Alerj aprova relatório final da CPI dos Trens

Texto votado em sessão plenária, na quarta-feira (30/11), reivindica redução do preço da passagem, da superlotação e do tempo de espera pelos trens, entre outras ações

Foto: Alerj/Divulgação

Na última quarta-feira, (30/11), a Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) aprovou em uma discussão única o relatório final da CPI dos trens. Dentre as reivindicações, os deputados pedem redução do preço da passagem, da superlotação e do tempo de espera pelos trens.

O texto será promulgado pelo presidente da Alerj, deputado André Ceciliano (PT), e terá publicação no Diário Oficial do Legislativo nos próximos dias.

O deputado Waldeck Carneiro (PSB), relator da CPI, criticou a atuação do Poder Executivo ao longo dos trabalhos da comissão e considerou fracassado o modelo atual de licitação para o serviço de trens.

“Foram vergonhosas as oitivas de representantes do governo. Todos diziam que não sabiam de nada, que tinham recém-chegado. Considero que a experiência de privatização do sistema fracassou, e por isso recomendamos ao governo que reavalie e decida pela reestatização ou por um novo modelo de licitação”, disse Carneiro.

Confira as principais recomendações da CPI

Ao Governo do Estado: Abertura de concurso público para preenchimento de cargos técnicos na Agetransp;Redução da tarifa da passagem;Recriação do Batalhão Ferroviário e Investimento na qualificação e modernização do sistema de trens com os recursos da privatização da Cedae.

À Supervia: Retorno dos trens expressos; Redução da superlotação; Redução da espera das composições; Adequação dos vãos e desníveis entre trens e plataformas

Ao TCE: Auditoria nas receitas ordinárias e acessórias da concessionária

À Agetransp: Criação do Conselho de Passageiros e Inclusão de um setor de atendimento e acolhimento de vítimas de ocorrências violentas nos transportes públicos

À Alerj: Aprovação de projetos de leis que garantam novas receitas com publicidade e aluguel de imóveis na malha ferroviária eimplantação de sistema de monitoramento e segurança para o maquinista.

Advertisement

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui