Alerj aprova relatório final da CPI dos Trens

Texto votado em sessão plenária, na quarta-feira (30/11), reivindica redução do preço da passagem, da superlotação e do tempo de espera pelos trens, entre outras ações

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
Foto: Alerj/Divulgação

Na última quarta-feira, (30/11), a Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) aprovou em uma discussão única o relatório final da CPI dos trens. Dentre as reivindicações, os deputados pedem redução do preço da passagem, da superlotação e do tempo de espera pelos trens.

O texto será promulgado pelo presidente da Alerj, deputado André Ceciliano (PT), e terá publicação no Diário Oficial do Legislativo nos próximos dias.

O deputado Waldeck Carneiro (PSB), relator da CPI, criticou a atuação do Poder Executivo ao longo dos trabalhos da comissão e considerou fracassado o modelo atual de licitação para o serviço de trens.

“Foram vergonhosas as oitivas de representantes do governo. Todos diziam que não sabiam de nada, que tinham recém-chegado. Considero que a experiência de privatização do sistema fracassou, e por isso recomendamos ao governo que reavalie e decida pela reestatização ou por um novo modelo de licitação”, disse Carneiro.

Advertisement

Leia também

Águas do Rio alega não saber sobre situação da Cedae mas presidente foi diretor da empresa – Bastidores do Rio

Antiga garagem da Silveira Martins é vendida por R$19,7 milhões a incorporadora

Confira as principais recomendações da CPI

Ao Governo do Estado: Abertura de concurso público para preenchimento de cargos técnicos na Agetransp;Redução da tarifa da passagem;Recriação do Batalhão Ferroviário e Investimento na qualificação e modernização do sistema de trens com os recursos da privatização da Cedae.

À Supervia: Retorno dos trens expressos; Redução da superlotação; Redução da espera das composições; Adequação dos vãos e desníveis entre trens e plataformas

Ao TCE: Auditoria nas receitas ordinárias e acessórias da concessionária

À Agetransp: Criação do Conselho de Passageiros e Inclusão de um setor de atendimento e acolhimento de vítimas de ocorrências violentas nos transportes públicos

À Alerj: Aprovação de projetos de leis que garantam novas receitas com publicidade e aluguel de imóveis na malha ferroviária eimplantação de sistema de monitoramento e segurança para o maquinista.

Advertisement
Receba notícias no WhatsApp
entrar grupo whatsapp Alerj aprova relatório final da CPI dos Trens

Advertisement

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui