Alerj determina que Escolas do Rio poderão ter ensino de Educação Ambiental

A medida é de autoria do deputado Sergio Fernandes (PDT) e havia sido vetada pelo governo do Estado

Foto: Reprodução/Internet

As escolas do Rio de Janeiro, em breve, poderão ter ensino de Educação Ambiental como tema transversal da grade curricular. Isso porque o presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), deputado André Ceciliano (PT), promulgou nesta segunda-feira (29/11) a lei 9.477/21, que autoriza a implementação da matéria nas escolas estaduais.

Inicialmente, a proposta do deputado Sergio Fernandes (PDT) havia sido vetada pelo governo do Estado, mas o plenário derrubou o veto na última terça-feira (23/11). A lei estabelece que a Educação Ambiental poderá ser desenvolvida de forma multidisciplinar e interdisciplinar nas escolas públicas e privadas, respeitando a autonomia pedagógica de cada unidade. A medida vale para turmas do Ensino Fundamental II, Ensino Médio e nas unidades da Faetec.

“Ensinar consciência ambiental faz parte da função do Estado e é indispensável para promover o desenvolvimento sustentável que vai beneficiar toda a sociedade e as futuras gerações”, afirmou o autor da lei, Sérgio Fernandes.

O Poder Executivo também poderá realizar campanhas educativas com temas relacionados ao meio ambiente.

Costa do mar, do Rio, Carioca, da Zona Sul à Oeste, litorânea e pisciana. Como peixe nos meandros da cidade, circulante, aspirante à justiça - advogada, engajada, jornalista aspirante. Do tantã das avenidas, dos blocos de carnaval à força de transformação da política acreditando na informação como salvaguarda de um novo tempo: sonhadora ansiosa por fazer-valer!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui