fotografar e georreferenciar em tempo real, evitando abusos das companhias. Elas ficariam com parte das taxas das diárias. E o RJ ganharia no trânsito e nossas calçadas ficariam livres pros pedestres. Além de dar emprego. Quem tem carro tem estacionar em local permitido.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui