Feira Rio Antigo, na Rua do Lavradio - Foto: Reprodução/Internet

A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou, na última quinta-feira (26), em debate único, um projeto de lei de autoria do deputado André Ceciliano (PT) que transforma a Rua do Lavradio, próxima à Lapa, na região central da capital fluminense, e sua redondeza em Patrimônio Imaterial do Estado. Agora, o texto segue para as mãos do governador Cláudio Castro (PL), que tem até 15 dias para sancioná-lo ou vetá-lo.

O PL 4.632/21 engloba todos os imóveis e eventos culturais realizados na extensão da referida rua, incluindo a Feira de Antiguidades, popularmente conhecida como Feira do Lavradio.

A medida também prevê que o Poder Legislativo municipal poderá, em conjunto com o Poder Executivo da cidade, realizar estudo de impacto para a adoção de iniciativas de investimento e manutenção dos imóveis – incluindo o abatimento ou a isenção de tributos municipais condicionados à manutenção das características históricas dos imóveis.

”A Rua do Lavradio faz parte da história do Rio de Janeiro, pois, com apenas 700 metros de extensão, já abrigou alguns dos mais elegantes endereços do Rio Antigo e foi cenário de escritores como Machado de Assis, Lima Barreto e João do Rio”, justificou André Ceciliano, que é também o presidente da Alerj.

Cada vez mais, o Shopping Paço do Ouvidor se fortalece como ponto de encontro no Centro do Rio. Passa no Paço.

Vale ressaltar que a região onde está localizada a Rua do Lavradio foi incluída no projeto Reviver Centro, iniciativa da Prefeitura que concede benefícios fiscais e tributários para quem construir ou reformar imóveis no Centro do Rio e seus arredores.

Além de ser um dos endereços mais queridos dos cariocas, a Lavradio tem em suas imediações outros ícones culturais cariocas, como o bar Rio Scenarium, as casas de show Circo Voador e Fundição Progresso e os tradicionais Arcos da Lapa.

2 COMENTÁRIOS

  1. Os fluminenses já estão cheios de “alerjênicos” desta Assembleia decrépita. Deputados: vergonha na cara! Precisamos de resolução dos problemas da vida real.

  2. ALERJ devia votar a sua própria irrelevância, quiçá votar o seu fechamento para sempre. Tantos problemas da vida real nosso povo fluminense está passando por esses tempos e estes deputados ficam brincando.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui